Episódio de uma noite de verão

O sujeito se aproxima de mim com um sorriso.

– Eu podia pedir uma ajuda ao senhor? É que eu preciso de dinheiro para voltar para casa, meus filhos estão com fome…

Me mostra um papel que não olho. Enquanto abro a carteira para lhe dar 1 real, ele pede:

– Pedir não é vergonha, né? Por favor, não fique com raiva.

– Se eu ficasse com raiva não te dava o dinheiro.

Enquanto me afasto ele me faz uma sugestão bem intencionada:

– Por que o senhor não pára de fumar? Fumar faz mal.

E então, por breves instantes, eu penso em tomar o real que lhe dei.

234 thoughts on “Episódio de uma noite de verão

  1. Luluzita

    rafa veja da seguinte forma.. ele ficou tão agradecido que quis compartilhar com voce algo em que ele realmente acredita!!! quis desejar a voce um bem supremo do q dinheiro.. saúde!!! l’pgico q eu sou anittabagista ferrenha e tambem respeito sua opinião de querer morrer de falta de ar e azul, numa UTI qualquer; só o faça longe de mim!!( isso vc já faz mesmo..heheheh) mas não queira seu real de volta.. foi um gesto de carinho dele, querendo retribuir com o que ele tem dentro dele, o conhecimento que ele julga ter, compartilhado com alguem quem tinha algo q ele precisava( voce e seu real)… foi meigo da parte dele!!! beijo Lulu PS Pare de fumar.. a morte de quem fuma e tem enfisema é longa, vagarosa e triste…

    Reply
  2. Luluzita

    e ele ainda era capaz de sorrir.. vou jogar meu lexapro pela janela… só me faz digitar errado…
    beijos
    Lulu
    PS lexapro é meu antidepressivo

    Reply
  3. Débora

    oi… tava procurando a palavra “lexapro” no google e vim parar aqui… Lulu, vc que deixou um coment aí, eu tb tomo esse remedio! se vc quiser me escreva, vamos trocar umas ideias…
    bjs

    Reply
  4. Adriana

    Oi eu também tomo lexapro…
    Vc toma por que?
    Vamos falar sobre o assunto. Nem que seja do preço dele que é muiiiiiiiitttttttoooooooo caro.
    Beijos
    Adriana

    Reply
  5. maisa araujo

    eu tb uso este medicamento gostaria de conversar com pessoass que usam para trocarmos ideias

    Reply
  6. regina

    Eu tb tomo este antidepressivo e estava pensando em parar , tenho medo de criar dependencia.
    Sou muito ansiosa e tenho problemas de insonia.
    Bjs

    Reply
  7. Paolo Roberto

    Eu tomo Lexapro há 6 meses para tratamento de ansiedade e pânico. Minhaúnica queixa é que há 5 meses não tenho qualquer vontade de fazer sexo. Perdi competamente o tesão. Detalhe: sou casado e minha mulher tem apenas 40 anos. Tenho medo que o efeito colateral do Lexapro seja o nascimento de chifres em mnha cabeça. Favor comentarem.

    Reply
  8. paulinha

    PARA PAULO ROBERTO. FAZ 1 ANO Q FAÇO USO DE ANTIDEPRESSIVO. COMECEI COM A SERTRALINA, DEPOIS CITALOPRAM E DEPOIS DE UMA TENTATIVA DE SUICÍDIO, FAZ 1 SEMANA Q INICIEI O LEXAPRO. NÃO POSSO CONFIRMAR OU NEGAR QUAISQUER EFEITOS DO LEXAPRO. MAS UMA COISA TE DIGO COM TODA CERTEZA: DESDE O PRIMEIRO ANTIDEPRESSIVO Q NÃO SEI O Q É VONTADE DE NADA… E FICO SÓ TENTANDO AGRADAR AO MEU MARIDO PRA TENTAR FAZÊ-LO SUPORTAR O CASAMENTO. SINTO MUITO PQ VC É HOMEM E A SITUAÇÃO COMPLICA UM POUCO. O Q DIRIA COMO CONSELHO É VC SE ESFORÇAR E DAR O PRAZER DELA MESMO Q VC NÃO ESTEJA SENTINDO NADA. BOA SORTE PRA TODOS NÓS.

    Reply
  9. Rosana

    Boa noite pessoal, gostaria muito de poder tc com pessoas q tem depressão. Estou tomando anti depressivos desde fevereiro e até agora não senti uma melhora significativa. Semana passada a minha médica me receitou o lexapro mas ainda não pude comprar e confesso q estou com medo de não fazer efeito tbm. Oq vcs acham q eu devo fazer ?
    Boa noite a todos e fiquem com DEUS

    Reply
  10. Rubem

    Rosana, minha esposa tem uma série de transtornos e, entre eles, a depressão. Ela passou a tomar Lexapro desde o dia 07 Ago 07 pois estava em forte processo depressivo e, desde então vem apresentando uma melhora bastante consistente, tendo em vista o histórico dela. A dosagem é de 5mg administrada pela manhã, após o café. Pelas informações que pude levantar esse remédio (caro) é o de última geração, sendo mais efetivo no tratamento de depressão e de ansiedade generalizada (TAG).
    Bao sorte. Lembre-se que na depressão tudo parece mais difícil do que realmente é. Deve haver paciência pois o tratamento e o efeito da medicação pode demorar, mas vale a pena. Não desista. Nunca! Fique com Deus.

    Reply
  11. Carla

    Rubem, concordo com vc.
    Comecei a tomar hj metade de um comprimido e penso já estar melhor. O pensamento positivo ajuda a melhorar absolutamente tudo. Ter Fé também. Sou jovem e tenho muita anciedade. O primeiro passo já dei, procuar ajuda. Agora é rezar e acreditar que JÁ ESTOU BOA. Vai dar tudo certo. Abraço a todos.

    Reply
  12. DENISE BUTZKE

    ola!!
    sou denise, a muitu tempo(anos) me sinto estranha… fiz uma cirurgia(nada grave, ja estou bem)mesmo assim desencadiou capsulite adesiva, segundo o médico por depressão e anciedade. sendo assim, fui me sentindo cada vez + estranha… estados depressivos, ansiedades, medo,desenterresse… e por ai vai… hj foi ao psiquiatra… descrevendo oq se passou e passa cmg, começo a tratar de tag e tbm de transt de somatização… c/ frontal 0,25mg pela manhã e lexaproao meio dia ou a noite, conforme me adptar. (12-09-07)
    de_loveajk@hotmail.com
    OBS.: GOSTARIA DE INTERAGIR C/ PESSOAS Q ENFRENTAM OS MESMOS PROBLEMAS, P/ PODERMOS NOS AJUDAR. UM ABRAÇO Á TDS
    FIQUEM C/ DEUS… Q ASSIM SEJA!!!

    Reply
  13. Renata

    depois de minha amiga e meu namorado ficarem me falando que tenho transtorno bipolar fui ao psiquiatra… ela nem me perguntou muita coisa, mas me receitou o Lexapro. Ainda não comecei a tomar pois não entendi onde ela se apoiou para me receitar esse remédio.. só me falou que estou muito apatica e temos que cuidar disso primeiro.
    Acho q vou pedir uma segunda opinião pois tenho medo de me viciar nesses remedios…. mas se for necessário claro que tomarei. Mas uma pergunta pra quem já toma… tem efeito colateral?

    Reply
  14. Renata

    Oii, bom, estava pesquisando sobre o lexapro e achei esse “forum”, bem.. estava mto anciosa e desanimada ao mesmo tempo, como o que? tudo q possam imaginar..
    principalmento o futuro… enfim.. procurei um pisquiátra de cara, pq achei q com conversas de piscologo eu não iria me sentir melhor.. ele me receito o lexapro e estou tomando a um mês e meio, me sinto melhor, não tive NENHUM efeito colateral, até meu intistino esta funcionado melhor, voltei ao meu médico e disse q só tem a melhor, espero q sim!!, bom, o remédio eh caro, mas, to preferindo pagar o seu custo do que voltar a sentir o que eu sentia.
    bom, é isso ai.. espero q com vcs aconteça o mesmo.
    bjos.

    Reply
  15. lena alves paulino

    olá,rafael.

    eu uso lexapro a 3 meses e tambem estou procurando com quem conversar. No começo foi muito legal, eu tava parada sem animo pra nada jogada no sofá só no dvd. Daí, larguei do sofá e acreditei numa vida pós dvds, com atividades fisicas acreditei na possibilidade retomar minha profissão, que descobri adorar.Acreditei em possibilidades. Com o tempo meu humor voltou a ficar estranho..alternando, oscilando…o sofá tornou-se atrativo, as atividades fisicas questionaveis e minhas ideias a meu respeito duvidosas.
    Bom é isso, não sei se é esse tipo de assunto que voce procura sobre o lexapro, o mais moderno, o mais rapido e poderoso antideprê aprovado pela anvisa.
    abraços
    lena

    Reply
  16. César

    Estou tomando Lexapro 10mg pela manhã há 2 meses para tratar transtorno de ansiedade generalizada c/ episódios depressivos. Comecei utilizando Sertralina, que me causou problemas de intestino. Passei para a Fluoxetina, que me fez perder a libido. Mas com o Lexapro está tudo indo bem, vida sexual normal(na verdade muito melhor, tendo em vista o controle da ansiedade) e intestino funcionando perfeitamente. Os únicos efeitos colaterais estranhos que observei foram espirros distribuídos ao longo do dia (uns 5 no total) e um pouco de tontura de vez em quando.

    Boa sorte a todos.

    Reply
  17. karin

    Olá pessoal!
    Eu estava tomando o Lexapro há mais de um ano, e senti melhoras visíveis.
    Mas alguns meses atrás, tive uma recaída e o Lexapro não esta dando conta do recado. Então o meu médico trocou pelo Remeron, o qual me deixou “dopada” por uma semana após tomar apenas 1 comprimido.
    Resumindo, voltei há 2 meses para o Lexapro, e estou aguardando ele mostrar o seu efeito, o que ainda não aconteceu. Mas é um excelente anti-depressivo, sem muito efeitos colaterais. Tbém, tomei Efexor e Sertralina, mas achei o Lexapro melhor. Agora tenho que ter paciência para ele voltar a agir, pois não sinto vontade de fazer nada, e não tenho prazer nas coisas que faço.
    Sorte à todos!

    Reply
  18. paula

    Comecei a tomar lexapro faz uns cinco meses, no primeiro mes, ele fez milagre, eu estava muito irritada, mau humorada, e so tinha vontade de chorar…a melhora dele foi de 90% no meu organismo, mas há um mes parece que eu estou regredindo, ou seja, ele nao esta mais fazendo tanto efeito…

    Reply
  19. marisa

    Meu marido faz dois meses q está romando lexapro´e naum perdeu a a vontade sexual mais anda muito irritado,não pode falar nada com ele q já fica exaltado, será q é do remédio?
    Ele quer parar de tomar e naum quer voltar mais no médico, será q não tem problema?Parar de vez?

    Reply
  20. Didi

    Quem faz uso de antidepressivo ou pretende fazê-lo não pode esquecer que cada organismo reage de um modo diferente. Para algumas pessoas os antidepressivos não fazem nenhum efeito. Mas para a maioria é imprescindível. Outro detalhe: é importante um tratamente psicoterápico. É a conjunção do médico com a terapia quem apresenta os melhores resultados.

    Reply
  21. Juan

    Bem, ja tomo remédios ha um bom tempo. Comecei com Olcadil para controlar minhas ansiedades de pânico, depois procurei outro psiquiatra, assim comecei com Efexor e Lamitor, depois passei para Clo e Lamitor juntos. Estava melhor porem tomando muito remédio. Agora outro recomendou o Lexapro, vamos ver. Sono, memoria, libido, longo prazo não tem como escapar. Sempre acreditar na melhora, procurar um terapeuta bom me ajudou bastante, não desistir e acomodar-se nos remédios.

    Reply
  22. eduardo

    Já passei por praticamente todos… Efexor, Prozac, Serenata, etc, sendo que no final mantive a Venlafaxina (Efexor) e tomei durante 7 anos.
    Há um ano senti que estava na hora de parar, parei numa boa.
    Há dois meses sofri uma perda e não segurei a onda, voltei ao meu psiquiatra e pedi ajuda. Não consegui suportar as duas primeiras semanas de nenhum desses anti-depressivos citados acima, devido aos terríveis efeitos colaterais dessa fase.
    Comecei com o Lexapro há 5 dias, e , já de cara, não senti tantos efeitos negativos como os outros. Tô botando a maior fé!!
    PS – Não conheci nenhum anti-depressivo que não causasse danos no que diz respeito a sexo.
    Vamos que vamos, boa sorte a TODOS!

    Reply
  23. mariana

    Olá.. eu tomo amisulpirida há 08 anos e perdeu completamente o efeito faz tempo ( mas a dependência quimica meus caros amigos, é crozz).. por estar muito deprimida dentre outros problemas.. fui medicada com o lexapro. O que eu penso?? Que nossa depressão não cura porque tapamos o sol com a peneira com remédios, que afinal, não curam nossas reais causas de frustração e tristeza. Vou tenter o lexapro, mas vou tentar tb yoga … sei lá.. ou tentamos ou suicidamos!! rsss… bj e boa sorte a todos .. quem quiser conversar a respeito ou sobre como lutar contra disturbios alimentares, estou à espera :)

    Reply
  24. Cristiane

    ´tomo antidepessivos desde os 16 anos (hj tenho 21),ja tomei tudo qto é remedio,ja senti tudo qto é efeito colateral,ja pensei q nunca ia passar,q nunca ia desprender dos remedios,tive recaidas e recaidas (dq)mas hoje tomo fitoterapicos,tenho uma filha linda e o q me fez melhorar e ter vida “normal” sem medos,sem ansiedade,frustrações,foi simplesmente esquecer que sou dq e seguir em frente,sem dar importancia à tristeza e angustia.Acreditei em mim principlamente qdo nasceu minha filha aos 18 anos.Senti vontade de viver,de ser alguem,se construir meu castelo,e sozinha,sim pq o me separei do pai dela.Se sinto tristeza,ou qqer coisa do tipo,penso”isso passa” e acredito nisso pq tudo passa.
    essas sensações são mesmo horríveis,mas passa galera,acreditem,tenham força em si.Fé para todos.
    boa sorte e força sempre!eu estou conseguindo me libertar de 5 anos tomando antidepressivos,ja estou parando com os remedios só tomo hipericin flouxetina e litio.mas pra mim isso é ótimo pq ja foi bastante reduzido,e em breve estarei livre!

    bjos

    cristiane_joplin@hotmail.com
    quem kiser trocar ideias fikem á vontz me add ok?

    Reply
  25. cris

    oi, gente…
    tomei lexapro por duas semanas,fazendo terapia e me senti melhor, mas tenho muito medo de dependência e parei…
    De setembro para cá, engordei 9 quilos, o que me fez sentir pior…parei com a terapia e só tenho vontade de chorar… mas queria algo natural para tomar, que droga isso…
    Nesse meio tempo, acabei me separando do meu segundo marido, após 15 anos, o que me detonou de vez… desculpem o desbafo, mas estou mal, mesmo…
    Achei uma receita do Lexapro, talvez volte a tomá-lo…
    Por favor, se alguém quiser, me escreva, ficarei muito feliz por poder compartilhar experiências…
    Um grande abraço,

    Reply
  26. Eliana

    Minha mãe vinha sentindo uma dor de cabeça decorrente de uma queda e no começo de outubro/07, procurou um neurologista que indicou a ela um antidepressivo chamado PONDERA. Logo nos primeiros dias de uso desse medicamento, notei que minha mãe estava estranha, mas eu não sabia que ela estava tomando antidepressivo, então não me preocupei. Depois de uns 4 dias de uso, ela queixou-se de uma forte dor no estomago, azia, malestar e muita falta de ar, que só podia ser por causa do PONDERA, pois foi a única coisa diferente que minha mãe ingeriu naqueles dias. Do começo de outubro quando começou a dor de estomago até hoje – 17/12/2007 – não saímos mais de hospital. Minha mãe já foi internada 3 vezes e até com suspeita de enfarte. ela sente uma terrível dor no estomago acompanhada de uma falta de ar enorme que foi confundida com enfarte, angina, bronquite, asma. No hospital fizeram endoscopia e foi detectado uma gastrite e inflamação no esofago. Todos os efeitos colaterais indicados na bula minha mãe teve, tremedeira, náuseas, tontura, enfim. De tudo que aconteceu com minha mãe ela acabou desenvolvendo uma depressão que só pode ter tido origem nos efeitos colaterais do PONDERA, principalmente a dor no estomago e falta de ar que até agora não passaram. Já emagreceu 8 kilos, não tem apetite, vive chorando pela casa querendo desistir dos mediamentos e dos médicos. Depois de tomar toneladas de OMEPRAZOL agora ela está tomando PANTOPRAZOL para ver se consegue se alimentar um pouco. Há alguns dias procuramos um Neurologista que indicou o LEXAPRO. Estou com muito medo de dar esse remédio a ela porque minha mãe está com 80 anos e principalmente porque soube que esses antidepressivos são cheios de efeitos colaterais e demoram a fazer efeito e quando fazem na maioria das vezes não é para melhor. Devido a infeliz experiência que tivemos com o PONDERA estamos todos assustados na familia. Peço que se algum médico ou alguém que saiba dos efeitos que o LEXAPRO causa em idosos que me escreva relatando, por favor. Obrigada.

    Reply
  27. alexandre

    Olá pessoal. Deixei de tomar o Lexapro há aproximadamente oito dias. Fiz uso desse meticamento por tres meses e senti uma forte diminuição na libido depois do primeiro mês de uso. Cerca de cinco ou seis dias após ter deixado de tomar o Lexapro passei a sentir vertigens e nauseas, que tendem a desaparecer após duas semanas, segundo minha psiquiatra acaba de me dizer…
    Um abraço a todos e não abandonem o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    Reply
  28. Sabrina

    Oi gente, estava fazendo uma pesquisa sobre Lexapro e parei aki…. nossa.. tbm ja tomei vaios remedios citados ai… Prozac,, Efexor..agora estou tomando Lexapro… o Efexor me tirava completamente o tesao… o Lexapro parece ser melhor nese sentido..e tbm nao estou sentido outros efeitos colaterais… espero q td de certo p/ mim e p/ todos ai… Abraco!

    Reply
  29. LORENA

    bom tenho trantorno do pånico há alguns anos e depois de um tempo de tratamento me considerava curada e decidi que não queria mais tomar os remédios , vivi dois anos bem sem crise sem sintomas depressivos . Porém infelizmente as crises voltaram e dessa vez decidi ir atrás de um neurologista que acaba de me receitar o lexapro , tranquinal e lamitor ….

    Lexapro já havia tomado no tratamento anterior com o psiquiatra , mas o tranquinal e o lamitor não ,portanto gostaria de saber se alguém aqui toma LAMITOR e/ou TRANQUINAL e se leva muito tempo pra fazer efeito , estou tomando há apenas 4 dias

    Reply
  30. Jaqueline Faria

    Olá, tb sofro com a síndrome do pânico, não adianta procurar outro remédio melhor. É Lexapro mesmo. Quem sabe de algum laboratório que manipula o escitalopram, pq. é caro mesmo.Me ajudem, por favor!

    Reply
  31. Badu

    Pessoal. Tem 8 dias que estou tomando lexapro e não senti melhora na ansiedade, pelo contrário, minha insônia andou pior. Noite passada não dormi nada! Horrível! Creio que irei voltar para Remeron. Ele aumenta o apetite, mas em compensação é muito sedativo e faz dormir. Quero compartilhar experiências. Não dá pra ficar só nesta questão de ansiedade e depressão. Sucesso pra vocês! Badu

    Reply
  32. Valeriano

    Gente, meu médico receitou-me hoje o lexapro, esqueci de perguntar se existe algum risco se administrado com alcool.
    Algem sabe?
    Valeu…

    Reply
  33. liliane

    oi pessoal!assim como a maioria parei aqui por acaso,tb para saber sobre o lexapro.tenho sindrome do panico ha pelo menos 30 anos e so descobri a 8 e desde entao vivo em tratamento…ja mudei de medico,remedio e assim vou levando.agora vou comecar com o lexapro 10mg ao dia e espero ter resultados positivos pq e muito ruim ter crises.estou aberta a troca de informacoes sobre o panico.boa sorte pra todos nos!

