Receita de mulher

Um amigo diz que mulher tem que beber.

Outro diz que mulher tem que deixar um rastro de perfume quando passa. Mulher que não cheira, não presta.

O avô do Bia diz que mulher tem que saber contar piada.

E o Vinícius diz que mulher tem que ter saboneteiras.

Eu tenho outra teoria. A mulher tem que entender de algumas coisas: um pouco de cinema, um pouco de literatura, um pouco de música, um pouco de política, um pouco de arte. Não precisa ser muito, porque muito não se deve exigir: só o bastante para ter uma opinião, o suficiente para não passar vergonha, para não ficar calada numa mesa de bar, entediada e entediando.

Mas tem que haver um contraponto, e é aí que está o segredo.

A mulher tem que gostar de filmes bobos.

Porque é isso que faz a mulher, é esse toque feminino, da donzela à espera do cavaleiro que a salvará — mas não em um cavalo branco, porque aí é “Uma Linda Mulher” e clichê demais; e tampouco pode ser mais que um toque. Aquele mínimo de solidez tem que ser contrabalançado em uma leveza meio etérea, algo que se sabe que está ali, mas que não se pode pegar — e se se pudesse, se esvaneceria no ar.

O contrário é mulher que gosta de Godard, e ninguém que goste de Godard pode estar em seu juízo perfeito.

A mulher tem que gostar, por exemplo, de Notting Hill. Tem que saber quem é Kurosawa — não precisa gostar, só precisa saber quem é –, tem que conhecer um tiquinho de cinema francês e ter visto pelo menos um Buñuel; mas tem que dar um sorriso bonito e franco quando vê o Hugh Grant pedindo para a Julia Roberts ficar.

Não precisa chorar, nem deve, porque mulher que chora nessas horas também chora em outras menos apropriadas; mas precisa sentir a beleza boba e fútil da coisa, e não ter vergonha disso, nem querer parecer o que não é — o que só não é pior do que realmente ser. Precisa apenas saber que algumas coisas não devem ser explicadas, jamais, porque então correm o risco de desaparecer. A mulher tem que ser alguém que, mesmo sem conhecer as notas musicais, fecha os olhos e sorri tranqüila para si mesma quando ouve um trechinho de Albinoni.

Porque se fosse para fazer outra analogia, eu poderia dizer que mulher não pode ser Wagner, nunca; e se for Vivaldi se torna vulgar e dispensável. Talvez seja isso. A mulher, a mulher mesmo, tem que ser um andante de Albinoni que gosta de Notting Hill.

22 thoughts on “Receita de mulher

  1. Cheguei a uma conclusão que me entristeceu: se eu fosse mulher, seria perfeito (ou aqui é perfeita?)para vc! Risos.
    Eu adoro Notting Hill!

  2. Ricardo: comentário fino, esse. Você faz buscas sobre aumento peniano? Desconfio que sim.

    Gostei das definições, Galvão, supercool.

  3. Terminei um relacionamento na saída do cinema após ver Notting Hill. Ela disse que adorava Julia Roberts e Hugh Grant, que amava cinema e filmes romanticos. Calhou de ter sido a semana de estréia desse filme, então, armei tudo, ehehhehe. Flores, cinema, jantar e depois motel. Ela saiu do cinema emocionada, entramos no carro e no estacionamento dei-lhe um beijo, foi tão quente e apaixonado que a coisa se estendeu um pouco além da conta… Então raciocinei: Dane-se o jantar, vamos direto para o motel que a coisa tá pegando fogo. Delicadamente e com todo jeitinho fiz a proposta que, pensei, seria aceita de imediato, afinal, estávamos quase fazendo alí mesmo pra quem quisesse ver… Só que a mulher mudou totalmente. Ficou ofendida! A coisa virou uma briga de grande proporções e eu, pasmado, sem entender nada, tive que me defender como deu. Não sei como cheguei inteiro em casa, só sei que nunca mais ela olhou na minha cara. hehehehehe Não sei se tem algo a ver, mas depois descobri que ela tinha “virado!?” lésbica.

  4. O interessante é que todo mundo só comenta sobre Notting Hill, como se fosse o assunto do post 🙂

  5. é meu PAI quem diz que mulher tem que saber contar piada. é uma premissa, uma NOTA DE CORTE (dani, não brigue comigo, please!). é que não existe nada pior que uma mulher TRISTE. saca? mulher que chora em filme não pela emoção da cena mas por um sentimento de frustração por nunca ter sentido o mesmo ou achar que nunca vai sentir. as interessantes e melenacólicas que me desculpem, mas bom humor é fundamental.

    eu choro até em anúncio de manteiga, família reunida tomando café da manhã. acho bonito.

