Estagiários

Um dia uma estudante de publicidade foi até a agência onde eu trabalhava se oferecer para um estágio.

Me mostrou um portfólio ruim. E, sem que eu lhe tivesse feito qualquer proposta, fez questão de dizer que não faria estágio não-remunerado.

Achei tão engraçado.

Não apenas porque as pessoas gastam centenas de reais por mês numa faculdade que vai lhes ensinar, muitas vezes porcamente, o básico da profissão, e só porque aprenderam uma tal de teoria das cores se acham no direito de exigir pagamento para fazer um estágio, que é basicamente apenas um curso intensivo, e muitas vezes melhor.

Mas principalmente porque essa situação gera um problema: por serem remunerados, normalmente esses estagiários acabam se tornando funcionários mal pagos. Ninguém simpatiza muito com a idéia de pagar para ensinar. E isso é ruim para todo mundo: para eles, para a agência, para o mercado.

Mas a dialética das coisas às vezes é incompreensível.

(Atenção, Nizan Guanaes: eu pago por um estágio na DDB de Londres. Topas? )

Leave a Reply

Your email address will not be published.