    Reply
  34. Gisele

    Valeriano, pode tomar alcool (com moderação, e se beber não dirija!) tranquilamente com o uso do LEXAPRO. Perguntei justamente isso a médica que fui hoje (4/3) para tratamento de DISTIMIA.
    Adorei encontrar este blog, e gostaria de trocar experiencias, ouvir, contar, conversar com vcs.
    email: ddangereuse@gmail.com

    Reply
  35. Cláudia

    Tomo Lexapro 10mg durante o1 ano e 02 meses e me sinto bem c ele. Acontece q ele se tornou minha bengala. Sem ele, fico péssima.Tomo 20 mg pela manhã, mas no mês passado, tive uma crise forte de depressão e meu psiquiatra optou tb por usar mirtazapina 30 mg.Fiquei mal e achei q engordei. detestei o remédio. Tomo tb Lamitor 10.Tenho transtorno bipolar e sou dependente química, mas não me drogo desde o período do meu tratamento. Estou limpa, graças à Deus, mas sofro com minha depressão q é ic=ncontrolável. Hj por exemplo, acordei chorando e não estou nada bem. preciso de carinho e de ajuda p/ melhorar, e lógicamente, Lexapro, meu alívio nas horas difíceis. Me adaptei bem ao medicamnet, mas no início tb tive falta de libido. Fiquei 6 meses sem ter nd c/ ninguém porque ão tinha tesão nenhum, mas agora, estou melhorando, apesar d q ainda mto baixo.

    Reply
  36. Gisele

    Me questiono hoje se seria o remédio (Lexapro) pior que a situação (depressão)?? Será que não há muita pressão para que todo mundo pareça que vive em um comercial de margarina?
    Acho que há muita propaganda sobre felicidade. Há quase que uma obrigação imposta pela sociedade e a TV para sermos bem humorados e felizes. É muita regra. Eu acordo mal-humorada, e ai, sou obrigada a acordar feliz??? Eu odeio atrasos e barulho de pipoca no cinema me irrita. Ou não suporto esperar e não consigo esconder meu mal-humor, não consigo esconder que não me empolgo e entusiasmo com as coisas. Tem dia que não como e não dormo direito. Choro sempre, todo o dia, sem motivo, não tenho minha próprias razões. Eu tenho um tom, uma cor a menos. Se “de perto ninguém é normal, mesmo!”, por que lutar contra isso??? Me digam, por que lutar contra isso??
    Por que não se unir em torno da fogueira e queimar todos os medicamentos e livros auto-ajuda? Por que não exigirmos Pubs, cafés e lugares reservados para pessoas deprimidas, infelizes, estressadas, mal-humoradas, rancorosas? Por que se esconder atrás de padrões que não correspondem com a realidade? As salas de recepção de consultórios estão cheias de pessoas procurando ajuda.Por que não lutar para sermos aceitos como somos?? Então, se pensarmos que há ainda muita gente que não pede ajuda, e muita gente que já desistiu de pedir ajuda, e muita gente que toma o mesmo medicamento há séculos, poderemos concluir que somos todos distimicos, depressivos, bipolares, tripolares…
    Lord Byron já dizia que a melancolia seria o “Mal do século” passado, deste e sempre o será enquanto nos rendermos a padrões estéticos, profissionais e mentais que não são os mais adequados para o nosso perfil. Tenhos que aceitar: “Somos deprimidos”, “Somos tristes”, “Choramos à toa”, “Sentimos um vazio”, “Lutamos contra nós mesmos”. Basta de Lexapro, Diaflorin, Lexotan, Lioran!!
    Chega, não é?? Vamos combinar: doí ser triste, mas ninguém tem a ver com isso. Só eu mesma e quem me aceita pode me ajudar. Perdoam-me a sinceridade: a felicidade que se exploda!!

    Reply
    1. Renata

      Gi sinto a mesma coisa! Felicidade NÃO existe em tempo integral. Por isso damos valor a ela. Bjs

      Reply
  37. Sueli

    Tenho depressão e sindrome do pânico, há 15 anos, e já nem sei mais em qual rótulo me encontro. Já tomei, acho, que a maioria dos remedios que existem no mercado. Me estabilizei um pouco, com Anafranil, mas não faz efeito para a depressão, já que não posso aumentar a dose por causa do pânico. Tomei o Lexapro por 28 dias, e acho que fui precipitada em parar de tomá-lo. Sentia zonzeira, e como acontece sempre que mudo o remedio, fico com medo até de sair de casa por muito tempo. Com o Lexapro, não foi diferente, mas estava me sentindo melhor, mais calma, e mais “adequada”, mas no 28 dia, conversando com uma pessoa, senti um desespero enorme, e vontade de correr dali. E só por isso, parei com o remédio. Tb me sentia “pouco presente”, talvez ele ainda não tivesse feito efeito.
    Gostaria de saber, se alguem sentiu essas sensações no começo do tratamento com Lexapro,pois estou pensando em voltar a tomá-lo, ou talvez tentar o Cymbalta, apesar do preço.
    Adorei ter encontrado vcs por aqui, e espero poder trocar experiencias..As vezes, acho que se minhas experiencias de vida, fossem um pouco mais favoraveis, seria tudo mais fácil…E o pior,é que parece, que literalmente, não sei mais viver. As vezes, tenho vontade de sair, de viver, mas não sei pra onde ir, ou o que fazer..
    Obrigada, por me “ouvirem”…

    Reply
  38. Eu, eu mesmo e a vida

    Tomei Lexapron 10mg, 1 unidade todo dia pela manhã por 1 ano, tudo de acordo, como manda o figurino. Estava depressivo, esgotado, todos aqueles sentimentos que as pessoas que possuem depressão reconhecem e identificam. Em 20 dias melhorei, sai da toca, claro que não é só o remédio que vai fazer tudo por vc, ele vai te tirar do chão mas quem tem que andar é vocë, por isso, não espere milagres, se mova!, procure os amigos, mostre a CARA, defina uma rotina e esqueça que vc ja foi ou é um depressivo.
    O unico problema é que na medida do tempo notei, assim como li em outros relatos acima, o ganho de peso. Engordei em menos de 1 ano, a atrocidade de 15 kg, sai dos 89kg e fui para os 103Kg. Dureza… voltei a Doutora, cortei o Lexa e entrei com o Topamax, as coisas mudaram um pouco mas estou levando a vida de cabeça erguida. Meu unico problema ão consigo emagrecer, mesmo com dieta e exercícios regulares. Faz mais de um mes que eu parei. Alguém pode me ajudar?, existe algo que eu possa fazer para acelar a minha desintoxicação?
    Abraços,
    MB.

    Reply
  39. Rosana

    Após anos de sofrimento, por incentivo de meu marido, resolvi ir a um psiquiatra.
    Descobri que todos os problemas de saúde que tenho são decorrentes de um quadro depressivo, inclusive problemas de pele que me fazem entrar em desespero, sendo que não tenho lesão. Eu pesquisei muito e cheguei à conclusão de que era acarofobia, mas o meu médico disse que não e me receitou o Lexapro 10mg/dia.
    Hoje faz 14 dias que estou tomando, mas além dos problemas que já tinha, parece que estou mais deprimida. A tristeza é muito forte e o desânimo toma conta de mim.
    Torço pela melhora de vcs todos e se alguém tiver problemas de pele decorrentes de depressão, por favor, dêem dicas.
    Obrigada e fiquem com Deus

    Reply
  40. Márcia

    Alguém já usou florais? Fui ao psiquiatra ontem e ele me prescreveu o lexapro. Tenho medo de criar dependência. E pelo que fiquei sabendo do preço… fico pensando em experimentar e se não der certo? Será que essa incerteza/medo tb é da depressão que estou sofrendo?

    Reply
  41. Simone

    Tomo Lexapro 5mg a um mês, devido a minha ansiedade, síndrome do pânico e fobia social , sofri com tudo isso durante 2 anos e meio, fazendo tudo na rua somente acompanhada de meu marido ou mãe, posso dizer que hoje me sinto bem melhor faço sozinha o que tinha deixado de fazer, e me sinto bem diante do que passava, só tive um efeito colateral, perdi a libido, mas acredito que nada que não possa ser resolvido na próxima consulta, estou confiante e aconselho a todos a quem o médico prescreveu o lexapro que iniciem o tratamento e vejam o resultado, e voltem em uma nova consulta para conversar sobre os resutados. Saúde a todos!

    Reply
  42. Cris

    Oi, Rafael… nossa, qunata gente tomando Lexapro, hihiihihih.
    Tbém quero!Vamos tomar um Lexapro com Jack? ;)
    E fumando os cigarritos que o rapaz mandou tu não fumar.
    Bjosssss

    Reply
  43. Fernando

    Olha me acabei de tanto trabalhar em uma industria de produção de peças automotivas, fiz exames de coração, todos, pois pensava que iria morrer de tanto pânico, tomei fluxotina, meu coração disparava, tomei depois anafranil, também meu deu efeitos colaterais, fui a um psiquiatra e ele me deu para tomar Rivotril, no começo melhorou porém um dia na faculdade eu tomei cerveja com o pessoal e foi um desastre pois o bicho pegou, não me lembrei de nada no outro dia, pior é que quase me viciei com álcool e rivotril, parei de beber, e depois de uma crise, fui ao médido trocou rivotril para cloxazolam, ai este remedio não segurou a barra, cansado e triste por estes acontecimentos não acabarem nunca, fui a um Neurologista e ele me disse que estava tomando remedio errado, me receitou Lexopro, tomei 1/2 comprimido de 10Ml mas no trabalho o bicho pegou e eu tomei mais meio, porém o corpo ficou bambo e para dizer a verdade estou vendo com o Neuroligista se isto é assim mesmo, espero que dê resultados, pois é angustiante viver desta forma para uma pessoa alegre, comunicativa é bravo, fora o tratamento com meus filhos esposa, dá vontade de voar, pois sei do problema e muita das vezes não tenho com quem me abrir, muita sorte para todos e que Deus lhes protejam, digo isto pois não desejo isto para ninguém, um abraço.

    Reply
  44. priscila

    Ola
    estou tomando lexapro ja faz 8 dias e sinto tremedeiras…estou tomando valeriana para ver se ajuda..alguem sabe de algo???
    obrigada familia lexapro rsss

    Reply
  45. Barbara

    Bom comecei a usar hj o lexapro mas não me sinto assim “em final de carreira”, como eu li os comentários neste forum. Estou com um esgotamento mental e fisico provocado pelo meu stressante e deprimente trabalho ; mas ainda AMO A MINHA VIDA E TUDO QUE TEM NELA. Sinceramente fico até um pouco de mendo de continuar com o uso desse medicamento, não quero criar dependencia só estou
    passando por um periodo nebuloso e específico. Não sei quanto a vocês mas eu até que não me sinto triste a ponto de nao crer na vida no futuro, eu sinto um enorme cansaço fadiga muscular (fiz exames pra ver sobre disfunção da tireoide , hemograma completo e detalhado sobre anemia) . Não deu nada , a médica diagnosticou como depressão causada pelo stress no trabalho. Gostaria de saber se alguém já fez uso desse medicamento , teve melhoras e não foi mais preciso continuar a usá-lo.

    Reply
  46. Fernando almeida

    tomo Lexapro a mais de um ano.
    No 1° ano parei por 3 meses achando q estava bom, e aí tive uma recaida. voltei a tomar Lexapro de 10m e me sinto bem, ate tomo um copo de vinho de vez enquanto. O efeito do medicamento só vem após 15 dias,(ajuda uma caminha 4 x por semana ou outro esporte) ele é cumulativo. o unico efeito colateral, e q retarda a ejaculação. o efeito pra mulher eu não sei.

    Reply
  47. Sérgio

    De repente é bom ver que o que se sente não é tão incomum, porque às vezes tenho a impressão de que poucas pessoas entendem o que sinto.
    Relutei um pouco em usar medicamentos, mas como quero ir fundo em descobrir as causas destes sentimentos, e tambem porque estava dificil segurar a barra, concordei em utilizar medicamentos, meu psiquiatra receitou então o Lexapro.
    Como todos estou aqui porque estava pesquisando sobre o remédio, nosso ponto em comum, alem de nossos transtornos…..rs
    Fazem oito dias que comecei a toma-lo, achei que estava melhor, mas hoje tive uma recaida e me senti muito mal pela manhã.
    O médico havia me falado que começaria a sentir o efeito do medicamento após uns 15 dias, então acho que o jeito é aguardar mais um pouco, pra ver o resultado.
    Tambem gostei bastante de encontrar este blog, e gostaria de trocar experiências com vocês.
    Se alguem quiser conversar meu e-mail é sergio_aulas_particulares@yahoo.com.br
    Abraços a todos.

    Reply
  48. nelita

    Oi, eu tomo lexapro ha 2 anos, UOU!!! foi ótimo, eu era meio deprimida desde que me conheço por gente, a cada ano aumentava mais, em 2005 eu entrei em panico, fui a um psiquiatra com minha vizinha e deu certo, com o primeiro lexapro minha mãe notou diferença, de x em qdo tenho uma recaídinha, coisa pouco devido a certos probleminhas que eu nem devia dar importância. Agora desejo sexual, iiiiiiiiiii já era, nunca encontrei alguém que valesse a pena, agora to mais sossegada do que nunca, pra mim o importante é sentir o cheiro da felicidade, e com LEXAPRO tenho o mundo aos meus pés, o limite das minhas conquistas é o céu. Me escrevam. ( neli12@live.com )

    Reply
  49. Marisa

    Me descobri bipolar este ano, apesar de me tratar desde os 15.
    Como a maioria aqui já tomei de tudo. Não sobrevivo 3 dias sem Omeprazol. Meu estomago não resiste. Alem disso tenho DTM (disfunção temporo mandibular). A dor no maxillar se espalha e é insuportávél.Meu dentista me sugeriu um clinico p/ ajudar o tratamento.bem ele receitou Lexapro, olcadil e resperidon.Mandou eu jogar fora o DepaKote o Bup que o psiquiatra receitou, pois não estavem adiantando nada mesmo. Mas estou meio confusa. Fora o Olcadil não conheço nada sobre os dois outros .Não sei se volto ao psiquiatra ou se arrisco.

    Reply
  50. Gilmar Salles de Melo

    Estou a procura de um excelente psiquiatra aqui em Belo Horizonte, pois já passei por cinco psiquiatras p/ depressão da minha mãe e não consigo acertar até hoje c/ algum medicamento, e eu que olho a minha mãe sofro mais, ela fica sonolenta durante o dia, chega a noite p/ deitar não consegue dormir fica até umas 01h, fica agitada á noite, começou c/ sertralina, depois citalopram,lexapro e citalopram de novo, estou dando citalopram 10mg, para não ter muito agito á noite, por favor me de opiniões, minha mãe tem 72 anos. Abraços.

    Reply
  51. sonia m.camargo

    eu tive depressão fiz tratamento por dois anos e depois resolvi por conta propria parar com remedio tomei fluxicetina não me adptei pois me deixou mais anciosa depois tomei sertralina só que perdi muito peso uns 13 kilos fui ao uma medica endroco pois eu não tinha fome não tinha vontade nem de cozinhar e não estava dormindo direito e passei toda os sintomas que eu estava então ela trocou o medicamento pois ela disse que eu tive uma recaida da depressão e ela receitou citralopram 20mg agora estou bem melhor estou vendo oque eu deixei para traz tomo o remedio as 9:00hrs passo bem o dia todo e durmo melhor e voltou a vontade as vontadedes que tinha perdido consulte um bom medico ele vai te ajudar abraços.

    Reply
  52. Alice

    A vida não é feita só de alegrias como um comercial de margarina,mas também não é feita só de tristeza, medo e mal humor como tenho vivido.
    É claro q esperamos uma fórmula mágica pra nos tornarmos pessoas felizes, mas esta fórmula não existe. Não adianta eu achar q tomando um medicamento ele irá revolucionar minha vida. Acredito sim q a medicação junto com a terapia podem me ajudar a enfrentar melhor meus problemas e assim poder procurar soluções. Eu estou iniciando o tratamento com o lexapro pela manhã e com 3 gotinhas de rivotril a noite.
    Espero q eles me deem a ajuda necessária neste momento de crise, e sei q um dia estes medicamentos não vão ser mais necessários na minha vida.
    Temos q ter a humildade de aceitar q em alguns momentos da vida, precisamos de ajuda e não podemos ter orgulho ou medo de buscá-la.
    Se minha libido vai embora, se vou ficar gordinha ainda não sei.
    Sei apenas q preciso estar bem, e q as pessoas q realmente me amam vão entender meus quilos e minha falta de tesão.
    Beijo a todos, espero q meu depoimento ajude alguem. Fiquem com Deus.

    Reply
  53. Mário

    Gostaria de saber qual o melhor medicamento para distimia/depressão com quadros de ansiedade; a fluoxetina ou o lexapro? Qual dos dois tem mais componentes ansiolíticos? Já estou tomando flouxetina mas ainda me sinto ansioso, com uns apertos na garganta! Será melhor o Lexapro? Será que ele “acalma” mais?

    Obrigado!

    Reply
  54. leandro

    Olá! Tomo o lexapro há dois anos, fui diaguinosticado com fobia social, tinha muita dificuldades em me relacionar com as pessoas, tudo me deixava sem graça e muito tímido, sentia que eu era a pior pessoa do mundo. Bom comecei a tomar o lexapro e tive uma grande evolução me tornei uma pessoa mais sociável e com isso coisas boas vem acontecendo em minha vida. O que não me agrada muito é o preço, um pouco salgado rs..

    Reply
  55. alberto

    Tomo Lexapro ha dois anos , começei com 10 mg e agora devido a recaidas estou com 20 mg , me sinto muito bem foi a minha solução para depressao , esta me afetando sexualmente , e a unica reação adversa .
    Grande Dr. Edson , deu na tecla desde o inicio

    Abraço a todos e melhoras ….

    Reply
  56. Maria

    Preciso de uma ajuda!
    Comecei um tratamento para bipolaridade (desconfiança do meu psiquiatra pela anamnese) com LAMITOR.
    Anteriormente havia tomado LEXAPRO com APRAZ e emagreci bastante.
    Na bula não diz nada a respeito do LAMITOR “engordar” e nem meu médico disse.
    Mas tenho um grande problema que são as alterações de peso. Tomo anfetaminas desde 12 anos de idade e não consigo ficar sem. Engordei 30 Kg na gravidez e sempre variei o peso, ficando entre 10 a mais e a menos numa proporção de menos de um ano! Hoje, sou magra.
    Só de ter lido em alguns sites que o LAMITOR engorda, já tenho medo, pois sei que minha cabeça é mais forte do que tudo.
    Essa últma medicação para emagrecer eu tomo a quase 2 anos initerruptamente.
    Mesmo tendo visto alguns depoimentos onde dizem que LAMITOR não engorda, preciso de informações mais definitivas.
    Alguém poderia me ajudar?

    Reply
  57. eduardo m

    bom dia a todos .
    estou tomando lexapro a tres meses e emagreci 5 kilos , não acho que seja normal a não ser que alguem me diga que tbm emagreceu tanto em tão pouco tempo., estou assustado pois todos que me veem me pergutam se estou doente . até que o remedio esta me fazendo bem , mas estou na duvida se continuo ou não , agradeço alguma palavra que me anime . abraços a todos

    Reply
  58. fabio

    bom dia a todos.o lexapro é excelente anti panico.O efeito é cumulativo sendo que a melhora vem com 1 mes.Durante a fase inicial o rivotril ou frontal ajudam na ansiedade.Quanto a libido tem-se usado o ginmko biloba qe ajuda neste efeito colateral.animo a todos

    Reply
  59. Cris

    Olá, concordo com o q foi dito anteriormente, não é possível viver como em um comercial de margarina, mas tb não é possível conseguir viver com um sofrimento limitante. Sofrer faz parte da vida, mas se esse sofrimento é constante, algo está errado.
    Os remédios psiquiátricos tradicionais (alopáticos) podem ser necessários e mto benéficos em algumas situações, mas, na minha opinião, só isso não “cura” ansiedade generalizada, transt. de pânico ou depressão, por isso se ouve tanto q existem recaídas. É mais eficaz um tratamento combinado, em q se descubra os motivos de tanto sofrimento, e aí entram a psicoterapia cognitivo comportamental ou a psicanálise. Mas p isso é preciso vontade de descobrir quem vc realmente é, e mais q tudo, entrar em contato com essa dor q se quer evitar e camuflar. E esse processo é demorado e sofrido, sim, é como mexer em uma ferida q está parcialmente cicatrizada, abri-lá, expurgar toda a sujeira, limpá-la, para q então ela possa cicatrizar de verdade.
    Além disso, existem outros tipos de medicamentos (homeopáticos) q podem ser mto bons em alguns casos, pq a homeopatia cura a pessoa doente e não a doença, então, um mesmo tipo de diagnóstico em duas pessoas, por ex.: depressão, pode ser tratada de maneira completamente diferente, com remédios diferentes, pois serão específicos p “aquela” pessoa em particular. Não sou homeopata e não sei dizer em q casos a homeopatia é mais recomendada, mas ficam aqui as sugestões.
    Ah, e acho q não pode haver preconceitos em termos de tratamento, mas buscar ajuda médica é essencial, tratamentos complementares, tipo yoga, exercícios, meditação, acupuntura, como o próprio nome já diz, são só p complementar, ok?

