Janckel Yacha

E não falei do Fla-Flu de domingo.

No Maraca, esperando o jogo começar.

De repente aparece em campo um bocado de ex-jogadores, numa homenagem aos 40 anos da maior bilheteria do estádio. Gérson, Carlos Alberto, Edinho, um monte de velhinhos que um dia correram brilhantemente atrás da bola.

Um velhinho de cabelos brancos, vestindo calção azul e camisa amarela, ficava o tempo todo tirando fotos e andando de um lado para o outro com uma bola, um andar de velho ansioso.

Fiquei me perguntando quem seria aquele sujeito. Ex-jogador, claro; numa pindaíba de fazer gosto, claro, para estar pagando aquele mico no frio que fazia no Maracanã.

Demorou um pouco até o placar esclarecer a identidade do macróbio. “A Suderj homenageia o sr. Janckel Yacha pelos 5 anos sem deixar a bola cair em embaixadas no Maracanã”.

O velhinho até recebeu uma medalha. E até deu uma volta olímpica, mostrando sua medalha ao público.

Mas do meu lado, na torcida do Mengão, onde quem tem um dente é rei, um gaiato não parou de gritar: “Velho safado! Velho Safado!”.

Acho que o sr. Yacha é tricolor.

One thought on “Janckel Yacha

Leave a Reply

Your email address will not be published.