Quem era o líder dos Beatles?

É engraçado que quase todo mundo que fala dos Beatles se refira a Lennon como o líder, ou a McCartney, como querem os revisionistas.

Eu acho que a questão não é tão simples.

A banda foi iniciada por Lennon, e ele foi, certamente, a figura de frente da banda por muito tempo. Durante a “segunda fase” dos Beatles, McCartney era claramente o motor da banda; era quem coordenava, quem praticamente produzia ao lado de George Martin. Eram suas as iniciativas. Foi ele quem manteve o grupo unido, e sua ascensão como compositor levou os Beatles à sua fase mais criativa. Foi dele, por exemplo, a idéia do Sgt. Pepper’s, o disco mais influente de todos os tempos (e de gafes monumentais como o filme Magical Mystery Tour).

Mas isso não quer dizer que um deles fosse necessariamente o líder.

Eu costumo comparar os Beatles à monarquia inglesa. Havia um rei, Lennon, que não governava mas era, decididamente, a liderança moral da banda. Havia o primeiro ministro, McCartney, o sujeito que efetivamente tomava conta da administração. A Câmara dos Lordes, personificada por George Harrison. E a Câmara dos Comuns, o velho e bom Ringo.

Mesmo essa classificação, no entanto, é falha, esquemática. A verdade é que os Beatles eram uma democracia. Só isso.

6 thoughts on “Quem era o líder dos Beatles?

  1. Não sei se havia exatamente um líder, mas a grande personalidade dos Beatles, com certeza, era o John Lennon. E foi exatamente isso que, infelizmente, motivou a sua morte, pois quem o assassinou o fez com a intenção de se promover. Fábio Pacheco dos Santos.

  2. Daniel Oliveira nao concordo contigo,john começou a banda sim (e convidou paul,mas sem paul nunca os bealtes seriam iguais,pense quantas musicas incriveis paul fez) ,mas quem terminou…foi Paul Mccartney,isso mostra que na verdade no inicio era o john mas com o paul nunca ficando para tras.Tu pode notar isso até mesmo nas composiçoes,paul sempre compos muito bem,e se for ver paul tem mais composiçoes dentro dos bealtes doq john sao 60 e tantos de paul contra 50 e pocos de john (claro q todas sao assinadas lennon/mccartney mas nao era bem assim).e no final da banda entao era muito evidente,paul fazia capas dos albuns,e tudo mais,abraço

  3. perfeito o q nosso amigo falou no inicio:
    “Havia um rei, Lennon, que não governava
    mas era, decididamente, a liderança moral da banda.
    Havia o primeiro ministro, McCartney, o sujeito que
    efetivamente tomava conta da administração. A
    Câmara dos Lordes, personificada por George
    Harrison. E a Câmara dos Comuns, o velho e bom
    Ringo”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.