    Reply
  60. Graziela

    Olá!! Há quase 4 anos venho tratando de uma depressão profunda, hj bem melhor. Na verdade há dois meses parei de tomar fluoxetina e estou só com 25mg de donarem, pois sem ele é impossível dormir. Já passei por vários antidepressivos, no primeiro momento perdi 18kg fiquei quase anorexica, mas depois voltei ao meu peso normal. Agora, dois anos depois de voltar ao equilíbrio estou acima do peso…Isso é um saco, sempre descontrolada!!! Numa recaida que tive no começo do ano resolvi pedir para mudar minha medicação, então meu psiquiatra receitou o LEXAPRO, a verdadeira maravilha, tirou minha ansiedade em questão de horas, em contra partida em três meses foram 3kg a mais, parei imediatamente. Insatisfeita com todos os efeitos colaterais resolvi parar com tudo, só que há 10 dias comecei ter crises de choro novamente, sintomas da depressão…Então conversando com algumas amigas que sofrem do mesmo mal fiquei sabendo do CYMBALTA, alguém conhece? Sei que essa pergunta não tem muito sentindo, pois cada organismo reage de forma diferente, porém compartilhar com as pessoas só acrescenta o nosso conhecimento. Obrigada e aguardo resposta!

    Reply
  61. eduardo m

    ola graziela
    ja tomei cymbalta, foi estranho , porque horas após eu tomar , tive uma reação que fui parar no hospital , nuca gelada , mãos e pés gelados , tremores , sensação de desmaio , e taquicardia , a principio tive a impresão de ter um infarto , e corri ao hospital , fui medicado e fiz exames , nada foi constatado, após alguns dias tomei novamente o remedio e tive outra vez as mesmas coisas , então a experiencia que posso te passar sobre este remedio não é muito boa , hoje tomo lexapro e estou bem , não tive nenhuma reação adversa e me sinto bem …
    espero ter ajudado , boa sorte .

    Reply
  62. fabio

    prezada amiga

    da mesma forma que o antidepressivo demora perto de um mes para fazer efeito,nunca se deve parar sem descontinuar gradativamente.Eles não viciam,porém o corte abrupto sem ter tido o equilibrio necessário pode levar a ter sintomas desagradáveis.O corpo responde diferente de pessoa a pessoa.Consulte um bom psiquiatra clínico e não vá atras de remédio x ou y que pode não fazer bem para voce.O cymbalta é um anti depressivo (duloxetina) que também para fazer efeito tem o prazo necessário.Se o lexapro fazia efeito não sei porque parou.Normalmente ele não acusa ganho de peso.Sua melhora fez com que se alimentasse melhor.Não fique aflita,mas não se auto medique.Força

    Reply
  63. Luciane Jovino

    Estou tomando lexapro a uma semana e estou mole e sonolenta, alguém já ficou assim? tomo por causa de ansiedade bjs

    Reply
  64. Fernando

    Olá pessoal, bom, tenho problemas com ansiedade desde que me conheço por gente. Perdi meu pai muito cedo, minha mãe não segurou a barra na época e desde então sempre teve problemas com depressão e bipolaridade. Eu era normal até passar por um problema sério com a saúde da minha mãe em 2004, onde tive que acompanhar tudo muito de perto e correr pra lá e pra cá conciliando o tratamento dela, trabalho e estudos. Com todo esse estresse comecei a ficar extremamente irritado e mega ansioso, fazia tudo rápido…dirigia rápido, comia rápido, trabalhava a mil por hora…era super complicado. Achei paz no happy hour depois do trabalho, comecei a sair uma, duas vezes por semana e via que um chopinho me acalmava…então passei a sair todos os dias e comecei a me escorar no ácool como solução pro meu problema de ansiedade, irritação e insônia…ledo engano… A depressão veio junto com o álcool, a ressaca me deixava extremamente ansioso e depressivo…uma angústia sem fim. Bom, tomei de tudo, Sertralina, Venlafaxina, Citalopram, sempre associado com um algum ansiolítico, Frontal ou Rivotril. Porém as tentativas não surtiram o efeito esperado, porque nunca larguei de sair com os amigos e consumir álcool…ficava literalmente “chapado”, pois alguns medicamentos potencializam o efeito sedativo…eu misturava sempre! Acabei parando com todos os remédios e procurei mil terapias alternativas…academia, boxe, bicicleta, caminhada…mas nada adiantou…o que sempre me ajudava era o famoso happy hour com os amigos do trabalho…mas isso já estava se tornando parte de mim…temia me tornar um alcoolatra…não vi saída, senão procurar um médico pela enésima vez. bom, estou tomando Lexapro 10Mg associado ao Rivotril a algum tempo e já me sinto menos ansioso e os quadros de depressão praticamente sumiram por conta de eu não estar mais consumindo álcool…estou muito feliz e rendo melhor no trabalho, porém confesso que fico triste às vezes, não por conta da depressão, mas porque sempre tive uma vida social muito ativa, com dezenas de amigos e baladas…viagens e tudo mais…e por mais que falem ao contrário, uma coisa leva outra e quero fazer o tratamento a risca, sem misturar com bebida…nem sei o que será de mim nesse verão…com esse calor maravilhoso e eu tendo que tomar água mineral e suquinho na praia! rs

    Ah, só pra encerrar, tenho um pouco de problema de libido também…infelizmente…mas, como diz o médico e sexólogo Ocimar Coutinho, “a mulher é o Viagra do homem!”. Se gostar de você de verdade te ajudará nesse sentido!

    Abraços e melhoras a todos!

    Reply
  65. simone

    Me consultei com um neuro, pq tenho problemas com ansiedade. Já tive crises de pânico, agora com total desinterece sexual(não sei se o problema está em mim ou no meu marido!), resolví procurar ajuda, ele me receitou lexapro, só que ainda não comprei, achei mt caro. Pensei melhor e pedirei a ele alguma coisa similar, que seja mais em conta pro meu bolso.Bjus

    Reply
  66. Eduardo

    Ola, comecei a tomar lexapro a 5 minutos atras. To com muito receio.. Tenho sindrome do panico e ja passei por pscicologos, psciquiatras e acabei no neuro.. Bom tomo Valium no auge da crise que sempre acontece quando tenho que voar…(AVIA0), detalhe viajo toda semana..
    Devido a ansiedade inicie com Lexapro, porem adoro tomar minha cerveja a noite e nos finais de semana. Alguem sabe me responsder se existe problema em tomar alcool durante o tratamento?

    Reply
  67. borboleta

    Tenho depressão desde que me entendo por gente (desde os 8 com a separação de meus pais, e é claro ninguém, na decáda de 70 falava sobre isso). Hoje tenho 37 anos, sou casada, já fiz muita besteira nesta vida, levantei e cai inúmeras vezes, ora por causa das euforias (fui diagnosticada no modismo do transtorno bipolar), ora porque sou assim mesmo e tenho que me aceitar. Perdi a conta de com quantos homens fiz sexo e hoje, depois de passar pelo PROZAC, CYMBALTA (TERRÍVEL, O PIOR DE TODOS), RIVOTRIL, DIAZEPAN, OLCADIL, ETC… cheguei a um equilíbrio com o lexapro 10 mg/dia e DEPAKOTE ER 1g/dia (tomo dois de 500 mg a noite). Esses remédios fazem parte de minha vida há um ano e posso dizer que estou bem. Pelo menos, “controlada”, se é que me entendem. No entanto, tenho tido problemas seríssimos com sonolência (durmo dirigindo o carro, já bati uma vez, subo meio fio direto, cochilo nos semáforos, qualquer hora do dia). Sinto que tenho necessidade de dormir mais de 8 horas por noite e não dá, tenho um filho de 1 ano e 9 meses que acorda várias vezes á noite. Tenho um marido maravilhoso, mas perdi completamente a libido. Estou extremamente ansiosa para comer, e aumentei o peso em 6 quilos.
    estou com pensamento desordenado, desconcentrada, memória péssima, o que tem tornado difícil meu dia-a-dia, os afazeres domésticos, o trabalho. Faço terapia 1x semana e gosto muito. Ou seja, estou seguindo um programa para ser feliz…
    Ontem a psiquiatra receitou BUP no lugar do lexapro, para ver se eu saio um pouco desse estado de relaxamento, diminuo o apetite e fico mais estimulada sexualmente.
    Ela me disse que nunca me deu essa droga antes porque para controle da depressão, não é tão eficaz quanto o lexapro.
    Vamos ver o que acontece… relatarei depois para vocês!
    Boa sorte a todos,

    Reply
  68. Adriana

    faz 10 anos que tomo antidepressivo,o meu diagnostico foiansiedade cronica, o psiquiatra me receitou paroxetina e rivotril,depois de algum tempo mudou o medicamento para paroxetina e continuou com rivotril e a algum tempo faço uso do citalopran e do rivotril mas quase não tomo o rivotril mesmo assim sinto desanimo vontade de ficar deitada as vezes tenho insonia,alguem sabe me dizer se é normal por causa o remedio? e o escitalopran seria bom para o meu caso?

    Reply
  69. pedro

    MEU CONSELHO É: NÃO PARE POR CONTA PRÓPRIA. CONSULTE SEU PSIQUIATRA. ESTAVA COM CYMBALTA POR QUASE 3 ANOS E MUITO BEM. RESOLVI , JUNTO COM MEU MEDICO, MUDAR PARA LEXAPRO. DEPOIS PAREI SEM AVALIAÇÃO NENHUMA. RESULTADO: VOLTOU TUDO O QUE E SOFRIA ANTERIORMENTE. PERGUNTO :EXISTE ALGUM DESTES ANTIDEPRESSIVOS QUE NÃO CORTAM A LIBIDO? ESTE É O MEU MAIOR PROBLEMA.

    Reply
  70. Fernanda

    Escrevi sobre minhas sensações com alguns desses remédios e coloquei no meu blog.
    Parece que não posso deixar o link aqui mas gostaria de insistir em compartilhar minha experência com pessoas que estão precisando de ajuda.
    Deixo o endereço de dois textos em que comento sobre o Lexapro, Rivotril, Zetron, Omeprazol e queria falar também sobre o Lithium.
    Bom, acho melhor tentar deixar o link do que copiar e colar todo o texto aqui.

    http://my.opera.com/Nanda%20Meireles/blog/meus
    http://my.opera.com/Nanda%20Meireles/blog/o-mund

    Reply
  71. Denise

    Pessoal
    Depois de le quase todas as msgs desse blog, deixarei de tomar o lexapro, que iniciei há uma semana e voltarei pra academia, que foi até hoje a única coisa que me trouxe tesao e felicidade. Tentarei um curso de meditaçao, equilibrio.O remedio está dentro de nos! Começo a ficar angustiada com essa sociedade dopada…O quanto estamos fugindo de nós mesmos? Somos doces e amargos, leves e pesados, alegres e tristes… A vida tem de tudo e temos de enfrentar. Vamos buscar hospitais,gente carente e doente para visitar… vamos ler para os cegos… Vamos dar sentido às nossas existências egoístas e vazias…
    Se lá,estou me sentindo angustiada com essa bomba desse remédio, estou me sentindo escrava, dependente…não quero isso! Sou capaz de reagir! Engraçado, assim como a gastrite que descobriram em parte, ser causada por uma bactéria, acredito que vão descobrir a mesma coisa com relação à depressão… Parece contagiante. É assustador como a infelicidade tomou conta do mundo. Acho que é a carne intoxicada de hormônios do gado e do frango,além de tanto agrotóxico que consumimos…Estamos nos envenenando…

    Reply
  72. Fatima Azeredo

    Meu marido tomou Lexapro durante cinco anos antes de falecer. No princípio a depressão foi curada e ele parecia bem. Mas os primeiros efeitos colaterais apareceram em nossa relação sexual. Ele tinha o desejo mas a ereção não vinha. Era uma situação patética: um homem com físico de nadador profissional se esfregando em mim, enquanto seu penis não passava do tamanho de um frasco de novalgina gotas. Certa noite, quando ele me flagrou utilizando dois vibradores simultneamente, sentimos que o problema era sério. Para ele é claro. E tentamos de tudo. Até um menage a trois com um travesti Mis Sao Paulo Gay.
    Nossa última tentativa foi o Viagra. Ele tomou sem orientação médica, e durante algumas semanas sentiu fortes dores no peito. E nada de ereção. Um dia amanheceu morto e nosso médico atribuiu o acidente à mistura de Lexapro com Viagra.
    Espero mais sorte para vocês todas.
    Fatima Azeredo

    Reply
  73. Rodrigo

    Pessoal, assim como a maioria, estava pesquisando o Lexapro e encontrei este site… Tive algumas crises de pânico (abril) por causa do stress do trabalho e pq minha esposa ficou grávida (não que isso seja ruim) mas como sou meio ansioso parecia coisas demais para lidar…
    Comecei com fluoxetina 20mg, passei para 30 e depois 40mg, ainda sentia um pouco de angustia e crises de ansiedade por coisas simples. Estou decontinuando agora a fluoxetina e a 3 dias tomo Lexapro 10mg. Gostaria de comentar que a cada aumento de dose e mudança da medicação sinto humor deprimido, segundo o médico isso é normal e esperado. Estes medicamentos demoram até 3 semanas para fazerem efeito e em algumas pessoas eles produzem o que chamam de efeito paradoxal (piora inicial) é aí que muitas pessoas abandonam o tratamento. Li em alguns lugares que o efeito máximo do Lexapro pode demorar até 3 meses… Não desanimem!! Nem sempre se acerta a medicação na primeira. Mas uma relação aberta e de confiança com o psiquiatra é fundamental. Outra coisa antidepressivos não causam dependência. Mas como eles atuam em neurotransmissores, sua retirada deve ser gradual para não acontecer efeitos de descontinuidade. Se estes efeitos aparecerem, devem sumir em no máximo 2 semanas.
    E a mistura de álcool é mais perigosa como os benzodiazepínicos (rivotril, frontal, etc). mas não é recomendado seu uso com os antidepressivos.
    Espero ter ajudado…

    Reply
  74. Rodrigo

    Pedro a maioria dos antidepressivos classificados como IRSS (inibidores de recapatção Seletiva de Serotonina)podem ter efeitos colaterais como a diminuição da libido, retardo ejaculatório, etc.) Ainda assim estes efeitos são menores se comparados com os antidepres tricíclicos@pedro

    Reply
  75. André Castro

    passei a tomar lexapro depois de uma crise depresiva, fiz uso durante 02 anos e me ajudou bastante, resolvi parar por conta própria e tive uma recaida, voltei a tomar novamente…

    Reply
  76. Emilia

    Tomo lexapro ha 3 semanas, e queria saber se posso tomar uma cervejinha no final de semana?

    Reply
  77. O CARA

    puxa, andava a fim de me enforcar na bananeira, me atirar do pé de coentro mas essa sugesta do lexão salvou min ha vida!!!

    Reply
  78. vanessa

    @Sueli ola
    comecei a tomar o lexapro a 4 dias estou sentindo muita dor de estomago, e o seu efeito sinto mais a noite, não consigo dormir cedo e fico muito eletrica é normal.tomo para depressão e ansiedade, antes tomava fluoxetina, ai o Psiquiatra disse que ele era muito fraco e passou o LEXAPRO.

    Reply
  79. sandra

    Ola, pessoal, estou tomando lexapro para sindrome do panico e não tive melhoras, alguem melhorou tomando este medicamento? Alguem ficou bom? Abraços a todos.

    Reply
  80. doni

    Tomo LEXAPRO há 24 dias para ansiedade com quadro depressivo(angustia) só q ate agora nao vi resultado a nao ser os enjoos e falta de apetite, tambem sinto uns espasmos musculares quando durmo, nao sei se do remedio ou da propria ansiedade. Algem sente isso tambem

    Reply
  81. Claudio

    Oi pesoal.
    Comecei a tomar o Lexapro a 2 dias. Gostaria de saber se posso tomar, eventualmente, 1 cervejinha no fim de semana.

    Reply
  82. Ana

    Oi amigos, tambem encontrei esta página pesquisando sobre o Lexapro. Meu psiquiatra me disse que a depressão é um quadro em que acontece um problema inicial, a pessoa deprime e depois não volta. Aí o cerebro começa a trabalhar de forma mais lenta, pois fica estressado, e a pessoa fica estressando ele mais ainda, pq vive q nem um robô, sem ter prazer em nada. O cerebro quer descansar e por isso eu tinha tanta mania por açúcar e chocolate (que segundo o médico, são substâncias que “acalmam” o cerebro), mas só que isso é mto ruim, leva a mais estress pq vc vai ter um cerebro mais lento ainda e vai ter que forçar ele mais ainda.
    Estou tomando o Lexapro há 3 dias, e nada nada nada de açúcar nem de chocolate e nem alcool claro. Bem, eu não tenho visto comentários sobre isso da alimentação, acho interessante repartir com vcs que meu psi proibiu totalmente.
    Ele disse que em 8 meses mais ou menos tomando Lexapro, meu organismo vai normalizar a produção de endorfina e etc e ficarei curada, que o Lexapro não é apenas um medicamento de controle, mas sim, de cura. Pq sem ajuda não saimos da depressão, como eu expliquei acima, oq ele falou é que vira um círculo vicioso.
    Bem, como ele me disse está acontecendo, tenho tido piora dos sintomas agora de início, mas estou esperançosa. Talvez o cerebro esteja menos entorpecido pela depressão e por isso estou vendo estes sintomas só agora. E agora vamos começar a lidar com os sintomas com mais objetividade. É assim que penso.
    Chega de chorar pelos cantos e me isolar, quero viver e ser feliz!
    Que Deus nos abençoe nessa luta contra a depressão. Muito amor e paz a todos!

    Reply
  83. Beto

    …e saber que este tópico começou com um post sobre a um rapaz que deu uma esmola ao senhor que retribuiu ao doador com um conselho (sábio) para ele parar de fumar.
    Vou tomar ESCITALOPRAM com ARGININA. Vamos ver no que dá.

    Reply
  84. marcy

    olá comecei a tomar o lexapro,depois de varias tentativas com antidepressivos,meu medico me receito 5mg com 7 gotas de rivotril pela manha e 13 gotas de rivotril a noite ,mas me sinto com sono o dia td ,gostaria de saber se alguem toma o lexapro pela manha..

    Reply
  85. tini

    @eduardo m
    Tb estou emagrecendo muito com esse remédio. A libido até aumentou. dormindo muito mal. Ansiedade aumentou. Será que é só comigo?

    Reply
  86. Macelo

    Comecei a tomar Lexapro em setembro de 2008 após consultar o psiquiatra. Eu me sentia inibido e deslocado em situações cotidianas e com pessoas conhecidas (trabalho, família, etc) e após ler pesquisar o assunto na net considerei ter FOBIA SOCIAL. Assim tomei a medicação por 6 meses contínuos, não tive efeito colateral algum, apenas demorava pra ejacular no início mas isso passou rápido. Acho que ajudou, me senti melhor e decidi parar. Quando parei me senti bem por algum tempo, mas tudo voltou e parece que pior que antes. Me sinto super deslocado quando estou com outras pessoas e não consigo encarar ninguém, evito conversar até pois sei que vou ficar assim, enfim é uma situação péssima. Voltei ao psiquiatra e ontem comecei com o Lexa de novo. Não estou nem aí, se eu viciar tomo a vida toda mas o que eu mais quero é me ver livre desses sintomas e voltar a ser que eu era antes. Vamos ver no que vai dar!

