Apelo

O Bia tem um apelo a fazer. Se alguém puder ajudar, é só entrar em contato com ele.

Tem um senhor aqui em Limeira, Durante Gullo, setenta e tantos anos, que sofre há mais de vinte anos de depressão profunda, não sai de casa pra nada. Sua única, ÚNICA, diversão — se é que podemos chamar assim — é ver e rever filmes velhos que ele tem em VHS. Ele não tem DVD, só o videocassete. E nem quer ter DVD, já que todo seu acervo é em VHS.

Tomei contato com ele há mais de cinco anos, quando mencionei um filme antigo em uma coluna de jornal… Ele ligou para o jornal e conseguiu meu telefone. Desde então ele me liga com alguma regularidade, pedindo para que eu arrume esse ou aquele filme para ele. Já consegui alguns.

Pois ele me ligou na semana passada IMPLORANDO por um filme: “A Canção Inesquecível, filme de Michael Curtiz, biografia disfarçada de Cole Porter. Não acho o filme para comprar em lugar nenhum, mas vai passar dia 17/02 no canal pago TCM. Se alguém tiver a TCM e puder gravar esse filme numa fita, bem, para o senhor Durante Gullo, ele mesmo me disse, não há dinheiro que possa pagar.

Quem puder fazer isso vai direto para o céu.
Eu me encarrego das despesas de postagem, etc…

Tem ainda mais dois filmes que o sr. Durante Gullo deseja assistir e não encontramos: o primeiro e original “Gunga Din” e “Aeroporto ’77“. Se alguém souber onde podemos conseguir, avise.

E também se puderem espalhar por aí, em posts, listas de e-mail, esse apelo, agradeço de coração. Pode parecer besteira, ou muito pouco, para quem não gosta de cinema. Mas acreditem, para Durante Gullo, ver esses filmes mais uma (ou algumas) vez(es) antes de morrer fará muita diferença.

2 thoughts on “Apelo

  1. Eu não tenho mas sei como conseguir; Pelo emule é uma das maneiras.
    Porém, creio que colaborar com o sujeito é se responsabilizar pelo prolongamento do seu estado depressivo.
    Faço a sujestão de enviarem a ele uma porção de ‘filmes de autorais’!

  2. Fernando,

    Se preocupa não, pode mandar pra ele os filmes.

    Depressão é um negócio seriíssimo. Cada filme que ele vê é uma hora e meia a menos para pensar em suicídio.

Leave a Reply to Lugon de Souza Cancel reply

Your email address will not be published.