Do canil

Sempre que eu vejo os comentários no blog do Alex, falando de como ele é ruim e mau porque deixou o Oliver em Nova Orleans, fico mais convencido de que essa sub-raça de defensores de animais de classe média, que se acha dona da moral e da ética humanas, não é mais que uma matilha de viralatas.

15 thoughts on “Do canil

  1. Vixe Rafael, eu gosto de animais e sinceramente acho que aquela gentalha que tá indo lá gosta apenas do próprio umbigo, patético…

  2. Ninguém me tira da idéia que o “anônimo” que caiu de pau com a crítica mais violenta é o próprio Alex.

    Não é um mero furacão força 5 que vai fazer o Alex deixar de (tentar) “esquentar” sua lista de comentários.

  3. Pois é, Rafael, eu não acho que ele seja “ruim” ou “mau” por ter se preocupado apenas consigo mesmo no momento do perigo. Isto é algo instintivo e facilmente ‘defensável’. Só lamento pelo cão que foi deixado trancado para morrer, e que teve este triste fim apenas por ter dado muito afeto e ajudado a compor a imagem de ‘excêntrico’ de seu dono, sem nada pedir em troca.

    Agora, na “Maldição de Oliver”, eu acredito, hehehe…:-)

  4. Só acho que esse pessoal éstá indo longe demais com esta história de gostar muito de animais. Colocam isto acima de tudo e isto é burrice.

  5. Alex Castro, célebre e célere.
    Valeu a lembrança. 🙂
    E, claro, gostei da camisa nova. (no RSS não tinha visto).

  6. Acabei de virar seu fã. Até concordo em proteger os animais que estão “em perigo” ou vias de extinção. Mas a frescura tomou conta do mundo.

    Não se pode comer galinha porque elas sofrem. Não se pode comer boi porque eles sofrem. Não se pode comer nada cara. Será que esse povo nunca perecebeu a “cara” de sofrimento do alface quando ele é arrancado?

    Imagine se esse povo visse minha vó “estrangulando”, ou como ela dizia “quebrando o pescoço” de uma galinha.

    Teriam um surto sem dúvida.

    Abraço, Rafa.

  7. Ainda não li os posts. mas pergunta se esse povo se preocupa com as “pessoas” que estão morrendo, em Nova Orleans, São Paulo, Paris, Nova York, Cairo, Nova Dheli, Rio Branco ou qualquer outro lugar do mundo?

    Qual é a opinião destes em relação às “pessoas” que passam necessidades e morrem vítimas do narcotráfico todos os dias?

    Tempos difíceis e confusos, estes.

  8. Existem xiitas dos dois lados. Ambos têm o meu desprezo. É possível cuidar de animais sem descuidar dos humanos.

  9. Compra outro e chama de Oliver. Pronto!

    A vida dele estaria salva. Já a vida no céu estaria prejudicada pois esta maldade só seria perdoada pelo cara de lá se ele largasse os pés das mulheres.

    Hmm, chega de bobagens, né?

  10. Viva querida, não me despreze pq adoro vc. Não sou xiita, apenas um incorfomado com o xiismo do lado de lá.

    Veja bem, não é pq não sou muito chegado a animais que eu seja contrário a quem os defende. Acho justíssimo defendê-los, desde que dentro dos limites do bom senso.

    Como Aristóteles já dizia, a virtude está no meio.
    Abraço pra ti.

Leave a Reply

Your email address will not be published.