    Reply
  87. maria

    Estou tomando lexapro faz 24 dias, fui ao psiquiatra e ele me receitou, mas eu nunca me achei depressiva, não sou, sou apenas ansiosa como tantas pessoas, agora também como outras pessoas falam nesses depoimentos estou com medo de viciar, sei que não preciso disso, tenho retorno no médico daqui a três dias, mas não estou nem com vontade de voltar, será que preciso de mais comprimidos para fazer o desmame, tenho apenas 4, alguém sabe responder?

    Reply
  88. Macelo

    Olá Maria!
    Ele não vicia… pelos menos eu parei de tomar depois de 6 meses e não senti absolutamente nada, só os sintomas da fobia social que voltaram após algum tempo! Ele nem é tarja preta, esses sim podem viciar! Creio que seja interessante vc voltar ao médico só pra relatar como está se sentindo. Abraços.

    Reply
  89. JosephCharles

    Caro Rafael,
    Há muitos anos, sempre fui a vários psiquiatras, queixando-me de fortes dores de cabeça, na fronte ou testa, dores frontais, contei-lhes que já tomei muitos analgésicos e nenhum resolvia, sempre aquela dorzinha incômoda, o Dr. Jaziel me passou o Frontal (alprazolan), isso há 22 anos (mais ou menos), realmente era ansiedade psico-física, a dor passou com o medicamento, mas tenho que fazer uso do alprazolan para o resto da vida.
    Recentemente, há um mês atrás, fui a uma psiquiatra mais atualizada, moderna, experiente em ansiedades, depois de uma análise mais aprofundada/detalhada, me aconselhou a fazer uma mudança e me disse que eu tenho é uma grande depressão interligada com a genética de família, raizes, histórico familiar, parentes, etc… e que hoje em dia já existem medicamentos que corrigem esse tipo de problema, sem causar a dependência química, que eu poderia até deixar de fazer uso do FRONTAL, já que me causou dependência química e passar a usar o tal do REMERON, um poderoso antidepressivo e ansiolitico e sedativo moderno, potente, tetracíclico, recaptador da serotonina e noradrenalina, e que seu eu fosse aumentando a dose gradativamente da MIRTARZAPINA (Remeron), paralelamente, diminuindo a dose do FRONTAL, aos poucos, acompanhado de uma psicoterapia, poderia deixar o uso do FRONTAL (Alprazolan), sem o risco da dependência química, na esperança de uma possível cura, por análise ou a terapia… como eu achei estranho, depois de tantos anos no vício do ansiolitico, resolví consultar mais uns 3 profissionais da área psiquiátrica, para eu ter certeza se valeria a pena ou, eu estava simplesmente, servindo de “cobaia”… (desculpem-me a expressão).
    Pergunto: o que vocês acham? valerá a pena essa mudança tão de repente? a médica me avisou que é um medicamento tetracíclico, ansiolítico, sedativo, recaptador de serotonina e noradrenalina mesmo, melhora totalmente a função dos neurônios, que posso chegar até 75mg diária, sem muitos efeitos colaterais e não mais usar o FRONTAL, pois usando os dois diminuem os reflexos, deixando-me imposssibilitado até de dirigir veículos…
    Será que esse diagnóstico está certo? dará certo? é o caminho certo?
    Apreciaria saber a opinião de vocês, da equipe do site, em especial, o Dr Rafael Galvão!
    Não seria melhor usar o Lexapro 10mg do que o Remeron 500mg? pois tenho informações de que o Remeron (Mirtaxatina) diminui muitos mais a libido que o Lexapro! será mesmo?
    Lí tópicos em sites de homens casados preferem o Lexapro e vivem uma vida sexual saudável, ao passo que o Remeron diminui bastante a libido, chegando ao ponto de acabar por completo o desejo sexual! qual a sua opinião em relação a libido, nos citados medicamentos?
    Sei que será um passo a frente para corrigir esse problema com o uso de um único medicamento, sem considerar os efeitos colaterais, como aumento da TGO e TGP do fígado, aumento de peso, etc…
    Apreciaria receber uma resposta, ficarei muito grato e que publiquem a pergunta/resposta, pois acredito que ninguem fez ainda esse tipo de experiência, dentro de tudo que lí até agora, servirá para muitos internautas essa nova fonte de informação.
    Abraços

    Reply
  90. paula

    rafael eu comecei a tomar o lexapro a 20 dias e comecei a sentir tremedeira, voce tambem esta sentindo tremedeira.

    Reply
  91. Gisele R veiga

    Oi…me chamo Gisele e há 2 semanas estou tomando lexapro, tudo começou quando resolvi parar de fumar, veio a falta de ar, pensei ser justamente por conta do cigarro, mais depois de uma serie de exames e não encontrar nada, procurei um psiquiatra.
    Fui diagnosticada com tag (transtorno de ansiedade generalizada) ainda estou com a falta de ar, mais com esperança de melhora, pois não aguento mais esse sintoma, me sinto sem ar, mal humorada, e as vezes com sensação de desmaio.
    Alguem tem esse sintoma?

    Reply
  92. Paulo

    Tenho 24 anos. Fui diagnosticado com depressão há 4 meses, apesar de desde os 19 anos eu ter sintomas de depressão, mas sem coragem de procurar ajuda médica. Apenas agora que criei coragem. Desde então, tenho tomado 5 mg de Lexapro todos os dias após o almoço, e 0,75 mg de Rivotril antes de dormir. Antes, sentia uma tristeza excessiva, e chorava quase todos os dias, por qualquer motivo que me deixasse irritado, ansioso, estressado ou emocionado em excesso (como ter alguma prova importante da faculdade pra fazer no dia seguinte, decepcionar-me com alguém ou alguma coisa, assistir a algum filme muito dramático ou sentir saudade de alguém querido). Além disso, sofria de fobia social.
    Agora, com os medicamentos, não consigo mais chorar, mesmo que eu tente. Sinto-me feliz, bem melhor que antes, apesar de tomar doses consideradas baixas de remédios. O que mudou foi que passei a dar valor a pequenas coisas, como conversar com as pessoas, ao invés de me isolar no meu quarto, até contar piadas, coisas que não fazia. Comecei a praticar esporte (corro 5 km todos os dias e pratico yoga duas vezes na semana).
    No entanto, apesar de achar que melhorei com a medicação, sinto um possível sintoma que me incomoda bastante: tornei-me uma pessoa desligada e um pouco irresponsável com minha vida profissional. Esqueço de algumas coisas que tenho que fazer (como entregar algum trabalho em determinada data), perdi objetos que não costumava perder (canetas, chaves, até uma caixa de analgésicos cheia de comprimidos eu já joguei fora por desatenção), e deixo de estudar para algumas provas da faculdade (apesar de já estar bem próximo de me formar) e vou fazer algo que me divirta, como assistir um filme ou sair, sem me preocupar se vou ou não me dar bem na prova. E isso me incomoda, pois sempre fui responsável e sempre tive uma memória excelente, a ponto de decorar números de telefone e placas de carro com extrema facilidade. Hoje, não consigo mais fazê-lo. Não sei se a culpa é de algum dos medicamentos que tomo (já os citei). Não sinto falta ou aumento de apetite, nem sono em excesso, nem baixa libido, nada disso. Apenas a sensação de memória fraca e irresponsabilidade.
    Alguém que tome esse tipo de medicação também se sente assim?

    Reply
  93. Mônica

    Paulo,

    Eu não tomo Lexapro, mas tudo o que vc falou é perfeito. Eu quero me tornar uma pessoa desligada. Isso é perfeito.

    Reply
  94. Marcelo

    Voltei com o Lexapro 10mg há 1 mês…tomo pra fobia social e não acho que o efeito esteja sendo 100%..vou falar com o médico na próxima consulta e pedir pra trocar por outro.. tenho lido a respeito e parece que tem muita coisa boa por aí.. sertralina, paroxetina, etc, etc… a libido baixou (q saco!) e demoro pra ejacular… acabei de tomar uma lata de cerveja..argh, me arrependi! e olha q antes eu tomava todas..mas me tirou a vontade de beber..enfim..vamos ver no que dá!

    Reply
  95. Patrícia

    Olha comecei a tomar LEXAPRO hoje…é ja estou mais ansiosa. Depois de tentos depoimentos mais contra do que a favor estou coim medo. Nem sei porque estou tomando este medicamento, mas passei por tres medicos e todos me receitaram o mesmo remédio.
    Se bem que sintomas como a perda de libido depende da reação de cada organismo.Confesso que estou preocupada.

    Reply
  96. Maria Maria

    Olá pessoal… Vou começar um tratamento com Lexapro e gostaria de saber se esse medicamento tem alguma interaçao com alcool, porque “Férias” neh já viu..hehehehe..
    Vocês sabem me responder??… fiquei com vergonha de perguntar para o médico.
    Obrigada!

    Reply
  97. Mauro

    Olá,
    Comecei um tratamento com o Zetron, para sintomas de depressão e ansiedade porém meu psiquiatra não me deu nenhuma recomendação com relação a interação do medicamento X efeitos colaterais com a ingestão de álcool. Estive lendo a respeito na internet, porém não encontrei nenhuma resposta que realmente me convencesse. O álcool em hipótese alguma deve ser ingerido, nem em pouca quantidade, como um copo de cerveja, por exemplo? Alguém pode me ajudar?
    Mui grato

    Reply
  98. Victor

    Tomo lexapro e acho que ajudou bastante no meu tratamento. Todavia, sinto ainda um pouco de insegurança quanto a interrupção do medicamento e acho que praticamente impossível algum antidepressivo que não tire a libido. Gostaria de saber se há problema em utilizar a fórmula manipulada? Alguém sabe?
    Gostaria de saber também se tem alguma garota disposta a recuperar meu tesão?
    Brincadeira!!!Só com bom humor para superar a ansiedade!!

    Reply
  99. Marcelo

    Respondendo às dúvidas aí de cima… eu bebia normalmente quando tomava Lexapro.. não aconteceu nada comigo, é normal.. tomava cerveja, vinho, caipirinha, etc… na verdade ele me tirou um pouco a vontade de beber, mesmo socialmente, mas não há problema algum. Quanto à libido no começo tira um pouco sim.. mas depois de um tempo (uns 2 meses) a situação melhora..eu atingia o orgasmo normalmente. Agora estou tomando paroxetina e essa sim, pra ejacular leva uma eternidade.. e prejudica a ereção também, por isso estou pensando seriamente em voltar para o Lexapro. Vou conversar com o médico a respeito. Abraços em todos!

    Reply
  100. claudio

    sempre sofri de depre. ansiedade e fobia social,tomei vários medicamentos que já citaram aqui anteriormente,atualmente tomo daforim 20 mg e rivotril gotas,me sinto bem melhor e a libido inicialmente piorou mais depois de 1 mês estou equilibrado novamente,sem medicamentos não sou ninguem e fico intoleravel,fazer oque,fé em DEUS e pé na tabua.
    Boa sorte a todos e fiquem com DEUS.

    Reply
  101. claudio

    sempre sofri de depre. ansiedade e fobia social,tomei vários medicamentos que já citaram aqui anteriormente,atualmente tomo daforim 20 mg e rivotril gotas,me sinto bem melhor e a libido inicialmente piorou mais depois de 1 mês estou equilibrado novamente,sem medicamentos não sou ninguem e fico intoleravel,fazer oque,fé em DEUS e pé na tabua.
    Boa sorte a todos e fiquem com DEUS.

    Reply
  102. flavio

    Nao desanimem, depressao é a doenca do seculo, quase todo mundo tem. Segundo a psiquiatria norte-americana, somos todos bi-polares. Tomo lexapro há mto tempo, e sinto tudo que todos aqui sentem. São altos e baixos inevitáveis. Mesmo assim, mantenham a fé, tudo pode melhorar sempre, Deus nos dá forças. Um grande abraço a todos.

    Reply
  103. Rita

    Olá, pessoal! Não sei se o meu relato possa ser útil para vocês, talvez achem minha atitude uma extrema loucura. Há três anos descobri que sofria de depressão porfunda, iniciei o tratamento psiquiátrico (consultei vários especialistas), encotrei um confiável e fiquei. A partir daquele dia minha vida virou de cabeça para baixo, perdi todos os estímulos necessários para se levar uma vida normal, meu lugar preferido era a cama e o edredon (portas fechadas), nem a coisa mais preciosa que tenho na vida, meu filho de cinco anos, me ajudava a sair daquele estado deplorável, fiquei dez meses vivendo assim. Além da perda de dez meses de trabalho, perdi também um ano de pós-graduação, enfim, não vivi durante todo este tempo, vegetei. O pior que o o tramento tive o acompanhamento de um neuro e um de neuro-psicólogo, quando vem a pior notícia, a lém da depressão eu sofria de transtorno bipolar afetivo, a notícia caiu como uma bomba. Até então, eu já havia usado tudo ou quase tudo que a medicina dispõe para o tratamento da depressão, tomava Clo, Depakote ER 500, (Lamotrigina: Lamitor e Neural), Cymbalta, Venlafaxina, Exodus, Rivotril, Zetron, Donaren retard, Dalmadorm, Fluxetina, Serenata e tantos outros que não consigo lembrar, o máximo de tempo de melhora era um mês e meio, aí uma recída feia e mudava-se tudo de novo. Depois do diagnóstico do transtorno, digo que conheci o inferno, fui encaminhada para um clínica psiquiátrica, fiquei lá dois meses, não dá para descrever o que passei lá, apenas resumo, não desejo a ninguem, dopada maior parte do tempo. Ao retornar para casa estava pior, voltei à especialista que já cuidava de mim e elas fez algumas mudanças, ou seja, sempre aumentando as doses e os medicamentos. Me sentia no fundo do poço, 18 quilos acima do peso, enfim, é dificil reviver tudo isso escrevendo. No começo de dezembro/2009, procurei um nefro e foram solicitados 26 exames laboratoriais e ulltrasom, o resultado foi um espanto, meu fígado estava com excesso de gordura e já desenvolvendo hapatite medicamentosa. Fui às pressas conversar com a psiquiatra e tentar diminuir os medicamentos, tamamnho foi meu espanto quando sai de lá com toda medicação potencializada, tirou o Depakote 500, receitou Topiramato, tirou o Exodus, receitou Lexapro, aumentou a dose do rivotril e do donarem, enfim, não sai de lá aos prantos com aquele pacote de receitas na mão e um fígado pedindo ajuda. Naquela hora, estava com meu esposo, que até então, não sei onde ele conseguiu tanta paciência para ficar ao meu lado, pois o sexo há anos não sabia o que era, ele vivia com u vegetal, mas ele foi o máximo, Naquele instante tomei a decisão mais dificil que já tomei até hoje, falei para que a partir daquel momento eu não tomaria mais nenhum medicamento, quer fosse para depressão, transtorno, etc., ele ficou radiante e prontificou-se a me ajudar no que fosse necessário. Os primeiros dias foram dificieis, não tive nenhum efeito colateral, mas tinha muito medo de recair, mantive só 0,5 mg de rivotril e estou cada dia dimuindo mais, até não precisar mais. Isso aconteceu no dia 07/01/2010, hoje é 31/01/2010. Sinto-me outra pessoa, já megracei sete quilos nesse período, viajei o mês de janeito quase inteiro e, relamente, curti, porque antes viajava e só saia do quarto do hotel para as refeições, hoje me senti vivia, curti com minha família, fiz amizades, considero um renascimento. Ainda mantenho o acompanhamento psicológico, pois sinto que me ajuda muito. Minha fé em Deus tornou-se imensa, porque além da minha força de vontade, Deus foi meu maior aliado, ele me deu forças quando eu achava que ia fracassar. Ainda não voltei na especialista que me acompanha, quero esperar mais um tempo para ter certeza que não as recaídas são coisas do passado. Comecei minha pós-graduação, estou felicissíma, amanhã 01/02 retornarei ao trabalho e agora vou cuidadar com afinco da Hepatite. Depois de tudo isso que escrevi, apenas quero que vocês acreditem que somos mais fortes do que a doença, só precisamos acreditar em nós mesmos, em Deus e em todos aqueles que nos são caros. Foi muito bom escrever tudo isso. Peço desculpas pela delonga da mensagem. Um abraço a todos.

    Reply
  104. Evany

    Ola amigoS nossa , li tds naõ sei como começar , affffffff a mais de 18 anos que estou na luta com depressaõ , assim cahamada atualmente , mas na verdae fui levada a um psquiatra as pressas pois meu ex marido estava enfartado ,e tinha dez por cento de irrigçaõ sanguinia , resumindo talvez ficasse viuva , se for escrever aqui , que ja tomei , de medicamento e o tamanho do sofrimento , com libido , partes afetivas , enfim reaçoes adversas naõ caberia aqui , consegui uma ulcera , tenho fibramialgia , artrose na coluna , rsrrs eu era simplesmente a pessoa mais descontraida e e alegre , mas derepente virou bola de neve meu ex marido , me deixou depois de acabar coim meu piscologico , pois alem disso nunca enfrentou defrente problemas , filhos etc.. , eu tinha que tomar a frente de tdo ,meu estomago naõ aguentava mais remedios , entaõ reslovi muda los meu medico era clinico , nunca mais voltei ao psquiatra , acho que eles tem que respeitar a dosagem que o organismo aguenta , faz duas semanas quase entrei em coma , HORAS ligamos pra o medico e naõ atendia , rebolei , travei , aguentei , e estou viva , mas digo estou na minha teoria , vou tomando de pouquinho para ver se vou me dar bem , mas nunca mais entro de sola em rtemedio algum , sou professora de dança , e falta ate coordenaçaõ motora , estou tentando com Exodus
    :OBS:SIMILAR do LEXAPRO foi receitado , mas parce naõ ter a mesma açaõ , tbm rivotril. que ja tomava , e DONAREN esse vcs podem tomar eu achei otimo para dormir principalmente , sou extremamente tensa , mas sinto o nozinho nagarganta , rsrsr porque temos que cahar uma soluçaõ , sou agitada , pau para tda obra estaou enfiada em casa a tres anos , entaõ decidi tomo na hora que preciso , ja que quase morri nas maõs de um sacana , na hora que fico anguistiada tomo SOMALIUM em baixa dose durmo a hora que naõ da mais , vou dançar , vou para a prai se DEUS quizer , com bipolar ou naõ , pior que tdo isso e pagar olanos medicos onde naõ acham medicos na hora que mais precisa , desculpem mas sou franca a dizer DEUS so ele sabe operar e onde colocar as maos , e naõ tomo remedio para dores de forma alguam so massagem , sou massagista tbm , affffffffffffffffff qto seria bom montar como os alcolicos uma , sei la tipo entidae de depressivos que tenham consciencia , que a melhor coisa do mundo seria viver sem os atidepressivos , o no na garganta e que mata , mas a parte EMOCIONAL E TDO desabafo faria bem a qualquer um , naõ existe remedio que naõ tenha lido tdo sobre eles tenho ate caixas fechadas , mas sem coragem de tomar tenho 55 anos , mas amo me estou aprendendo isso agora , amo a vida tenho , projetos e planos e qdo poderei realiza los? rsrsr qdo um antidepressivo der certo? definitivamente que me perdoem tds os medicos acho que deveria ter um especifico para tomar na hora que o bicho pega , desculpem , mas triciclicos daõ a sugestaõ par o suiciodio, naõ se decpcionem , eu me revoltei com remedios , genericos , similares e coisa etal , vou indo mais na louka , sinto vontade faço se naõ faço o tenho vontade e bem por ai vou tentar sair desse abismo , minha vida continua lutas fazer , contas , trabalhos , filhos netos ,minha vida pessoal , o que mais sou indgnda que pensava rapido, nadava , e stou mais devagar , mas hei de supear acabei de jantar , a 1 da manha e dai? vou tentar , mas naõ me sigam , sou uma pessoa que sofreu muito com remedios e vejo que tds saõ iguais , reaçoes , libidos e ,mudança na vida toda em tds os sentidos e aguentar a tremeddeira , o no na garganta e tomar SOMALIUM , que apos passar o efeito aghustia de novo , DEPRESAÔ , vai e volta e sanfona como remedios de emagrecer entaõ o REMEDIO naõ importa pede para DEUS consagrar as reaçoes e os remedios tbm, na hora que mais precisamos e so ele que nos consulta na hora nunca fecha o consultorio , perdoam me pelo jornal e desabafo , e peço a deus que um por um dessa pagina tenha um final felis bjos nos seus coraçoes .

