O frouxo e o faroleiro

Inagaki says:
Nova campanha beneficente: Free Henry Sobel

Rafael says:
Eu li no seu blog e vi a camisa.
Eu fiquei impressionado com o sujeito.

Inagaki says:
Ele subiu no meu conceito depois desse ato pilantrópico. Sensacional!

Rafael says:
Subiu???
Caralho.
Olha o que é a vida.

Rafael says:
O sujeito teve uma atuação mais que decente no caso Vlado, quando até o sindicato dos jornalistas foi covarde.
Mas pra subir no conceito do povo tem que fazer uma palhaçada.
Alexandre Inagaki, você não presta.

Inagaki says:
Brasil-il-il!!!

Rafael says:
(Vou publicar essa conversa.)

Inagaki says:
Ôpa! Mas faço a seguinte ressalva: a biografia do Henry Sobel realmente merece respeito. Vide aquele episódio em que ele se recusou a enterrar o Herzog na “ala dos suicidas” do cemitério judeu, por exemplo.

Inagaki says:
Mas esse episódio mostra que é ele humano e faz cagadas como todos nós. Por isso subiu no meu conceito. Assim como a Winona Ryder, que tinha uma aura tão inatingível, até cometer aquela presepada

Rafael says:
Com a ressalva o post perde a graça.
Mas a Winona tinha aura intangível?
Uai, pra mim nunca teve.

Inagaki says:
Toda atriz de Hollywood tem, pô. Vai dizer que vc acredita que um dia vai comer a Scarlet Johansson?
Já uma cleptomaníaca vira vizinha de casa, pô

Rafael says:
Só porque a Johansson não mora no Bairro América.
Se morasse, não demorava dois dias.

Inagaki says:
Ah, rapaz, pra botar essa conversa no teu blog tem que ter a explicação pra ele ter subido no meu conceito! Senão a afirmação fica descontextualizada, carái!

Rafael says:
Frouxo.

7 thoughts on “O frouxo e o faroleiro

  1. Ontem fui obrigado a acessar Internet do McDonald’s. Não sei se você já passou por essa experiência traumática, e espero que você jamais seja obrigado a navegar no browser mais tosco de todos os tempos. Mas olhe, devo lhe dizer que fiquei orgulhoso ao saber que 3 dos blogs do InterNey Blogs foram censurados por apresentar “conteúdo impróprio”. E, quando anunciarmos oficialmente os novos participantes, o negócio vai ficar mais bunitchu ainda. Frouxo é a mãe! 😀

  2. Devo fazer parte do time dos frouxos… Concordo com o Inagaki. Os sacerdotes parecem ser o que verdadeiramente são quando cometem erros, humanos. A aura do divino não comporta a falha humana e, talvez, por isso mesmo a persigamos tanto. No fundo a gente sabe que não presta né? Risos… Quanto a farolice, dois dias Rafael? Tá p(F)odendo heim?

  3. Esses acontecimentos não merecem muito ibope. Se ninguém comenta o roubo da abóbora da feira, por que comentar o roubo de uma gravata? O cara é importante? Claro que é. É curioso? Certamente. Mas e o sujeito que roubou a abóbora? Falarão por semanas da proeminência social que Sobel tem, mas se ele vai ser esquecido como o cara da abóbora, para que falar nele?
    Não sei a razão de eu estar falando nisso…

  4. Você, pegando a Scarlet Johansson?

    Só sobre o meu cadáver.

    Ah, Scarrrrlet.

    PS: além disso a chegada em Jack Daniels é a Britney Spears. A Johansson tem bom gosto.

Leave a Reply to Inagaki Cancel reply

Your email address will not be published.