Para aquelas que chamei de pseudo-feministas

Eu gostaria de pedir desculpas a todas as feministas pelas agressões e barbaridades que andei dizendo ultimamente neste blog.

Eu me desculpo, em parte, lembrando que minha implicância não é contra as feministas, de modo geral. Não contra aquelas que lidam com problemas reais, como discriminação no trabalho ou violência contra a mulher — questões sérias de verdade e que, ao contrário das levantadas pela maior parte daquelas com que eu brigava, são problemas sociais que precisam de uma abordagem dura por parte do Estado e da sociedade. Minha implicância se dirigia basicamente àquelas que eu julgava histéricas, que vêem misoginia em tudo, que adotam aquela militância radical e boba e que fazem uma profissão de fé a partir da vitimização feminina.

Continuo discordando delas. Mas ando correndo de briga, como vivo dizendo neste blog. E acho que está na hora de fazer as pazes.

Por isso estou oferecendo a todas as mulheres que chamei de pseudo-feministas, mesmo achando que o seu discurso é equivocado, um pequeno vídeo que demonstra de maneira bastante didática essas questões, e que me fez pensar bastante no assunto.

O download pode ser feito aqui.

Amigos, agora?

originalmente publicado em 5 de setembro de 2005

5 thoughts on “Para aquelas que chamei de pseudo-feministas

  1. po, Rafael…com tanta coisa boa pra vc republicar, sério mesmo….isso aqui de novo?Fala sério.
    Vc tá precisando de um corretivo, meu fiiiiio.

  2. Acho que é hora de rever o conceito de “feminismo” que como tudo que é grande, acaba englobando uns “nonsenses” no meio do caminho.

  3. OXENTE!
    Cadê o post automático do dia 4, pra poder tirar esse “lixo” daqui? Hehehehe.

Leave a Reply

Your email address will not be published.