    Reply
  105. Nyla

    Tomo lexapro desde dezembro de 2009. Tomava pela manhã, mas sentia muito sono, então resolvi tomar na hora do almoço. A psiquiatra me receitou pra ansiedade e um pouco de depressão. Tenho sentido melhoras, como na diminuição da ansiedade q está quase normal. Mas com relação à depressão, tenho tido meus altos e baixos como sempre e isso me incomoda muito. Mas, na minha opinião esse remédio é muito bom, quase não tem efeitos colaterais, como os outros que estão no mercado.
    Tenhamos fé e não desistamos de lutar, eu sei que não é facil.

    Reply
  106. JOHN

    Macelo (SEM O “N” Mesmo).

    Eu tô chocado, com o quê você citou…até com o fato de encarar as pessoas, inclusive família, eu me vi completamente no seu depoimento…sem tirar nem por, nem acredito cara, eu li umas 5 vezes teu texto… O médico me passou LEXAPRO hoje, a gente pode trocar endereço de e-mail?

    Reply
  107. Marcelo

    OLa, pessoal!!

    Tomei Lexapro de Julho/09 até Janeiro/10, realmente o remédio é ótimo sem duvida….

    Praticamente voltei com a minha vida ao normal, mas como alegria sempre dura pouco, comecei a engordar(1 kg por mes) e decidi parar de tomar o remedio.

    Já tive uma pequena recaida que resolvi com RIVOTRIL, o meu medico disse que o Lexapro engorda mesmo, mas que em vista dos efeitos dos outros remédios os dele são bem menores.

    Se algum soube de algum que emagrece, dá uma dica…estou precisando!!!!!

    Reply
  108. D.M.C.

    Olá, comecei a tomar o lexapro hoje junto com olcadil e de cara ja to me sentindo tonta totalmente ausente, lesa mesmo… Estou diagnosticada com TAG. Alguem pode me dar mais inormeçoes sobre o lexapro, pois ja estou bastante acima do peso, imagina tomando esses remedios??

    Reply
  109. Meire

    Tomo o lexapro a um ano e neste período engordei 1 kg por mês, sai de 55 para 67 quilos. Embora meu médico tenha garantido que ele não engorda chegou recentemente à conclusão de que só pode ser ele o motivo da engorda. Como já estou no fim do tratamento a dose está sendo diminuída paulatinamente e em 2 meses devo estar com 5mg/dia. Lendo alguns depoimentos aqui, resolvi ligar para ele e dizer que preciso interromper a medicação ou diminuí-la num período menor, pois é insuportável estar tão mais gorda e nada faz perder esse sobrepeso. Vale dizer que durante um tratamento de três anos para depressão, esta foi a única medicação que não provocou problemas de diminuição da libido e principalmente não atingir o orgasmo; tive experiência com pelo menos uns 4 tipos antes que foram substituídos até chegar no lexapro.

    Reply
  110. Bruna

    Devido aos uns problemas que ando tento, contas mais contas, lugar pra morar, falta de dinheiro, memoria fraca… engordei muito, não me sinto feliz em mim mesma, ataque de ansiedade, acho que nunca me sentir tao infeliz em mim mesma, não tenho dinheiro pra ir para um salao e se minha namorada me fala do meu cabelo da minha grodura, eu me sinto pior ainda.. por falta de dinheiro.. e todos os problemas que ando enfrentando. Falta de sono total, eu nao dormia de tanta preocupacao…

    Comecei a tomar Cymbalta 60mg… no comeco me sentir pessima totalmente, um trapo, mas ai eu fui melhorando.. mas anda me dando sono, memoria continue fraca, perdi o libido. eu estou acreditando, firme e forte que vou melhor… Antes de tomar esse medicamento eu conversei com ela sobre o remedio. Ela leu sobre tb..

    Mas o meu grande problema agora é que ela me cobra, sexo, meu visual, e tal… tipo a ultima vez que transamos foi sabado.. e hoje é quinta feira..

    Eu não sei o que fazer… Acho que a falta de carinho me machuca… tipo como eu estou tomando remedio eu queria que ela fosse a faisca para o fogo… Tipo sinto falta do animo dela…. não que eu estou me fazendo de vitima mas é que eu nao consigo contralar os efeitos do remedio.

    Reply
  111. luizinho

    Interessante como todo mundo esqueceu do texto do nosso amigo e só fala do LEXAPRO que o autor do texto nunca viu. Tudo isso graças a LULUZITA que não teve a intenção de mudar a discussão mas que mesmo assim o autor do texto deseja apertar seu pescoço por ter ficado esquecido!!!
    Agora ele tem que tomar muito LEXAPRO pra esquecer tudo isso…

    Reply
  112. Flávia Ferreira

    Oi gente!!!
    Sempre fui muito resistente à idéia de tomar remédios da “família” dos antidepressivos, por ter medo da dependência. Mas, nos últimos anos, minha ansiedade adquiriu proporções tão grandes que não houve saída.
    Procurei ajuda médica e, há cerca de quatro meses, tomo o Lexapro.
    Hoje me sinto incomparavelmente melhor, tomando um comprimido por dia. Estou mais tranquila, perdi a gula desesperada de antes, e meu médico já acenou com a possibilidade de, daqui a um ano, ir diminuindo a dose gradativamente.
    Gostaria de saber se alguém aqui já parou de tomar e que efeitos aconteceram. Estou tão bem que sinto medo de tudo voltar a ser como era….rs
    Grande beijo pra vcs!
    Flávia

    Reply
  113. Paulo César

    Olá pessoal. Sou novo por aqui. Queria dar um depoimento que talvez ajude alguém. Fui diagnosticado com síndrome do pânico, cheguei a ir mais de 10 vezes ao pronto socorro devido aos ataques. Não acreditava em Deus, e inicialmente não acreditava que fosse pânico. Depois de muitos médicos de PS me alertarem, fui a um psiquiatra de confiança e ele me diagnosticou, me passou Lexapro e Rivotril. Como tenho muitas pessoas com fé por perto, segui alguns conselhos e passei a ter fé em Deus e rezar de vez em quando. Somando os remédios e minha fé, estou tendo resultados maravilhosos. Comecei o tratamento há uns 2 meses, não tive mais nenhuma crise, estou super feliz e evoluindo em todos os sentidos. Outra coisa que esqueci de mencionar, faço terapia semanal. A questão da Fé acho muito importante, não importa a sua religião, se pensa que Deus é um homem, um animal ou qualquer outra coisa, mas realmente ela move montanhas.

    Flávia, tome sem temer, contanto que esteja sendo acompanhada por algum médico. Com relação a esse medo seu, eu tenho isso também. Funciona mais ou menos assim, uma parte de sua mente quer que você volte a ser como era antes e a outra não, está contente com sua evolução. Temos que tentar equilibrar os 2 lados, entendendo que essa evolução não tem só relação com o remédio e sim com sua luta diária pela melhora. Acho que é por ai.

    Um abraço a todos e tudo de bom.

    Reply
  114. Gorete

    hj fui ao psiquiatra pela primeira vez. sempre me senti estranhinha…mas achava q era temperamento, personalidade. mas era sempre uma angustia, uma baixa estima, um desanimo e comecei a me preocupar. e hj, o psiquiatra dignosticou depressao e passou citalopram todos os dias + rivotril, sendo q este só em crises. li todos os depoimentos e estou boba de ver tantos casos parecidos ao meu. n queria entrar em medicação e por hora n vou tomar nada. vou tentar ioga, academia, correr, terapia, dança, sei lá… mas vou insistir q a melhora vai depender de uma mudança de perspectiva e n de medicamentos. to cheia de dividas, muito carente afetivamente e com problemas familiares. assim n tem psique q aguente. talvez melhorando esses aspectos, me sinta melhor. um abraço apertado em todos vcs. q se sintam 100% bem daqui pra frente. ateh.

    Reply
  115. Raphael

    Olá, Pessoal Estava com ansiedade generalizada e depressao, a 6 meses atras comecei com rivotril e sertralina, naum adiantou muito , ele adicionou valproato de sodio, os 3 naum estavam adiantando muito, Quando a medica trocou Pelo Prestiq, Desvenlafaxina, tomei 50 mg durante 3 meses , é o antidepressivo que lançou 2009, parei com rivotril e com valproato, fiquei só com ele, Foi maravilhoso me senti cada dia mais feliz e melhor sem ansiedade, faz 2 semanas que parei e estou bem, só que á 2 dias senti um pouco de ansiedade, mas se precisar volto a tomar novamente. raphaelfaim@hotmail.com

    Reply
  116. taty

    ola eu gostaria de saber meu pisiquiatra fala q eu tenho falta de serotonina tomo paroxetina a 3 anos eu tenho 25 anos lugar com muita gente eu quero sair do ambiente e se fico nervosa anciosa me da dor de barriga eu queria para de toma esse antideprecivo pq quero engravidar que eu faço?

    Reply
  117. NILVACARAZZAI

    tenho depressão a muitos anos, tomava fluoxetina e comecei a engordar muito já engordei 20 k, meu psi mudou para escitalopram, mais tomo tambem pantoprazol para o estomago,POIS FIZ EM CIRURUGIA DE HERNIA DE HIATO MESMO ASSIM COM TODA DIETA SÓ EMAGRECI 3 KILOS EM QUASE DOIS MESES, E RECUPEREI EM DEZ DIAS O PESO QUE TINHA ELEMINADO, e agora outro médico acha que devo tomar seratonina para conseguir baixar o peso o qual não estou conseguindo. O que faço? Será perigoso? NÃO CONSIGO EMAGRECER, E MINHA FAMILIA A MAIORIA SÃO OBESOS. EU ESTAVA COM 65 K,E AGORA JÁ ESTOU COM 85 K.
    POR FAVOR ME DE UMA RESPOSTA, OBRIGADO. NILVA

    Reply
  118. Isabele

    Oi gente, como todo mundo tava dizendo aqui sobre escitalopram, eu sinto informar o mesmo pra vcs, comecei a tomar ele faz 2 meses e tomo junto com sibutramina, simplismente ele corto o efeito da sibutramina e engordei 1 kg!
    Minha psiquiatra disse q ele é IMPOSSIVEL engordar, mas estou fazendo a tal da dieta dos anti depressivos e faço exercicios e engordei :S e ainda tomo o sibutramina q eh pra emagrecerrrr!

    Então sinto muito mas esses psiquiatras q falam q esse remedio nao engorda, nao sabem nada de medicina, pq eu li varios livros de medicina dizendo q anti depressivo vai de pessoa pra pessoa q vc nunca pode afirmar pra pessoa q tal ati depressivo nao engorda!

    Eu comecei com sertalina, serenata, foi otimo pq tenho fobia social, fiquei mto bem por um tempo mas ela tirava minha libido 100% ai eu troquei pra bupropiona, engordei 10 kg em 2 meses :S ai por isso comecei a tomar sibutramina, minha endocrinologista me disse q eu tava quase obesa :S

    e agora o lexapro ta me engordando tb :/ nao consigo viver sem esses remedios pq eu nao saio de casa passando mal… mas nao quero engordar, entao parei de uma vez… axo q vo apodrece dentro de casa :S

    Reply
  119. CÁSSIO

    Tenho 40 anos .Comecei a usar Cymbalta 60 mg para depressão reativa e fiquei tão bem após 45 dias de uso q o psiquiatra resolveu diminuir um pouco a dose , mas após 15 dias fiquei mais triste e indisposto … Foi entao decidido voltar à dose inicial , isso me preocupa um pouco porque não quero usar este medicamente sempre ; minha depressão parece ser algo transitorio , relacionada a problemas que serão passageiros . Espero que fique livre dele em pouco tempo !
    Boa sorte pra todos .

    Reply
  120. José Reinaldo

    Estou tentando ,tratar uma crise depressiva de minha mae,com,82 anos ,elegemos,o lexapro, e nao esta sendo possivel,fazer o tratamento ,pois apresenta muitos efeitos colaterais,como enjoo, tremores, perda do apetite, e fraqueza, hoje, é o 5 dia do tratamento mais ,ao falar com seu clinico ,os efeitos estao muito complicados piorando seu estado geral, seria importante saber se pessoas com esta idade se deram bem com esta droga, muito obrigado|||, José Reinaldo

    Reply
  121. Angela

    Nunca imaginei que existisse tanta gente com depressão. Realmente, deveria existir uma Sociedade Anonima dos Deprimidos, pois pelo que li não há cura pra este má. E que ficamos refens de remédios e medicos. Em todas as lembras que tenho estou triste e angustiada procurando um lugar. Na adolescencia pensava que com o tempo passaria, mas não passou cada ano que passa fica pior. Tenho o terrivel problema de ficar remoendo o passado fico o tempo todo pensando no que já foi e não vivo o presente. Até parece uma maldição.Já tomei inumeras formulas agora chego lexapro… Estou com medo pois já não tenho desejo nenum e sou obesa será que vai piora?

    Reply
  122. regina

    Estou tomando lexapro há 6 dias e estou apresentando sonolencia, náusea, falta de apetite, as acho que é só no início.
    ViTenho TGA e um pouco de depressão. Tomo o remédio a noite, juntamente com 8 gts de rivotril.
    Tenho certeza que irei melhorar. Ter fé , caminhar e pensamento positivo…
    è dificil, eu sei, mas temos que tentar…..

    Reply
  123. Ligia

    Tenho depressão maior há mais de 20 anos, desde então passei por muitas medicações. A que durou mais tempo foi o Tofranyl, mas lá pelas tantas nã adiantou mais. Estou com o Cymbalta há mais de um ano e melhorei bastante, mas não consigo mais ter orgasmo e isso está criando problemas na minha vida afetiva. O pior é que tenho desejo, excitação, tudo, só o orgasmo não chega. Alguém por aí já passou por isso e conseguiu reverter sem parar de tomar Cymbalta? Talvez com um tratamento alternativo ou diminuindo a dose do Cymbalta?

    Reply
  124. Alessandro

    Recentemente fui diagnosticado com depressão recorrente e a psiquiátra receitou Lexapro 20 mg (R$ 230,00), Concerta 36 mg (R$ 380,00) e Rivotril (R$ 14,00), sem esquecer de mencionar que a consulta custou R$ 360,00 (e será todos os meses…). Segundo ela, tendo em vista o meu quadro grave com pensamentos destrutivos, angústia incessante, ansiedade latente e déficit cognitivo, a medicação adequada, segundo a médica sera esta mesmo, podendo serem diminuídas as dosagens à medida em que o quadro evolua positivamente.
    É uma batalha dolorosa e todos vocês neste blog sabem o quanto é desgastante enfrentar um mal assim.
    Caso queriam compartilhar experiências, conversar amigavelmente sobre qualquer assunto relacionado que muitas vezes são impossíveis de serem compreendidos por quem não sofre destes males da mente, contate, vamos dar as mãos
    Tenho 25 anos, Servidor Público Federal.
    alessandro.asm@hotmail.com

    Reply
  125. ana lucia

    por favor tomo lexapro a 10 dias mas meu medo e de tomar uma cerveja a noite
    será que eu posso?

    Reply
  126. William

    Boa noite a todos!

    Eu tomo Lexapro há 4 anos. Tomo um comprimido ao dia. Nunca havia tomado nenhum anti-depressivo antes, embora eu sofresse de depressão desde criança. Sempre achei que meus problemas eram puramente psicológicos e tinha muito medo de tomar remédios, criar dependência, essas coisas. Achava, também, que o fato de tomar remédios indicava problemas mentais gravíssimos.
    Meu humor sempre flutuou muito e tive uma crise muito forte quando resolvi consultar um psiquiatra pela primeira vez. Ele me receitou o Lexapro e em pouco tempo me senti muito melhor. Constatei que meu maior problema era o desequilíbrio químico, e esse começou a ser sanado com o Lexapro.
    O problema, no meu caso, porém, é na parte sexual. Tomando Lexapro fica difícil de ejacular. Posso ficar uma hora em cima que não gozo, e isso é frustrante. Sou casado há 27 anos. Minha esposa tem 57 anos.
    Acontece que há alguns meses eu iniciei um relacionamento amoroso com uma colega de trabalho. Moça bonita e jovem. Eu tenho 49 anos. Ela 37 anos. Resolvi investir nesse caso extra-conjugal no entusiasmo da paixão.
    Para ter um bom desempenho com a moça comecei a não tomar o Lexapro com regularidade.
    Bem, só posso dizer que tudo descambou. Voltou com muita força minha ansiedade, irritações, mau humor. O relacionamento ficou meio que fora de controle e, enfim, a moça não aguentou a onda e me deu um pé na bunda. Minha esposa não soube de nada, embora ela também estivesse pagando o pato com o meu desequilíbrio.
    Voltei a tomar o remédio conforme a prescrição para sair do buraco. Estou quase normal, embora sofrendo com as sequelas do rompimento com minha amante…
    O que quero dizer é que o Lexapro ajuda muito, te dá mais confiança e bem estar. Mas, quem sempre viveu no jogo do fluxo e refluxo das marés sentimentais precisa se educar, aprender a amar com serenidade. Seria bom se o Lexapro não tivesse aquele efeito colateral.

    Reply
  127. Pedro

    Tenho depressao e comecei a tomar o lexapro há 3 meses. Minha libido está muito inconstante. Às vezes, durante uns 4 dias, parece que está tudo normal, e de repente, a libido cai totalmente, fica zero, é como se mulheres que antes eu considerava super atraentes na rua perdessem os seus atrativos. Na verdade isso comecou a ocorrer mesmo na depressao, ou seja, antes de eu comecar a tomar o medicamento. Estou até ficando sem jeito com minha esposa. Além de nao sentir prazer nas relacoes sexuais, tambem tenho super dificuldades de ter ejaculacao. Alguem já sentiu isso com o medicamento????

    Reply
  128. sueli

    gostaria de saber se posso tomar o lexapro com lexotan mais o labirin…me repondam rápido

    Reply
  129. Fábio

    Por motivos financeiros troquei o Lexapro que é o Escitalopram pelo Cittá que é o Citalopram, gostaria de saber se o efeito é o mesmo, pois fiquei sabendo que o Escitalopram age diretamente pela corrente sanguínea e o Citalopram ainda vai ser absorvido pelo fígado e intestino para depois fazer o efeito no cérebro. Se alguém puder me esclarecer, agradeco!

    Reply
  130. optymus

    Olá pessoal, estou fazendo um tratamento para depressão,tag,panico e tudo mais q tem mental, e uso, seroquel 25 mg 3x ao dia, frontal 1,0mg 2x ao dia, lexpro 20mg 1x ao dia, durante um ano e um mes, ou seja 13 meses atualmente, e digo, se não fosse os remédios já estaria morto, tentei inumeras tentativas de suicidio frustrado, pois era obsecado morrer debaixo de uma carreta trompando com meu vectra a + de 230 km/h, mas infelismente ou felismente, deu errado as duas vezes “não era minha vez”, mas resumindo, a todos, sim o remédio tem diversos efeitos colaterais, mas compensa, inclusive nesta questão de libido, vai ter q comer lazanha, em vez de arroz e feijão, e assim mesmo pode ter dificuldades, e na questão de sono,fraqueza,falta de apetite, e tudo mais, passei por isso, e perdi 18 quilos nos 2 primeiros meses, mas atualmente, estou praticamente equilibrado, dependente dos remédios,pois sem eles não durmo, ja cheguei a ficar mais de 4 dias acordado, e sem falar trabalhado, (pensa q merda tava meu trabalho)…bom pessoal, tenho muita experiência para trocar, se alguém quiser add , optymuspremier@yahoo.com.br

    Reply
  131. wagner

    Tenho 40 anos. Sofro de depressão. Tomo CYMBALTA há 16 dias e tive quase todos os efeitos colaterais. Tentei suicídio 3 vezes e agora serei internado numa clínica psiquiátrica para acompanhamento 24h.
    Sofro muito com a depressão. O psiquiatra disse que os sintomas são esperados, mas que após 3 a 4 semanas eles desaparecem.

    Reply
  132. Rafael

    Minha experiência com o Lexapro 10 mg esta sendo a melhor possível, por ser um inibidor seletivo da Seretonina apresenta resultados rápidos e imediatos com pouquíssimos efeitos colaterais. Estava tomando o Pristiq 50mg (Desvenlafaxina), mesmo sendo um medicamento com uma promessa inovadora e sem os efeitos indesejáveis do Efexor senti como se estivesse tomando um placebo qualquer. Lexapro e ainda a melhor alternativa no meu caso!

