Jayson Blair na Inglaterra

Não sei o que foi feito de Jayson Blair, aquele sujeito que plagiou seu caminho no New York Times. Nunca achei o sujeito tão mau quanto o pintaram, porque imaginação, ao contrário do que os manuais de redação insistem em dizer, no meu entender é fundamental para o jornalismo (o Bia vai me matar por isso). O jornalismo já deu tantos grandes escritores.

Mas o hábito de surrupiar coisas na internet está se espalhando entre os jornais de todo mundo. É diferente de pesquisa: o exemplo citado aqui ultrapassa os limites de canalhice, porque roubam informação, idéia e execução, tudo junto.

Sempre disseram que a internet e, mais recente e especificamente, os blogs iriam transformar o jornalismo. Só não dá para saber se era essa a transformação desejada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.