Palavras, palavras, palavras

Conversando com um amigo, começamos a lembrar as tiradas de um político que ambos conhecemos.

A minha história era curta. Numa campanha, esse político começou escrevendo seus próprios discursos — o que para mim era uma maravilha, já que eu tinha outras partes do programa de TV e outros candidatos para cuidar. Um dia ele me chamou para dar uma olhada em seu texto.

“Senador, está bom. Mas essa referência ao “regime discricionário” é esquisita, ninguém vai entender. Coloque ditadura.”

“Você tá louco, Rafael? Eu fiz parte daquela bosta!”

A partir desse dia passei a escrever seus discursos na TV.

6 thoughts on “Palavras, palavras, palavras

  1. Hoje em dia, só falta o Lula, diante de seus charutos cubanos e bebendo uísque de primeira a bordo do super avião presidencial 0km usar a mesma frase para se referir ao seu passado de luta sindical: “Você tá louco? Eu fiz parte daquela bosta!” E haja Duda Mendonça pra convencer o povo de que aquilo era bosta, e que o bom é o gasto de uma soma monumental num avião presidencial metido a besta.

  2. um LENDÁRIO prefeito de AMERICANA (SP) foi inaugurar uma obra e, na hora de agradecer às empreiteiras, começou ler as placas… CBPO, ANDRADE GUTIERREZ E… EMOBRÁS! “Não, disseram, aquele é o cartaz de EM OBRAS!”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.