    Reply
  133. Vinícius

    Comecei a tomar o Lexapro a uns 10 dias.. E percebi que realmente ele demora para ejacular. Porém não vejo muitos problemas com outros efeitos colaterais…
    A minha única preocupação e gostaria de saber se podem me ajudar com isso…
    Eu sou usuário de maconha e bebo alcool de 2 a 3 vezes na semana…
    Alguém sabe se uma dessas 2 coisas podem prejudicar no tratamento !? ou ajudar talvez !? Ou se não há problema algum..!? se posso continuar minha vida normalmente…

    Obrigadoo gentee…

    Abraçoss

    Reply
  134. BALADA PARA UN LOCO

    No ano de 1970 estaríamos internados (largados) em algum hospício……………………….. Hoje continuamos largados a nossa própria sorte.
    Faz mas de 25 anos que venho fazendo tratamento psiquiátrico, já tomei uma gama de medicamentos diferentes, que mais parece uma panela de sopa de letras.
    A gente sofre com a introdução do novo medicamento (entre 3 a 4 semanas) passa por um período de estabilidade, quando em nossa próxima consulta expomos que não estamos 100%, nos e mudado parcialmente ou totalmente o que estávamos tomando.
    Novo sofrimento com os efeitos colaterais da retirada, mais a introdução do novo medicamento.
    Permitam postar meu pensamento: a psiquiatria esta nos dias de hoje no mesmo patamar da alquimia do passado.
    Não e encontrado Bula nenhuma que diga este medicamento e indicado para a cura da depressão, e sim a palavra acredita-se e justamente em este ponto que estes alquimistas modernos, nos tratam com antidepressivos, antipsicoticos, melhoradores de humor, e bla-bla-bla, porque lerão no Google estudo psiquiátrico de algum jornal médico da Índia, onde a combinação dos medicamentos A+B+X deu certo em vacas sagradas randomizadas de laboratório e acredita-se que estas ficarão mais felizes, lógico na Índia não se come carne de vaca maior felicidade para elas impossível.

    Reply
  135. Freitas

    eu tomo olcadil com proxitina,mas a paroxitina nao está mim fazendo bem,daí pede meu medico para trocar a paroxitina por escitalopram, comecei a tomar escitalopram hoje quero ver se o resultado vai ser melhor,primcipalmente na auto estima,alegria,sair de casa,conversar com as pessoas,desejo sexual etc…só uma pergintinha para os homens que tomam escitalopram,este medicamento escitalopram pode tomar com viagra???esquece de perguntar o medico…abraços a todos e que Deus nos abeçoe…

    Reply
  136. CELIA

    BEM EU TOMO UM REMEDIO CHAMADO DIZEPAM A 3 ANOS E VI MUITAS DIFRENÇAS NA MINHA VIDA E EU TENHO DEPRESSAO EMOCIONAL TAMBEM E PRESSAO ALTA VEIO TUDO JUNTO MAS ESTOU BEM MELHOR HOJE JA TENTEI SUICIDIOS JA FIQUEI MUITO ESTRESADA MAS JA TEM UMAS SEMANAS QUE ME SINTO BEM E AS VEZES TENHO RECAIDAS MAS M LEVANTO DE ALGUMA FORMA COM AJUDA DE MEDICOS E AMIGOS SO QUE EU GOSTAVA DE TOMA UMASS BREJAS E VINHO E SO QUE TEM UMA VEZ TOMEI UM GOLE DE CERVEJA E ME FEZ PARA NO HOSPITAL MAS SO TOMO O REMEDIO PARA DORMI E GOSTAIA DE SABER SE POSSO BEBER UM COPO DE VINHO AS VEZES DE DIA P0ORQUE TEM GENTE BQUE FALA QUE POSDSO MAS TENHO MEDO EU GOSTARIA DE SABER SE POSSO OU NAO TOMA UM COPO DE VINHO OBRIGADO SE ALGUEM PUDER ME AJUD COM ESSA RESPOSTA E TENO OUTRO PROBLEMA COM MEU PARCEIRO NA HORA DO ORGASMO EU NAO CONSIGO CHEGA NO MEU ORGASMO JA ME SINTO MUITO CONSTRAGIDA COM ISSO E ME FALARAM QUE O VINHO SECO PODE ME AJUDA A RELAXA MUITO NESSA HORA GOSTRARIA DE SABR SE POSSO MESMO BEBER VINHO OBRIGADO ATENÇAO SE ALGUEM PUDER ME AJUDA AGRADEÇO

    Reply
  137. Marina

    Amigos sofro desse mal mas nao tomo remedio nenhum,vou sofrendo por ai,resisto como posso e fujo das situaçoes com frequencia.Eu acredito que o desejo e determinaçao pela cura me leve a isso.Pelo que pesquisei as reaçoes sao quimicas,mas as causas sao multiplas,ambientais,circunstanciais.Como curar reaçoes sem tocar nas causas?Ha de haver um trabalho especifico para fobia social sem que nos anestesiemos com remedios.Quem sabe promovessemos encontros entre nos e nos expondo,enquanto iguais,quebrassemos esses condicionamentos internos.Ou seja,formaçao de grupos?Fica a ideia.Desistir de ser curado nunca.Boa sorte a todos.

    Reply
  138. Katia

    Pedro existem dois antidepressivos que não cortam a libido,e além de não cortarem eles são usados para dar libido. Pode acreditar dar um libido ferrado,serve tanto para homem como para mulher; eis os nomes: BUP e DONAREN. O melhor que eu achei e indico é o DONAREN,pode acreditar,agora se existe um antidepressivo bom e rápido na ação é o lexapro,já tomei e ele não costuma dar reações,pois para isso ele é um antidepressivo caro,quanto mais caro menos efeitos colaterais, ele é focalizado só para depressão braba só tira um pouco da libido em compensação tira qualquerr um do buraco…um abraço.

    Reply
  139. Danieli

    Estou tomando lexapro há 3 meses e senti que eu engordei, inchei… da depressão eu melhorei bastante até mas o excesso de peso está acabando comigo, eu estou deformada, já estava acima do peso antes, mas agora… Alguém engordou com o Lexapro????

    Reply
  140. fabricio

    tenho ansiedade generalizada e tomo rivotril gotas e uso antidepressivos, depois que tomei fluoxetina perdi a vontade de fazer sexo e nao tenho mais ereçao e nem exitação, minha medica passou bupropiona para aumentar libido mais ate agora nada na parte sexual. sera que é da doença so tenho 27 anos.

    Reply
  141. Judite

    Nunca estivevemos tão doentes na história da humanidade. Somos influenciados pela midia e por valores distorcidos o tempo todo. O ser humano virou uma máquina comparável a um computador top. A sociedade está seriamente doente!!! O stress se tornou um referencial de “normalidade”. Todos precisam estar bem o tempo, produzindo, sorrindo, agindo…a natureza humana verdadeira está soterrada sob os valores supérfluos e pobres do sistema. Onde estão os seres humanos de verdade? Eles SENTEM, choram, sofrem e não são, necessariamente deprimidos…apenas humanos. Hoje em dia nunguém pode ficar triste que é depressão, com medo: é frágil, carente é baixa estima…Cuidado: vamos separar o joio do trigo. somos natureza…não estamos bem o tempo todo, nem somos tão estáveis. Um dia faz sol, outro chove. Sem perceber nos comparamos aqueles que acreditamos vencedores e…será que são? Onde está o AMOR? Relacionamentos virtuais, fingimentos, socidade doente! valores distorcidos! Mídia poderosa! sistema manipulador!…ansiedade, stress, medo, conflito e carência. Queremos é sermos apenas humanos e não é possível mais…com todas as nuances pertinentes ao mesmo…instabilidade, abilidade própria, etc. Queremos ser aceitos como somos mas a socidade exije um esteriótipo de humano/máquina. Empobrecemos e achamos que estamos seriamente doentes. Pensem nisso. Obrigada.

    Reply
  142. Judite

    Temos que ter o corpo com medidas xyz, igual top model hdw…90 de quadril, 80 de busto, cabelos esvoaçantes e lisos, estar sempre a fim de transar, envelhecer…nem pensar! ganhando bem, feliz o todo todo, amado e querido por todos…sempre bem disposto, ter uma vida estável e lisa…sem flutações. Dormir e acordar de bom humor, não ter celulite nem cravo e espinhas…Caso não se enquadre, vc está fadado a rejeição subjetiva…consequentemente, doente!!. Desculpem o desabafo, existem casos reais de depressão mas…nem todo mundo é deprimido o que acontece é a falta de inserção nos valores atuais. Impossível. Somos humanos. MAIS AMOR, POR FAVOR!

    Reply
  143. Gorette

    Depois de 5 meses tomando citalopran resolvi parar por conta propria. Sei q não devia, mas n teve nada grave. Parei pq estava como antes, impaciente, ansiosa, agressiva. Fiquei com o restante da cartela de rivotril q a medica tinha recomendado só pra situações extremas. E tenho feito assim, quando fica insuportavel, tomo um rivotril.
    Mas a sensação de nausea, pequenez, angustia, vontade de chorar está toda de volta. Com um pouco de paciencia eu e muita conversa comigo mesma eu acalmo, mas n sem antes aprontar qualquer coisa. Encher alguem, meter os pés pelas mãos e fazer tudo ao contrario do que palnejou fazer, gastar o que não tem, se sabotar, resumindo bem.

    Reply
  144. Diego

    *Vinícius*
    Vc tem que escolher quais drogas te fazem melhor…!! Eu ficaria com a maconha e a cerveja !! :)
    Misturar tudo concerteza não o fará bem !!
    Aliás… pessoal que realmente precisa e faz uso do LEXAPRO 20mg e também do LEPONEX 100 mg
    e não tem condições financeiras de comprar ….. me passe via email seu endereço que doarei parte dos medicamentos que recebo todo mês. Eu nunca tomo todos..
    diegotavaresss@hotmail.com

    Reply
  145. Alberti

    Olá pessoal. Sou novo por aqui. Tenho 48 anos e sou hipertenso. Queria dar um depoimento que talvez ajude alguém. Fui diagnosticado com síndrome do pânico. fui a um psiquiatra de confiança e ele me passou Lexapro e Rivotril. Comecei o tratamento há 4 semanas e parei. A síndrome da abstinencia foi terrível. Minha pressão melhorou bastante, emagreci pois não sinto fome, mas não tive problemas com a ejaculação ou a libido. Acho que o grande problema como disse alguém anteriormente é o equilíbrio entre a parte do cérebro que quer mudar e a que não quer. Acho o principal problema de todos e o meu, é a insônia e o sono durante o dia. No meu caso eu tomava os 2 a noite, dormia feito uma pedra, e acordava no meio da noite, daí vinha a insonia e o resultado no dia seguinte era sono. tentei pela manhã, daí parecia um zumbi. Ontem a noite fiz um teste, dormi quando me deu sono (sem tomar remédio) e quando acordei de madrugada tomei o rivotril. Dormi super bem, resultado: vim trabalhar zerado. Amanhã vou fazer isso e tomar o lexapro pela manhã. Voltei a semana passada de férias e durante quase 3 semanas fiquei tomando os remédios a noite e cerveja durante o dia, afinal ninguém merece estar na praia sem uma cervejinha. Realmente não tive problemas e concordo que a vontade de beber diminui. Tomo cerveja todos os dias (o psiquiatra me diagnosticou como dependente, mas não ligo), no fundo to percebendo que bebeia tanto para diminuir minhas angústias e com o lexapro issso tá mudando. Sei que ainda não passei do primeiro mes, mas acho que vale a pena.Para vcs terem uma idéia:minha pressão sem o rasilez fica acima de 16, com ele baixa para 13. Teve dias que fiquei sem tomar o rasilez e minha pressão ficou 12:8.acho que minha pressão alta tem a ver com a ansiedade e angústia. to me sentindo bem melhor e pensando em reduzir a dose do rasilez.A propósito se alguém tá com PA, sugiro que consulte um cardio e peça uma amostra do remédio e a receita.com ela vc cadastra ou na farmácia ou no site da novartis e o remédio fica muito mais barato. Concordo com os que falaram que não podemos esperar que o remédio resolva tudo, temos que nos esforçar um pouco tb. No início é difícil, mas reitero o depoimento anterior:
    “Flávia, tome sem temer, contanto que esteja sendo acompanhada por algum médico. Com relação a esse medo seu, eu tenho isso também. Funciona mais ou menos assim, uma parte de sua mente quer que você volte a ser como era antes e a outra não, está contente com sua evolução. Temos que tentar equilibrar os 2 lados, entendendo que essa evolução não tem só relação com o remédio e sim com sua luta diária pela melhora. Acho que é por ai.”
    Um abraço a todos e muita força.alberti_lexapro@gmail.com

    Reply
  146. RALM

    Viver com medo é viver pela metade!
    Tomei verotina, prosac, etc, mas toda doença está na mente
    Assim como a mente cria a ilusão da doença, ela pode curá-la, pela negação: isso não existe! eu sou perfeito! Para cultivar essa força interior, repita em vóz alta, escreva, leia, participe de
    reuniões que tenham palestras e vibração positiva, luz, sabedoria. Quanto mais falamos em remédios e doenças, mas hipocondríacos ficamos e a final, ficamos até querendo provar que as nossas dores é que são piores que as dos outros. A mente que deseja pena dos outros, atrai fatos que merecem pena. Essa luta contra os maus hábitos mentais é diária, é a causa, poir isso funciona definitivamente, não retorna, como a luta contra o efeito. http://WWW.sni.org.br (Seicho-no-ie do Brasil: a farmácia da palavra, do pensamento e da alegria de viver.

    Reply
  147. Soraya

    Nunca tive sérios problemas de peso e estou com 44 anos que nunca me pesaram pois sempre aparentei menos. Tive uma forte depressão pela primeira vez na vida em fev/2010. Fui atendida no hospital pois não comia e nem dormia há 7 dias. Por isso, emagreci 7 quilos no início. Com rivotril 2mg+Lexapro20 comecei a me recuperar em 2 meses mais ou menos. Eu estava com uns 52 kg quando comecei a tomar. De repente em Julho, comecei a comer carboidrato e doce e chocolates os quais nunca tive qualquer desejo. Bom estou com 61 kg. Minha médica diz que não engorda mas não é verdade, pois sempre fui disciplinada ao escolher minha alimentação e não tem funcionado. Estou inchada e meu intestino não funciona. Espero ter ajudado e espero me livar disso logo.

    Reply
  148. Patricia

    É muito confortante saber que outras pessoas passam por coisas que pensei passar sozinha.
    O relato do Alberti é quase identico ao meu e fico feliz em ver uma luz ao fim do túnel. Iniciei o Lexapro com apenas 1 gota, e a cada dia somo uma a mais, até chegar em 15 gotas. Estou sentindo alguns efeitos colaterais que me incomodam bastante, como angústia, sensação de desmaio e enjôo, mas pelo q li é normal; tirarei a dúvida com minha psiquiatra.

    Reply
  149. luiz

    leponex é distribuido gratuitamente pelo governo do estado de SP.
    alguem conhece outros foruns sobre medicacoes psiquiatricas? mto interessante isso aqui.
    quem tb tiver fobia social e quiser entrar em contato: barradeespacoquebrada@gmail.com

    Luiz

    Reply
  150. ariaana

    ola tive depresao e meu medico me passou olcadil e citalopram
    nao fazendo muito efeito ele me passou tambem o valium
    tomo pela manha ocadil e citalopram e a noite o valium mas mesmo assim estou tendo tendo insonia vomito e dor de barriga e gases pode ser efeitos do medicamentos
    e esses remedios cortam o efeito do anticoncepcional?

    Reply
  151. Cláudia

    Tomo Lexapro há mais de 5 anos. Foi a salvação da minha vida, pois tenho ansiedade altíssima. Minha situação é a mesma da Soraya, engordei bastante, estou muito inchada e o intestino tb não funciona. Por mais que tente, não consigo perder peso, nem se ficar 1 mês sem comer!!! O problema é que o remédio ajuda bastante e qdo penso em parar em funçao do ganho de peso, desisto logo pq a ansiedade aumenta demais e consequentemente, os seus transtornos. Por mais que os médicos digam que não engorda, preparem-se; engorda sim…

    Reply
  152. Lucas

    LUCAS;
    Realmente o uso diário de Lexapro reduz sensivelmente a libido e aumentam a dificuldade de ereção, mas resolvi esse problema num Endócrino, que me receitou Durateston injetavel.

    Reply
  153. Pedro

    Pessoal, estou estudando feito um louco para concursos públicos…..a sociedade exige muito de nós……e isso começou a me tirar o sono (insônia absurda….3 dias sem dormir) há dois anos atrás……ao longo desses dois anos……..fiz terapia com 3 psiquiatras (um de cada vez ,…, é claro)….é sempre bom ter uma segunda opinião…….já tomei de tudo………e desmitifiquei algo sobre remédios controlados……..nem todos deixam lerdo………..o lexapro e a fluoxetina deixam ligados………..a fórmula mágica pra mim ser totalmente produtivo nos estudos e dormir bem foi a combinação de lexapro de manhã e menelat de noite…….porém o menelat me fez engordar 20 kilos………aí ( o 3º psiquiatra que estou tendo terapia mudou para fluoxetina há duas semanas (para emagrecer e tratar da deprê e ansiedade)……por enquanto prefiro o lexapro……vou esperar completar um mês e se não surtir efeito volto pro Lexapro……..estou malhando feito louco, caso contrário estaria uma bola de gordura….todo mundo acha que tomei bomba…..mas foi o menelat que me fez engordar e dormir que nem um anjo………..

    Tenho firme convicção de que quando passar no concurso que quero terei a paz mental para largar os remédios………..

    Repito….a fórmula mágica acima me transformou numa pessoa super alto astral……….

    Quanto a libido, continuo me masturbando todos os dias, acho que é psicológico………tome viagra……..já tomei……me senti um ator de filme pornô……….

    Cuidado com os médicos…….sempre procurem uma segunda e terceira opinião……..

    O Zoloft não vale nada……..ele tem outros nomes………ele é perigoso……..não tomem……..vc fica totalmente alienado………

    Gostaria de saber de alguém que já toma fluoxetina há mais de um mês …..vale a pena? Emagrece mesmo……

    Reply
  154. Pedro

    Ariana………..vá a outro médico…………pelo amor de Deus………..

    Lucas………….isso é anabolizante…………..tome viagra…………não tem problema algum……….vc vai se sentir o Rei da Cocada Preta…………….Não tome durateston……………procure outro médico………

    Reply
  155. Pedro

    Ralm…..concordo com vc ….mas é muito difícel controlar nossas emoções…se vc consegue……parabéns…………

    Muito Legal esse forum………..dá de dez a zero em muita terapia que tem por aí………

    E para todos: nunca tome remédio por conta própria…..marque consulta com pelo menos três psiquitras e diga a eles tudo o que vc pensa a respeito da vida….isso é fundamental para um diagnóstico…………de preferência marque consultas com psiquiatras que tenham consultórios bem longe de sua residência…..para evitar fofocas………

    Reply
  156. Pedro

    Patricia………..eu tomei lexapro comprimido 20 mg (dose máxima permitida)…..eu acho que deve fazer mais efeito que as gotas……….procure uma segunda e terceira opinião……….

    Ufa………achei meu fórum de terapias……….esse forum nos ajudará e muito………..isso aqui é uma verdadeira terapia………troca de informações valiosas………….

    Reply
  157. Mimi

    Quero saber se tem alguém aqui que já tomou Lexapro, resolveu o problema e parou de tomar?? Digo, pois tive transtorno do pânico há 6 meses atrás e desde essa época estou tomando o Lexaqpro. Mas antes de ter a minha primeira crise de pânico eu vivia normalmente, com uma ansiedade grande, mas viva bem. De repente comecei a sentir sintomas estranhos, isolados, formigamentos, coração acelerado, pressão na cabeça, até que um dia tive a primeira crise. A crise são todos os sintomas juntos, uma despersonalização horrível que parece que você está possuído ou que seu espírito se descolou do corpo. Enfim… Fiquei arrasada e bastante deprimida depois dessa primeira crise. Com três semanas de Lexapro, eu vivia agradecendo ao universo por existir um remédio capaz de trazer a minha paz de volta, todos os sintomas foram embora, era como se eu tivesse rrenascido. Hoje, tem alguns efeitos que me incomodam: LEvo minha vida normal, trabalho, namoro, faço academia, saio ppra balada, mas facilmente me sinto cansada, como se não tivesse mais aquela energia de antes; outro efeito que me incomoda bastante são os sonhos vívidos, sonho todas as noites desde a hora em que eu durmo até a hora em que acordo e isso me deixa com a sensação de que não descansei, apesar de ter dormido bastante. Enfim… O que eu queria saber era se existe alguém na face da terra que teve depressão ou transtorno do pânico, se tratou por um período com o remédio e se curou???? Alguém que TEVE? E não que TEM. Pq eu já decidi que na minha vida eu TIVE. Quero parar com isso. Me ajudem e boa sorte!

