Holística

Ateu, zoófobo, troglodita, direitista, ignorante, guru, macho alfa, quase-lindo, tio Sukita, paraíba, viado, medíocre, putanheiro, mineiro, maria-vai-com-as-outras, burro, americanófilo, gênio, gordo, pornógrafo, broxa, doce, chato, teimoso, bocó, amassadinho, velho, punheteiro, ditador, feio, donzelão, xenófobo, misógino, culto, carioca, grosso, esquerdista, indecente.

E pensar que houve tempo em que tudo o que diziam é que eu tinha cara de menino mimado criado por vó.

33 thoughts on “Holística

  1. PQP!

    Qual dos amassadinhos é você? O “vencido em discussão ou polêmica” ou o “que foi objeto de apalpos, abrços e bolinações amorosos”?

    Fui ao Houaiss mas a dúvida permaneceu.

    Esta língua portuguesa…

  2. Rafael, sempre leio seu blog e nunca comento. Vai aqui o meu primeiro comentário: O problema é sempre aqulea velha história, você não consegue agradar todo mundo. Outra coisa importante é que somos aquilo que projetamos ou o que os outros vêem em nós, queiramos ou não, a visão dos outros transforma-se em parte a nossa identidade. Mas alguns poucos, muito poucos têm o privilégio de conhecer-nos em nossa essência. Digo privilégio porque certamente é limitado o número de pessoas que nos conhecem profundamente.

    É isso.

  3. O mais interessante é ser causa de sentimentos contraditórios. Ser adorado e odiado ao mesmo tempo tem lá o seu charme. 😉

  4. Pelo menos alguns desses adjetivos que lhe atribuem são bem criativos, palavras difíceis. Zoófobo, por exemplo.

  5. Sensacional. Ser chamado de esquerdista e direitista ao mesmo tempo é muito engraçado. Todos, na verdade, te amam cara.

    Mais combustível pro ego. 🙂

  6. Ha..pode ver que vc repetiu o punheteiro..pode falar que vc apagou as outras 17 vezes que te chamaram..

  7. Amigo (desculpa por isso, te considero assim…!)….muito mais culpa sua do que minha…
    Esse povo tá viajando (ou sou eu???)
    Seja lá o que for, não apoio mais incondicionalmente (porque eu acho que você não segura a onda!)

  8. Polivalente e multifacetado… coisa para poucos: (des)agrada a gregos e troianos. Como diz o Lula: doa a quem doer, só falta cortar “a” própria carne!

  9. H´mmm. Acho que nessas horas, quando nos chamam por “n” nomes diferentes, o importante é nunca se deixar rotular e ser sempre você mesmo. Se as pessoas gostam, desgostam ou procuram justificar os sentimentos que você desperta, atribuindo-lhe diversas nomenclaturas e definições, o “problema” (ou não) provavelmente estará mais nelas do que em você.

Leave a Reply

Your email address will not be published.