Notícias estranhas em um blog esquisito (XIV)

Os hermanos lá de baixo entendem tudo errado.

Em vez de perder tempo com aquela igrejinha boba feita para Maradona, cuja única parte verdadeira deve ser aquela que diz “do pó ao pó”, eles deveriam adorar o padre José Mariani, que em sua autobiografia recém-lançada confessou uma série de ligações sexuais com mulheres, além de uma relação gay frustrada.

Mariani tem 77 anos e é um exemplo para todos os padres. Principalmente os de Boston.

***

Até agora, o meu ídolo era um alemão cujo cadáver foi descoberto em seu apartamento 5 anos após sua morte.

Um japonês acaba de bater o recorde. Seu esqueleto, vestido em pijamas no aconchego do seu lar, foi encontrado agora, 20 anos depois de enfaixar o quimono.

O japonês é um modelo de vida para todos os sociopatas deste mundo. Quer dizer, um modelo de morte.

***

Um argentino desempregado achou 50 mil dólares no lixo; comprou uma casa, dois carros e uma lojinha. Agora ele está sendo processado por uma mulher que diz que sua empregada jogou o dinheiro fora por engano.

Sugestão para o argentino: repita sem parar “No le entiendo, yo soy un macaquito brasileño que não habla español”.

***

Durante uma tempestade, um penico voou pelos ares e afundou o capô do carro de uma senhora.

Essa é uma daquelas que podem dizer, sem medo de parecer pessimista, que a vida é uma merda.

***

Neste mundão sem porteira, até os austríacos estão ficando malucos.

Eva Hofbauer se casou alegando que tinha o maior véu jamais usado por uma noiva: mais de 2,7 quilômetros.

Sem querer ser grosseiro, acho que ela seria mais feliz se pudesse alegar que seu marido tinha o maior… Ah, deixa pra lá.

Cada um se contenta com o que tem.

***

Para comemorar seu octagésimo aniversário, o ex-presidente americano George Bush, o mesmo infeliz que cometeu o atual presidente, planeja saltar de um avião a 13 mil pés de altura.

Que família. O filho é um escroto, o pai é um velho gagá.

Agora é esperar que os pára-quedas não funcionem.

***

Os índices de natalidade do Japão caíram a níveis nunca vistos antes.

Eu sei que a piada é fácil, óbvia e tosca, mas não dá para evitar.

É que a distância entre o pinto e o óvulo é muito grande para os pobres espermatozóides.

Leave a Reply

Your email address will not be published.