    Reply
  158. Marijose

    Iniciei otratamento com Lexopro 10 mg, quase cai na rua, me pressão caiu e fiquei palida, liguei para o medico,, e estou tomando 1/2 comprimido pela manhã,mas so tem 4 dias. estou muito ansiosa ainda, tenho medo, acordo desanimada, mas a tarde me sinto melhor. mas vou insistir com o remedio, pois quero levantar e ver o mundo de frente e feliz. tenho fé em Deus que vou conseguir. Fiquem com Deus

    Reply
  159. Pedro

    Vc só verá os efeitos no mínimo daqui a duas semanas………….eu continuo tomando e estou ótimo……….pretendo parar somente quando passar no concurso público que tanto desejo a aprovação………..Esse Lexapro é o combustível que acelera meus estudos…….melhora minha capacidade de concentração…………

    Reply
  160. Mimi

    Ah… Outro sintoma indesejável são as sensações de choque que sinto em ligares inesperados, na face, nos membros e até na virilha… Alguém sente isso?

    Reply
  161. Mimi

    Alberti, eu não bebo todos os dias, mas quase todos os finais de semana… E quando bebo, bebo mesmo, desço tudo!!! E adoro!!! Hehehehehe… Não vou deixar de viver e de fazer o que eu gosto pq tive pânico e tomo remédios, não é? Afinal de contas não é esse o propósito de se tomar a medicação? Ficar bem??
    Bjs!

    Reply
  162. Pedro

    Final de semana tb bebo, tipo umas seis latinhas de cerveja,…..aí na hora de dormir tomo metade do rivotril e durmo tranquilo………acordo novinho em folha………..

    Reply
  163. Sylvia

    Olá…
    Meu depoimento vai ser direto e exatamente como aconteceu para que ajude a quem se identifique.
    Há 5 anos atrás tive problemas de casamento, mas isso não me afetou. Tive problemas com meu ex marido, problemas sérios e achei que passava por isso na boa. Com o tempo, fui ficando triste mas sem saber que a tristeza era depressão. De tanta depressão, virou sinsrome do panico. A minha era a vivida sensação de morte por asfixia, enfarto e derrame. dava do nada…estava dirigindo e dava…incapaz de ficar dentro do carro devido as sensaões perfeitas, eu laragava o carro onde estava, transito, bairro e etc. Alguem tinha que ir me buscar urgentemente e me levar ao pronto socorro. Tomava um calmante na veia e dormia..Ate que o medico disse…ela precisa de um psiquiatra, parece-me sindrome do panico pq todos os exames nada consta. Fui…
    Giagnostico, depressão severa seguida de sindrome do panico.
    Entrou com paraxitina, mas meu deu muito sono. Trocou por lexapro 10mg. Fiquei bem um mês, mas neste mes, tive um sintoma e informei o medico. Ele trocou agora para o mesmo mas de 20mg. Vamos ver…
    Sabe, a grande verdade é que virar o jogo está dentro de nós. Deus não é nada mais que fé. E a fé está dentro da gente, deus esta dentro de nós. Não haverá remédio no mundo que nos cure se não olharmos para dentro de nós e termos iniciativa de mudar. Tudo que eu não estava fazendo, eu voltei a fazer na marra! Dançava e tinha largado, voltei e mesmo que prefiro ir para a cama, vou na marra para a academia e quando chegado lá, me arrependeria de nao ter ido. Tudo muda…
    Gente, a superação de nossas tristezas e de nossos medos…medo do medo e etc, só depende de nós. Eu sei que não é facil pq fui ao inferno e voltei …mas fui pq nao compreendia..Quado eu tinha os ataques, eu me desesperava ainda mais e piorava…Controlar foi o melhor…quando atacar, meu conselho é ir caminhar…respire fndo que passa. por vezes percebo que pensar no ataque ou na depressão, faz eles presentes na mesma hora. Não vou tomar todos os dias, vou tomar quando me sentir estranha…pq a gente sente-se diferente.
    O grande segredo é voltar a acreditar que a vida é bela e vale a pena…quando acharmos isto, nosso motivo de felicidade, tenho certeza que é a cura….
    Beijos a todos e bola pra frente !!!

    Reply
  164. Felix

    Pessoal,

    Minhas experiencia com uso de medicação antidepressiva é a seguinte: há 5 anos tive minha primeira crise aguda de depressão e na época tomei citalopram. No início reagi bem e por isso mantive 20 mg do medicamento por cerca de 2 anos. Mas depois de 6 meses de suspensão voltei a ter sintomas de ansiedade intensa, insegurança e emoçao mais aflorada (chorava por qualquer razão). Reinicie o tratamento com Pristiq (desvenlafaxina), mas por conta do preço alto da medicação não estou pretendendo continuar com ela, além do que também não a sinto tão eficaz assim, parece até efeito placebo… Devo voltar ao meu médico em breve, pois estou mto desanimado e inseguro. É provável que eu faça uma experiencia com o lexapro, pois estou precisando de mais ãnimo, concentração e segurança emocional. Quem tomou lexapro obteve melhoras neste sentido? Respondam-me, por favor.

    Reply
  165. max

    tomo seroquel 50mg pristiq 100mg e rivrotril 3vezes ao dia mas nao me sinto sinto totalmente bem. minha vida nao tem sentido ja estou nessa ha mais de 3 anos. tem dia q ate parece q esta bem mas volta tudo de novo.nao faco sexo ha 6meses nao tenho vontade.acho q estou tomando remedidio demais.

    Reply
  166. Rosana

    AMIGOS DA NET!!!
    A VERDADE É UMA SÓ!!!
    SOMOS ESCRAVOS DESSES MEDICAMENTOS… PELOS SINTOMAS QUE SÓ SABE QUEM OS TEM, E PELA TRISTESA DE TENTAR EXPLICAR O NOSSO DESCONFORTO NO DIA A DIA PARA “QUEM NÃO TEM” E ” NÃO ACREDITA EM QUEM TEM.”
    PIOR QUE ISSO É QD ENCONTRAMOS ALGUM PROFISSIONAL QUE NOS FAZ SAIR DO CONSULTÓRIO PIOR DO QUE CHEGAMOS…
    VAMOS REZAR …E ACREDITAR NA FORÇA QUE EXISTE DENTRO DE NÓS PRA ABORTAR DE VEZ ESSE FANTASMA QUE NOS PERSEGUE…
    ABRAÇOS BOA SORTE A TODOS

    Reply
  167. Pedro

    Tome Lexapro, em duas semanas se sentirá melhor…….nunca tome Zoloft, não vale nada………..Tome Viagra,…,já tomei,….é otimo……..

    Reply
  168. Pedro

    Me desculpem, o medicamento que não vale nada é o Lioram (Stilnox, Tartarato de Zolpidem)……….Zoloft nunca Tomei mas sei que é controlado tb.

    Reply
  169. keli

    meu marido toma antidepressivo cloniplamina ele tem sindrome do pamico queria saber se isso pode impedir a gente de ter filho faz mais ou menos 8 anos que ele tem a sindrome mas esta contolado sera que isso prejudica a fertilidade me ajudem

    Reply
  170. maria

    Tomo Lexapro há 8 meses. Ele é uma maravilha MAS acaba com o apetite sexual ! O meu marido: lindo, sexy e carinhoso tá sofrendo, coitadinho ! E eu, como aquele lindo ao meu lado e sem desfrutar…é cruel ! Um

    Reply
  171. Ana Maria

    Gente, o Donaren engorda? E o Cymbalta tira a libido? Meu médico associou os 2 e estou insegura.

    Reply
  172. Emília

    Olá,
    Foi-me receitado Lexapro 10mg. Achei-o caro, como muitos de vocês.
    O farmacêutico disse que o genérico do Lexapro (Oxalato de escitalopram) é a mesma coisa, só que 30,00 reais mais barato.
    Alguém sabe se o genérico é mesmo igual ao medicamento de marca?
    Obrigada.

    Reply
  173. Augusto

    Tomei lexapro por 3 anos de 2007 a 2009, não tive nenhum problema, ou a minha ansiedade e depressão era tão forte que qualquer melhora me deixava feliz. parei com medicamento pois ja me achava curado. Infelismente fiquei desempregado todo ano de 2010, minha esposa teve cancer de mama, meu pai Avc, ou seja, muita coisa negativa,que acabou me derrubando de novo. Voltei ao psiquiatra e ele me receitou Exodus, depois de 30 dias pedi para trocar pois não senti melhora, voltei com lexapro a qual estou tomando ja fazem 28 dias. O problema maior é a sonolencia e boca amarga, espero que com o tempo so fique a coisa boa.Boa sorte a todos.

    Reply
  174. viviane

    tenho sintrome do panico e depressão a 3 anos. Tenho medo de tomar remédios,acho que vou ter uma reaçao alergica ou vou ter alguma coisa no coração, tenho medo de comer algumas coisas. tomava lexapro, rivotril e donarem. parei de tomar o lexapro porque estava bem melhor.
    Tomei um antiinflamatório para a garganta e fiquei cheia de placas no corpo,orticárias, foi aí que voltou meu panico. fui ao alergista e ele me passou um remedio, celestamine fui ao psiquiatra e ele me passou novamente lexapro. hoje tomei os 2 juntos estou morrendo de medo de passar mal,fechar minha glote,ficar sem ar. estou com muito medo. um médico alguém q tenha o conhecimento e entenda do q estou falando por favor me ajude.

    Reply
  175. Daiane

    Estou tomando fluoxetina de 20mg a três meses e ainda estou sentindo efeitos colaterais, tipo tremedeira, muito nervosismo ,muito sono, e melhora do meu estado não tenho sentido.Não saio na rua ,vivo dentro de casa, sindrome do pânico.Gostaria de parar o remédio pois os efeitos colaterais é muito grande e não sinto melhoras. Minha consulta só é no dia 28.

    Reply
  176. Julio

    Eu tomo lexapro, não perdi nem um pouco a vontade de fazer sexo, porem, demoro horas pra gozar, o que é bom por um lado, + por outro lado é péssimo.
    Meu amigo tb toma, e segundo ele acontece a mesma coisa.

    Reply
  177. Roberto

    Tomei lexapro de 10 mg durante tres anos. Estava em depressao devido muita pressao no trabalho, faculdade e pre disposicao genetica. Durante os primeiros dias senti muita dor de cabeca. Apos este periodo de 10 dias aproximadamente, passei a me concetrar melhor, pois fiquei mais calmo. Durante esses anos a depressao sempre voltava, o medico foi aumentando ate chegar a 20 mg. Suportei a vida por mais tres anos, decidi sair da empresa ao qual eu era chefe, retomei as redeas da minha vida montando um negocio. Dessde o dia que sai empresa parei de tomar o medicamento. Descobri que o panico estava relacionado a minha infelicidade com o trabalho. Hoje estou bem, ptocuro ser feliz cm as coisas boas que a vida tem a oferecer. Procuro nao deixar os pensamentos depressivos voltar. Nao quero ficar mais ausente como fiquei durantre esses tres anos.

    Reply
  178. Marie Haddad

    Olá pessoal, tomo Valdoxan há 1 ano mas agora meu médico resolveu mudar para o Lexapro, pois parece que o Valdoxan não está mais funcionando, estou muito depressiva, com uma nuvem cinza constante na minha vida…pode ser que a depressão tenha voltado pq estou passando uma fase muito difícil…não sei…já tomei fluoxetina e tive anorgasmia, será que corro o risco de ter esse efeito colateral com o Lexapro também? Ambos são inibidores da recaptação de serotonina, portanto acho que possuem o mesmo mecanismo de ação, não é? Com isso, os efeitos colaterais são os mesmos? Qual a diferença entre eles? Agradeço respostas :-) Marie. Email: marie_haddad2000@hotmail.com

    Reply
  179. Henrique

    Nossa quanta gente aqui, eu acho que o ideal é as pessoal que tomam o LEXAPRO ou outro medicamente falar como estao se sentindo com o remedio se ele é bom e etc. Tomo faz uns 20 dias nao senti os efeitos ainda, tomo em gotas começei com 5 e estou com 7 gotas agora. O meu psiquiatra falou que o lexapro quase nao tem interação medicamentosa e pode beber devido aos poucos efeitos colaterais ele é bastante usado em pessoas idosas que tomam diversos remedios como para pressao, diabete e etc.

    Reply
  180. Fábio Pimentel

    Pessoal, estou tomando Lexapro desde meados de agosto. Estou me sentindo muito bem. Estava super ansioso. sinto que ele me deixa mais tranquilo, reduz os pensamentos invasivos e consigo ficar mais focado nas minhas coisas. O unico problema que senti e parece estars e resolvendo é em relação à libido. eu estava sentindo pouca vontade de praticar sexo, agora sinto uma melhora. Meu apetite tb ficou mais contido, porém, ando sentindo vontade comer mais bobagens que antes. Eu não engordei. Outra coisa: as vezes eu bebo, na balada. Não percebo muita diferença na hora, mas a ressaca no dia seguinte é pesada. Quem tb se utiliza do medicamento e quiser trocar idéias, deixo meu e-mail: fabiopimentel@live.com

    Reply
  181. MAGOO -

    Estou com ansiedade e o medico me receitou pondera 20 mg. Temo que tal medicamento possa fazer mal para o figado. Tomo o remédio ou não?

    Reply
  182. malu

    Então, eu gostaria de dizer o seguinte.. eu não consigo ter certeza se tomei o frontal hj ou ainda não e digitei a sugestão para ler algo sobre descontinuação do remédio, pois na bula não tem obs sobre isso. Apareceu seu tópico, não posso deixar de comentar :..e se fosse um anjo testando a sua bondade e deu-lhe um alerta sobre o cigarro…fique atento!!! pense nisso. Minha mãe deu-me um livro que chama “cura pela missa” que ficou 20 anos na gaveta sem nem abrir, e outro dia ..1 pagina por dia eu o li, e hj , estou colocando o que é importante na ordem correta das coisas e eu posso dizer isso!!! A paz é uma situação maravilhosa para alguem muito mais muito ansioso…
    abs a todos

    Reply
  183. janda

    comecei a tomar hoje.
    estou mole,não consigo chorar,e nem trabalhar.
    tanto faz a agua correr para baixo como para cima,
    vamos ver amanha se melhoro,porque não tenho vontade
    de cozinhar,de fazer nada.
    tomo rivotril a noite,mas naõ sei se vou dormir,porque estes remedios de
    depressão costuma tirar meu sono.
    depois volto aqui e falo.

    Reply
  184. janete

    oi pessoal tomo exodus, a quase um ano ainda tenho recaida, mas sei que do estado que estava melhorou muito mas não tudo, porque a psiquiatra falou que leva tempo para sair da depressão pos perda de um ente querido. gostaria de saber com quanto tempo a pessoa melhorou total da depressão pos perda de um ente querido, que e a pior dor do mundo.

    janete, quero trocar ideia com alguem, e boa sorte para todos

    Reply
  185. Ida

    Ola a todos
    Na noite do Natal de 2011 sofri a perda de um ente querido e isso desencadeou uma depressão e ansiedade muito fortes em mim. Uma dor insuportável tomou conta de mim. Procurei o psiquiatra que me indicou o exodus só que tenho pânico de tomar remédio e então comecei com 5mg. O médico disse que não faria efeito nessa dose e trocou pelo lexapro para que eu pudesse aumentar a dose aos poucos e agora estou com 7 gotas.
    Continuo um pouco ansiosa e me sinto deprimida ainda, principalmente pela manhã. Não sei definir o que é de fato, efeito do lexapro ou o que é da minha ansiedade, pois cada vez que tomo o remédio fico com muito medo. Sinto tremores, fraqueza, sensação de estar anestesiada. O médico me disse que deveria tomar o rivotril, mas quem disse que eu consigo?
    Além de ter que lidar com as sensações ruins, sei que o que atrapalha o meu tratamento é o medo do remédio. Mesmo assim não penso em desistir pois sem o remédio eu estava muito pior.
    A fé e as orações ajudam muito nessas horas.
    Boa sorte a todos vocês!

    Reply
  186. janete

    Ida me manda seu imail, porque dia 16/01/2011, minha mãe faleceu . quando foi no final de fevereiro e inicio de março cai com depressão e ansiedade, assim nos poderiamos conversar.

    boa sorte, espero resposta.

    Reply
  187. clara regina

    Meus caros companheiros da neura…há anos sofro de pânico…já procurei diversas formas de tratamento para evitar tomar remédio, pois meu pânico tb é dirigido contra o uso dele. Me parece, aliás tenho plena convicção de que cada remédio que tomo é uma espécie de veneno, cujo efeito colateral vai me levar a óbito. Ao longo dos anos acumulei gavetas cheias de remédios compraddos, cujas embalagens NUNCA foram sequer abertas, muito já ultrapassaraam sua validade. Minha razão me diz que preciso do remédio prá melhorar, mas na hora de abrir a caixa, o médico não está do meu lado prá “me socorrer” então a emoção chega às raias do desespero, chego a chorar com o remédio na mão e finalmente desisto e o guardo na gaveta junto com os demais. Hoje consigo tomar o rivotril 0,5 mg – nada mais que isso e minha psiquiatra receitou o lexapro 10mg comprimidos. A caixa foi comprada há uma semana, está sobre meu criado mudo fechada. Olho pra ela e tento achar coragem, mas ela não vem. Me digam que não vou morrer se tomar este remédio. Abraços e saúde a todos.
    meu email: clararegina8578@hotmail.com

    Reply
  188. Ida

    oi, Janete, sinto muito pela sua mãe…sei como se sente, é muito, muito difícil.
    podemos nos falar pelo facebook?
    se for possível para vc, lógico…assim não deixo meu email aqui por causa de spam.
    Ida Terossi
    te aguardo, vamos conversar

    Reply
  189. marfisa

    parei de tomar cerveja as17hs e agora já é 1hora da madrugada já domi e agora estou sem sono sera se eu posso tomar rivotril?

    Reply
  190. Luiza melo

    Tomo lexapro a pelo menos 5 anos , é um otimo remédio , me senti ótima , mas infelizmente ele engorda muito mesmo ! Engordei pelo menos 15 kg e agora como estou na menopausa começou a subir a pressao , estou diminuindo a dose de 10 mg para 5 e sinto que a libido já melhorou e o orgasmo tAmbem . Ainda estou sentindo ansiedade , creio que vou precisar desta dose de manutenção . Mas ele engorda mesmo todos os médicos sao unanimes . Faço exercícios e para sair dele vou tomando 2 gotas de rivotril

    Reply
  191. Ana Claudia

    Comecei a tomar o lexapro a 1 mês, melhorou bastante a minha depressão,porém tenho sentido muita fome e muito sono, além da perda do desejo sexual. Alguém também teve esses sintomas?

    Reply
  192. Patricia

    Ja tomei o lexapro por dois anos,mas um dos meus problemas na depressao, é que quando melhoro paro de tomar os remedios.Ano passado meu marido se matou,me deixou cheia de dividas e sozinha nesse mundo, e o medico disse que o lexapro era otimo, mas meu organismo ja tinha se acostumado com ele.Hoje tomo fluoxetina pela manha e Donarem a noite, so que preciso de tres pra me fazer dormir!!!Engordei tambem,mas nao sei se isso tem alguma relaçao com o remedio, acho que tem mais a ver é com a nossa cabeça depressiva, que poe tudo pra baixo!!!!

