Paradoxos

Poucas coisas exemplificam tão bem essa convivência entre o velho e o novo que se vê no Rio quanto o barroco do chafariz de Mestre Valentim em frente à Bolsa de Valores do Rio.

2 thoughts on “Paradoxos

  1. Olá Rafael! Que belo contraste entre o velho e o novo, particularmente eu aprecio este ecletismo arquitetônico, se é que posso chamá-lo assim. Assistindo a novela “Celebridade” ontem, um acontecimento raro, me deparei com uma cena engraçada, achei um tanto estranho a imponência do Teatro Municipal do Rio de Janeiro que “contracenava” com alguns casarões do período colonial em sua volta, formando uma cena interessante! Rafael, espero que você tenha um 2004 repleto de felicidades e surpresas agradáveis, que uma saúde poderosa venha se apoderar de você e que a prosperidade venha te encher de abundância em todos os sentidos da sua vida! Feliz 2004!!!! Até mais …

  2. QQer dia vou no centro com vc pra vc me mostrar essas coisas que eu olho, mas não vejo! heheheh

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *