As alegrias que o Google me dá (III)

De vez em quando penso em mudar o nome deste blog para Macondo, pelos tantos Aurelianos pedófilos e Arcadios incestuosos que vêm equivocadamente bater aqui, à procura de algo que infelizmente não posso oferecer.

Mas embora possa não parecer, além dos bobos cujas buscas insensatas os fazem dar a esta praia, o blog também atrai gente que tem interesse em coisas sérias:

capa original do livro manifesto comunista

hannah arendt

manual da maquina de escrever royal

puritanismo em alice no pais das maravilhas

Iara Iavelberg

FALO ESPANHOL CAVALO ALEMAO MULHERES ITALIANO DEUS HOMENS

roma nero cristãos arqui

coliseu cenario dos primeiros martirios de cristaos

fotos cavalos Bretões

fotos de leões tiradas por larousse

Ulysses trecho

gore vidal livro caligula

tourada espetaculo trabalho infantil

Seriados americanos de cinema das décadas 40 e 50

Vésperas + Rachmaninoff

o escritor frank gruber

“lee falk” fantasma brasil lançados

comentários CONAR direito

“Embraer X Bombardier” 2004

Livro+Branding um manual para você criar, gerenciar e avaliar marcas

historias da cidade de morro do chapeu no seculo xviii na bahia

montesquieu

Se me divirto ao ver os tarados quebrando a cara aqui, quando percebem que o blog não tem muito a oferecer, ver o mesmo acontecer a essas pessoas mais sérias me deixa triste. Infelizmente, como os bobos, os sérios também não encontram aqui o que procuram.

E eu, que não gosto de Drummond, sou obrigado a concordar com aquele chato: ainda pego o anjo torto que me mandou ser gauche na vida.

One thought on “As alegrias que o Google me dá (III)

Leave a Reply

Your email address will not be published.