    Reply
  193. Ricardo

    Tenho tomado Escitalopram há quase um ano. Um término de relacionamento me deixou muito mal, a ponto de perder mesmo o gosto de fazer as coisas que eu gostava, a sensação de fracasso era enorme devido a vários motivos. Fiquei mal no trabalho, fiquei mal em tudo. Finais de semana ficava em casa, deitado, dormia direto. Não tinha vontade de sair, de ouvir música, nada eu tinha vontade. Barulhos me irritavam, pessoas me irritavam. Na pior fase eu cheguei a ficar assim 3 meses direto. Meu irmão que é médico me receitou EXCITALOPRAM 10 mg, e coincidência ou não, comecei a me reerguer. Ajustei mida vida espiritual, passei a ler mais e a seguir o espiritismo. Por sugestão do meu irmão, fui procurar uma especialista pois a especialidade dele não é psiquiatria. Ela sempre que pode “esquece” e me receita escitalopram de 20 mg, o qual só existe o Lexapro e no qual me recuso a pagar R$ 260,00, quando o genérico faz a mesma coisa por R$ 64,00. O certo é ela me receitar duas caixas de 10 mg para poder comprar o genérico sem problemas.

    Bom, não fico satisfeito em ter precisado de química para me levantar e tenho dúvidas se realmente foi o remédio que me levantou ou, caso eu não tomasse nada, me recuperaria sozinho… Leio tantos assuntos que não confirmam a existência da tal “química” do cérebro, no qual esses remédios teriam a função de substituir… Podem pesquisar. O assunto é polêmico.

    De qq forma, me sinto bem hoje, mais forte, não sei se por minha forma de viver que mudou muito, meus pensamentos estão mais sólidos depois que passei a estudar a doutrina espírita e a entender mais o ser humano como um todo. Aceitar o quanto somos falhos e o quanto de gente ruim e falsa existe por aí e o porque. Aceitar não significa conviver, quando percebo certas coisas, prefiro me afastar e me sinto muito bem assim.

    Com relação a libido, posso afirmar: Detonou a minha. Por um lado estou mais calmo, e isso é bom, mas por outro, não to me esforçando muito para arranjar uma nova companheira, apesar de sentir muita falta de uma… Não falta sexual mas sim da companhia mesmo.

    Enfim, será que realmente existe eficácia nesses remédios? Será que parar de repente causaria muito estrago? Alguém poderia relatar alguma experiência com relação a isso? Alguém já parou depois de uma ano de uso?

    Boa sorte a todos nós! Se alguém quiser trocar experiências podem me escrever. (etejkeletronica-geral@yahoo.com.br)

    Reply
  194. Gabriela

    Pessoal o lexapro já foi testado e é vendido como oxalado de escitalona, algo assim, peçam ao psiquiatra é seguro comprar genérico mas só existe na versão de 10 mg, eu tomo 20 mg de manhã e três topiramatos e um rivotril à noite.
    Fiquei 15 dias internada em um clínica meu pai morreu de cancer, na minha frente, durou menos de um mês, deu metastase e ele se foi. Agradeço a Deus pelo sofrimento curto, mas isso de forma consciente, mas os sentimentos geralmente nos dominam não é mesmo?
    Por isso ao cair a ficha fui internada pois tentei me matar. Tomando a cartela toda de rivotril, agora faço duas terapias por semana com psicologia especialista em luto e um vez por mês passo com o psiquiatra mas posso ligar a qualquer hora do dia ou da noite.
    Tenho suporte 24 horas.
    Mas não tem sido fácil, também tomo lexapro, mas do genérico.
    Senti uma melhora, a angústia não pega tão forte, mas em relação ao sexo fica mesmo complicado, não consigo chegar ao orgasmo, minha mãe toma e conversamos sobre isso, ela disse que é possível mas com muita dificuldade.
    Continuo tentando.
    Quem quiser conversar, segue meu email
    gabrielapurificacao@gmail.com

    Reply
  195. Paulo

    Eu tambem tomo Lexapro e por isso gostaria de me colocar aqui para quaisquer duvida.
    Ja tomei outros como, anafranil, rivotril, sertralina, fluoxetina, frontal, lexotan, bromazepam, e mais uns par deles.
    Quaisquer informacão, só me procurar
    cesar.ituano@gmail.com

    Reply
  196. Silvia

    Ana Claudia tudo bem?
    Tomo lexapro , para transtorno Ansiedade , desde fevereiro 2012, tenho dito tb muita fome e sono…..Engordei 2 kg.Será que mais alguem apresentou este sintoma??? Bjs

    Reply
  197. Angela

    Cris, se eu puder te ajudar, mas faz tanto tempo que deixou esse comentário que não sei se entra para saber respostas, se entrar e quiser conversar me procure, vou deixar aqui o endereço de meu website, bbgsexy.webnode.com, minha mãe toma esses remédios e tenho muita experiencia com eles. Um abraço a todos.

    Reply
  198. Rejane

    Boa tarde me chamo Rê fui ao psiquiatra e ele diagnosticou ansiedade e pânico me passou lexapro de 10 mg e rivotril de 0,5… que eu tomasse 5 gotas de rivotril a noite e de manhã tomasse 10 gotas de lexapro com 2 gotas de rivotril td junto, mais confesso que ainda não tomei fiquei com medo depois de ver tantos efeitos colaterais nossa…parece que a pessoa fica mais ansiosa ainda e hje tomo pantoprazol para o estômago n sei se esses remedios podem ser tomados juntos, só sei de uma coisa esses remedios é de lascar viu vc tenta ficar boa e eles dão essa rebordosa vou me segurar com DEUS e ter muita Fé nele ai sim vou me curar de todo esse mal chamado problemas de cabeça ( falta de fé ) e as outras pessoas tambem deveriam fazer a mesma coisa…boa sorte á todos vcs..amém

    Reply
  199. Sheilla

    Gente, depois que eu começei tomar lexapro eu comecei sentir sensação de choquinho na região da virilha. Alguém mais sente isso?

    Reply
  200. josenildo

    Gente eu não sou dependente químico. tenho 15 anos, e tenho certeza que deve ser muito ruim usar droga. e também sair delas.
    eu achei esse siti por que, estava fazendo uma pesquisa de escola. sobre depoimentos de pessoas que usavam drogas e se livraram disso através do esporte.
    Achei muito interessante por que ainda á muitas pessoas que se importam com os dependentes químicos. quem quiser falar comigo é só me acessar: msn- josenildo@yao.com.br. e que Deus esteja com vosco.

    Reply
  201. adriana

    Eu tenho pânico e depressão. Já estou tratando há 3 anos, melhorei muito com o lexapro 20 mg +remeron 15mg a noite, mas engordei muito e a libido ficou muito ruim. Então já tentei vários remédios, depakote, não me dei bem, caiu meu cabelo, depois paroxetina perdi a fome, mas perdi a libido e tive insônia. Depois de mais de 1 ano com lexapro + remeron, troquei o lexapro pela sertralina para emagrecer, aí consegui emagrecer, mas a pouco libido que eu tinha acabou de vez. já tentei pristiq e me deu ataque de pânico. Amanhã vou no psiquiatra, e vou pedir para trocar para bupropiona que li relatos de que aumenta a libido. Estou muito triste porque quando ajuda na depressao, por outro lado acaba com alibido. Continuo tentando achar a combinacao perfeita!

    Reply
  202. Luis Zenon

    Depois de ler os depoimentos aumentou minha dúvida em relação à começar o tratamento com o Lexapro. Estou com a receita na mão mas não estou convencido a começar a tomar. Talvez por que eu não estou sentindo que preciso tanto assim de algo para me “levantar”, sei lá, claro que se eu me sentisse muito mal por muito tempo, não teria dúvida, mas no meu caso acho que dá para levar a vida bem sem tomar nada.

    Reply
  203. Beto R

    Eu comecei a tomar o Lexapro a 3 dias e estou me sintindo meio enjoado e bocejando muito. Sabem dizer em quanto tempo esses sintomas desaparecem ?
    E nos finais de semana gosto de tomar uma cerveja com minha esposa.Será que pode ?
    Quem puder me ajudar as perguntas fico grato.

    Reply
  204. Mauricio

    Bom Pessoal ,tbem tomo lexapro ,tomei por 2 anos e meio depois parei sem problema,fiquei mais 2 anos e a crises voltaram tomei mais 1 ano e meio pareio de novo fiquei mais 1 ano sem ,agora tive recaida e voltei a tomar,sindrome do panico e ansiedade é assim mesmo,vai e volta sei disso pois ja a 10 anos que sofro deste mal,quanto a preço ele é caro mesmo ,MAS QUEM TIVER QUE COMPRAR LIGA NO LABORATORIO E FAZ UM CADASTRO LA E CONSEGUE DESCONTO ATÉ DE 45% ,QUANDO FOR COMPRAR NA FARMACIA DIZ QUE É CADASTRADO E AI PAGA A METADE,qto ao libido isso não tem como escapar vai ter que trabalhar isso,mas resolve sim com um produto natural chamado tribulus terretris 250 mg por dia é natural ,ta,só nao pode tomar quem tem pressão alta,pois é vaso constritor.Abraço a todos

    Reply
  205. Mauricio

    Beto R
    Nada de bebidas com alcool ,vc pode tomar a cerveja sem alcool como eu,caso queira melhorar.
    Estes efeitos que vc falou passam no maximo em 3 dias ai depois vc nem lembra que tomou o remedio.
    Abraço

    Reply
  206. Isadora

    Gente,

    alguém tomou o lexapro e NÃO perdeu a libido???? Pq eu estou ficando apavorada… Tomei zoloft e, apesar de ser maravilhoso, acabou com a minha libido. E aí a médica passou lexapro…. mas agora estou pensando em nem comprar…. Para piorar, além de fazer perder a libido, ainda engorda?????

    O remédio em mim é para aumentar minha tolerância e suportar melhor as pessoas… Se eu tiver esses efeitos colaterais, sinceramente, vou preferir minha intolerância….

    Reply
  207. Diego

    Diante tantos relatos pelo uso do medicamento que por vezes nos tornamos escravos deles, “resolve ou não resolve ?” Depende de cada caso e sua adaptação, se o seu organismo irá responder de forma positiva ou não, somos ratos de laboratório! E assim, quem sofre desses sintomas que a sociedade considerada “normal” não consegue enxergar (até que molhe a bunda deles), vamos tentando sobreviver com o uso de drogas para se readaptar. Infeliz do brasileiro que já está infeliz devido a doença, e fica mais infeliz em ter que pagar preços abusivos de tais medicamentos. Lamentável BRASIL !
    Aquem realmente estiver precisando e faz uso contínuo do Lexapro 20 mg, mande um email , tenho algumas caixas sobrando, diegotavaresss@hotmail
    Fiquem em paz e melhoras a todos nós!

    Reply
  208. Liah

    Pesquisando sobre Reconter – Escitalopram achei esse blog… que virou um cantinho de desabafo e experiências.
    Faz 4 dias que tomo meio comprimido de reconter 10 mg… estou pensando em fazer um teste por um tempo e ficar sem tomar remédio nenhum…

    Há semanas tomava apenas donaren, mais a médica receitou mais o lioram antes de dormir e Pistriq durante o dia, já não foi experiência boa com o Pistriq no passado, mas tentei novamente por 10 dias, foi horrível a experiência, tive um colapso nervoso, emocional, explodi!!!! Surtei de ansiedade, de raiva, de tudo, perdi o sentido para viver…

    depois desses 10 dias de exaustão, de ansiedade, numa sexta cansada dormi sem remédios, e fiquei por 7 dias sem remédios e consegui dormir, mas estava ansiosa, e a médica receitou reconter, nesse intervalo sem remédios, eu senti um otimismo puro, um impulso de energia que fazia tempo que não sentia.

    04 dias com reconter, e me sinto meio marionete, durmo sem problemas e sono pesado, vou testar parar a medicação, contrariando dois médicos, que me disseram não parar…

    Acho que meu corpo tá pedindo um tempo de desintoxicação… Mas se acontecer o primeiro choro, crise de desanimo, nervoso, insônia, volto para o remédio humildemente…

    Começarei a fazer terapia com psicólogo e vou começar aprender uma dança que sou fascinada… vou viver, achar o sentido perdido!

    Reply
  209. Rossana

    Comecei a tomar lexapro 15 mg há 2 meses e meio por conta de crises de pânico. Emagreci 2 kg em um mês. Passei a tomar o de 10 mg pois estava com muita ansiedade pela manhã e dificuldade pra dormir, mesmo tomando rivotril o,5 a noite.
    Continuo tomando, mas ansiedade não passa. Acordo todos os dias com o coração ” a mil”, com dor de barriga…
    Não sei o que fazer, será que devo diminuir a dose? Alem de que continuo sem vontade de comer, acredito que devido a ansiedade.

    Reply
  210. Cattrinna

    Tomei fluoxetina para depressão durante uns quatro anos. Carbamazepina durante uns 6 meses, e sertralina durante uns 8 anos. Com a fluoxetina e a sertralina comecei a falar muito o que o Psiquiatra chamou de virada para hipomania. Agora ele me receitou Lamotrigina (Lamitor) e para minha grande surpresa depois de usn dois meses tomando 50 mg, ao passar para 75 mg , ou combinando com a sertralina o medicamento provocou um aumento da libido bem acima do normal. O mais incrivel é que não encontrei nada sobre isto nas minhas pesquisas na Internet.

    Reply
  211. dolores

    olha eu já fiz uso do lexapro, e não me adaptei… antes de toma-lo estava muito despressiva e depois que tomei fique muito ansiosa, tive nauseas fortes, assustava com tudo e muito tremor. Um psiquiatra falou que o lexapro é um remédio de ponta, mas que quando a pessoa não se adapta, não adianta insistir porque geralmente não dá certo e que neste caso é melho mudar de medicação. hoje não estou tomando nehum medicamento, tem dias que estou bem, tem dias que estou mal. vou levando, quando estou ruim penso que vai passar, sempre passa. tudo começou quando tomei uma injeçao para dor de cabeça que tinha um analgesico que sempre tomo e um remedio para enjoou. acho que foi este remedio para enjoo que me fez muito mal.

    Reply
  212. PATRICIA

    COMECEI HA DOIS ANOS COM SINDROME DO PANICO, A QUAL SO FOI DIAGNOSICADA COMO TAL HA 4 MESES…PASSEI POR 8 MEDICOS, DE GINECOLOGISTA, ORTOPEDISTA A NEUROCIRURGIAO…COM A CRISE DE PANICO EU ENTORTAVA A COLUNA E TRAVAVA, FICAVA DESESPERADA E SENTIA Q IA MORRER!!TUDO INDICAVA UM PROBLEMA DE COLUNA OU NEUROLOGICO!!! UMA ENDOCRINOLOGISTA ME INDICOU LEXAPRO DE 10MG PARA COMECAR E LOGO NO COMECO QUASE DESISTI…ME DAVA TONTURA, VISTA EMBACADA E EU FICAVA MAIS APAVORADA AINDA!! ELA ME PEDIU PARA INSISTIR COM O MEDICAMENTO POIS SERIA MUITO BENEFICO PRA MIM. HOJE TOMO 20 MG POR DIA…E ESTOU CURADA!!!VOLTEI A VIVER NORMALMENTE, CONSIGO SAIR DE CASA SEM MEDOS E NAO FACO MAIS ACUPUNTURA, RPG E TUDO MAIS PARA A COLUNA E NUNCA MAIS TIVE DORES!! O UNICO PROBLEMA FOI QUE JA ENGORDEI 7 KILOS NESTES 4 MESES!! A MEDICA ME DISSE QUE ALGUMAS PESSOAS ENGORDAM MESMO…MAS COMO AGORA ESTOU TAO BEM ACHO QUE FOI ENTRAR EM UM REGIME!!! TODOS VCS QUE ESTAO COM SINDROME DO PANICO, TOMEM LEXAPRO!!!ABC, PATRICIA

    Reply
  213. Elaine

    Oi pessoal tenho 38 anos e a dois anos atrás comecei a ter muita falta de ar,fiz varios exames,fui a vários médicos,passei a não ter vontade de fazer mais nada.Até que fui a uma médica que me receitou o Lexapro(comprei o generico,mas só o da Biosintética foi bom).E o resultado foi excelente,em alguns dias voltei a sorrir, sair,ter uma vida normal.Ah tomava tbm rivotril antes de dormir.De uns tempos pra cá parei de tomar,pois a medica que me receitou saiu da clinica.Resultado:Estou tendo serios problemas de novo,pânico,falta de ar.Estou até fazendo uso de bombinha para asma.Quero meu lexapro de volta.Pra mim fez efeito espero que ajude vcs!!!

    Reply
  214. Sandra

    Olá pessoal,
    ler estes depoimentos tem me ajudado bastante. Gostaria de trocar experiências sobre o lexapro.
    Em 2009, diante de uma situação desafiadora e nova comecei a ter sintomas de depressão. Fui internada por 7 dias com fortes dores abdominais, diarreia e vomito. Após duas semanas tomando sertralina tive uma melhora, mas um mês depois tive uma recaída e o médico aumentou a dose, depois de alguns dias me senti melhor e assim foi até a retirada completa do medicamento em dezembro do mesmo ano. Antes desse episódio eu havia passado por experiências dolorosas como por exemplo a morte de meu pai. Já algum tempo percebo que sempre quando estou diante de situações desafiadoras, principalmente quando vou ser avaliada, crio um mecanismo de fuga, sinto desconforto gastrointestinal e crises de ansiedade. Hoje tenho 31 anos, tenho um filho de 5 anos e um marido que é um grande parceiro. Estou novamente com os sintomas e o médico indicou novamente a sertralina, mas os efeitos colaterais foram insuportáveis e depois de ir 3 vezes para o PS o medicamento foi substituído pelo lexapro. Comecei a tomar em 2 de outubro 5mg, senti enjoos, diarreia, mas bem mais leve que com a sertralina. Com 15 dias a dose foi aumentada para 10mg e com 21 dias os efeitos colaterais sumiram e comecei a me sentir melhor. O problema foi que quando completou um mês com o lexapro tive uma recaída forte, e com sintomas físicos tbm (que o médico acredita não ter relação com o remédio). Agora estou há 2 dias tomando 15 mg. Gostaria que me relatassem como foi o processo do ajuste da dose com vcs após uma recaída. Sei que preciso de terapia para ajudar na recuperação. Muita saúde à todos!

    Reply
  215. MARTHA SYLVIA O. DA FONSECA

    Oi!Como podem perceber ,são 05:51h, a insônia não me dá trégua.Faço uso de bup 300 mg/dia,agomelatina(valdoxan) 50 mg/dia e donaren 50 mg à noite(tem que ser tomado bem cedo da noite,senão ,vc não descansa ,para trabalhar no outro dia(sou médica-cirurgiã-obstetra há + de 20 anos, e tenho 47 anos).
    A última crise (vinha bem por 3 anos só com 150 mg de bup) vem há exatos 12 meses,quando presenciei um infanticídio no meu plantão de pronto-socorro no Natal do ano passado.A melancolia se instalou e daí pra pior.E nada melhor do que se descobrir traída com uma moça de 21 anos (conheci o fato agora em setembro)para piorar o quadro clínico (cheguei a abandonar o trabalho).Não sou feia por fora,tenho o corpo aceitável,levo cantadas;mas ninguém suporta alguém melancólico tds os dias ao seu lado.Não estou desculpando ninguém,mas é muito difícil para a família aguentar as oscilações de humor e o nosso enclausuramento.
    Agora , resolvi estudar Psiquiatria e tentar entender quais as substâncias que me faltam.Acho, que arranjei uma ótima terapia,além da Psicoterapia,que insisto em adiar (já fiz antes e … ) . E vamos acreditar em DEUS acima de tudo,porém sem fanatismo,pessoal.Um Feliz Ano Novo!!!
    Martha.

    Reply
  216. fabio

    gente, vcs não estão vendo que estão se identificando com as doenças, é só ler a maioria esmagadora dos relatos pessoas que se identicaram com o sofrimento das outras. isso é uma armadilha, vcs estão deixando a suas mentes se alimentar dessa identicação, vcs não podem se identificar com a depressão como se ela fosse parte de vc, o pensamento de vcs está condicinado se alimentar de uma mente depressiva e ele é argiloso sempre vai tentar trazer vcs denovo para a sensação de depressão poque é assim que seus pensamentos e sensações negativas podem sobreviver. tente encontrar meios, infomações, livros, etc. para não se identicar. vcs não são os pensamentos que possuem, vcs são mais que isso, seus pensamentos são apenas uma parte de vc.
    Quanto mais o seu pensamento se identicar com a depressão mais ele vai agir para que vc não sai dela pq é assim que ele se alimenta e sobrevive.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>