  6. Eu adoro Notting Hill… Aliás, vou já-já pra salar ligar o DVD e ver Antes do Amanhecer. Viva o romance, né?
    PS Danicast, não deixei de observar seu singelo comentário a meu respeito. O que passou pela minha cabeça com sua tão gratuita ofensa é que a carapuça lhe serviu, he he he…

  7. “ninguém que goste de Godard pode estar em seu juízo perfeito”. Pô, rafael, fala isso não! Minha
    namorada gosta e fica até chateada comigo porque nunca consegui chegar ao fim de Alphaville. Mas pensando bem, acho que você tem razão: mulher que gosta de Godard, e ainda por cima gosta de mim, não deve tar no seu juízo perfeito mesmo não.

  8. ah, tá certo! GODARD é coisa PRA MACHO, que nem o EASTWOOD das ANTIGAS! certo, certo… mas ACOSSADO é um filme massa pra assistir com mulher… é fácil ficar bonito diante do BELMONDO!

  9. eu gosto, e mt, de notting hill e antes do amanhecer geralmente odeio fimes romanticos principalmente titanic mas esses dois estão entre os meus favoritos.
    não existe coisa mais chata do q mulher q não tem opinião e so sabe falar d novela e bbb!

    tem compromisso pra sábado?? =)

  10. Eu gostei da parte do Wagner. Bom Senhor jesuiscristinho, ainda bem que os Wagners quase nunca são mulheres, seria triste demais.
    Eu sei contar piada, mas não uso perfume. Tenho umas saboneteirinhas mequetrefes. Assisti um Godard e não entendi porra nenhuma, assisti um SOnhos duas vezes e dormi nas duas, mas adoro Fellini e Kusturica.
    Agora, é mesmo uma delícia ver um filminho bem baboso (com certa qualidade de produçao, vá lá) e curtir bem curtido, com sorrisos de brilhar os olhos e um suspiro no final. Vou pro motel rapidinho depois.
    acho que, fora esses caras que gostam de cheiro de bosta de gato (fixador de perfume), eu até que estou bem cotada.

  11. Bem, concordo contigo no fato que a mulher tem que entender um pouco de tudo…Mas…sabendo que tu es homem e ainda por cima brasileiro, e para 99,99% dos tais, a inteligencia feminina nunca foi necessária para levar uma mulher para cama… Portanto deixe de escrever baboseiras, que no final das contas, acabei perdendo o meu tempo lendo a tuas abobrinhas… Mas como está escrito no poema DESIDERADA “Fale a sua verdade mansa e claramente e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, pois eles também têm sua própria história” resolvi ler e replicar…deverias ler um pouco mais, pois pelo que escrevestes, só conheces o nome de alguns cineastas? e escreves somente baboseiras, bem mesmo que o homem nao seja tao inteligente tanto quanto nós mulheres,tem alguns que ao contrario de ti, se esforcam para expandir o proprio horizonte…Conselho de uma mulher; compre alguns livros, frequente uma biblioteca, leia mais atentamente a poesia do Vinicius, porque tu nao entendeste patavinas…O fato que tu escolheste como titulo p/ o teu site o nome de uma poesia tao linda como RECEITA DE MULHER também um insulto á um poeta tao grandioso como Vinicios de Morais ( coitado certamente virou-se no túmulo dez mil vezes)hehehehhe…Para acabar…”ABOBRINHAS MASCULINAS” seria um nome ideal para este site tao without intelligence…And me? WIL NEVER COME BACK…

  12. RECEITA DE MULHER É PRATICAMENTE(PRATICAMENTE Ñ É TODA )A MINHA CARA.HONTEM ESTAVA NO BUZU E FUI hOBRICADA A OUVIR UMA CONVERSA ENTRE 3 CARAS, O ASSUNTO ERA MULHER. NA HORA SENTIR RAIVA DAS MULHERES QUE PECAM ESTE TIPO DE CARINHAS, QUE AS VEZES(Ñ É SEMPRE)SE PASSAM POR AMAVEIS E QUE NA PRIMEIRA HOPORTUNIDADE CONVIDA PARA UM MOTEL.PORÉM O PIR FOI TER QUE OUVIR “NÃO PEGO MULHER F.”. DA MESMA FOR TEM MULHERES VULGARES, SEMANA PASSADA TINHA UMA MENINA EM UM LOCAL PÚBLICO AOS BERROS FIGINDO UMA SENA DE SEXO COM UM COLEGAR.

Leave a Reply

Your email address will not be published.