Patriotada

Lendo um post no Melting Pot vejo uma referência ao guaraná. Fico imaginando como é interessante que, longe do torrão natal, as pessoas passam a ter saudades de coisas às quais prestavam pouca atenção ou davam pouco valor. A maior parte das pessoas cujos relatos vejo menciona o guaraná, essa bebida brasileira que muita gente parece achar ser a maior invenção do mundo (o que não quer dizer necessariamente que o Melting Pot também ache).

Pois se eu me exilasse sentiria saudade de um monte de coisas — menos de guaraná.

E me dedicaria, como Baudelaire numa casa de ópio, a encher a barriga com coca-cola e fingir saudades inexistentes.

One thought on “Patriotada

Leave a Reply

Your email address will not be published.