Por causa do Blogday

Este mundo é pequeno.

O primeiro blog que eu li com certa regularidade, ainda antes de ter o meu, era um escrito por uma moça que se intitulava Lola Moon.

A razão foi curiosa: durante um brevíssimo período de tempo, eu participei de um newsgroup de literatura do UOL. Alguém achou que eu era ela, embora Lola Moon não seja lá muito parecido com Rafael Galvão. Aí fui ver o blog da moça.

Eu não lia blogs. Os poucos que vi — na época daquela Festa Giovanna — era coisas absolutamente chatas.

A moça escrevia bem: tinha verve, tinha estilo. Não que eu concordasse com o que ela dizia. Raramente, na verdade. E aí eu fui lendo durante algum tempo. Um dia o blog sumiu.

O tempo passou, eu acabei escrevendo eu mesmo um blog, e quase esqueci da moça. Até que, visitando o blog da Marie, algo me disse que eu conhecia aquele estilo.

E o pior é que conhecia, mesmo. Bom.

A Marie não sabe, mas indiretamente é uma das culpadas por eu começar a escrever um blog.

***

Várias pessoas já vieram me perguntar onde foi parar o Singrando, blog do Reginaldo Siqueira que, de repente, simplesmente saiu do ar.

O Reginaldo resolveu dar uma parada no blog. Segundo ele, o blog não estava singrando; estava à deriva. Prometeu que vai voltar, e acho bom que as pessoas cobrem. Eu continuo discordando desse conceito de deriva, mas o blog era dele, oras.

Enquanto o Reginaldo não volta, eis um dos posts que mais gostei no Singrando. O tempo passou, a situação política mudou, mas esse poema continua sendo uma beleza.

Moto Perpétuo do Lula

Se há necessidade
De acabar com essa história
Saia da frente: medida provisória.

Se há na agenda
Uma causa inglória
Deixa comigo: medida provisória.

E se a solução
Me foge a memória
Sabendo ou não: medida provisória.

Se há no congresso
Maioria insatisfatória
Valho por muitos: medida provisória.

Pequenas bobagens
Ou causa meritória
Não tenho peia: medida provisória.

Vou governando
De forma compulsória
Minha democracia: medida provisória.

3 thoughts on “Por causa do Blogday

  1. Minha história é bem idiota. Ninguém acredita mas comecei com este negócio de blog depois de ler uma reportagem da Veja. Era tão alienada que nem sabia que isto existia. Comecei a fazer umas pesquisas e me deparei com seu blog e dessa teia aí. Idelber, briga a Carol, Tata, Viva… e o Bia que tinha acabado de criar o blog dele. Resolvi fazer um blog. Mas o meu ainda é bem tosco. rsrsr
    Bju.

  2. Eu também sempre admirei a maneira de escrever da Lolla Moon. Às vezes eu lia uns arquivos do seu antigo blog e me pegava imaginando que fim ela havia levado. Bom, fico feliz em saber que ela esta bem. 🙂

  3. Mais um que lia o Cry Baby Cry, então? 😀 Haha, eu lembro quando o blog dela sumiu, na verdade ele foi “tomado” por uns hackers que invadiram o computador dela e descobriram que a moça das fotos era outra pessoa, e mostraram fotos da verdadeira Lola, bem na época que ela tava migrando para o domínio que ela tinha comprado 😉 deu o maior bafão! Ela disse que a moça das supostas fotos verdadeiras dela era uma vizinha, e ficou postando dois blogs, um como Lola, e o outro como “a vizinha”, hehe (pelo menos pra mim essa história de “vizinha” nunca colou), mas eu não continuei lendo por muito tempo. Fiquei meio triste pq eu também adorava o CBC e não me importava se a Lola era ou não a menina das fotos xDDD

Leave a Reply

Your email address will not be published.