Teoria rafaeliana

Entre Marte e Júpiter há um cinturão de asteróides. Ainda mais provável que a visita de ET’s a este planetinha azul é a hipótese de ele ter sido, um dia, um planeta.

A nova teoria rafaeliana, catalogada sob a categoria “bobagens de quem tem o que fazer mas fica procrastinando”, é a de que aquele foi, em tempos idos, um planeta cheio de vida inteligente, destruído por um asteróide cuja órbita foi alterada graças à gavidade de Júpiter. Destroços do planeta, carregando seres microscópicos, caíram na Terra, dando origem à vida aqui.

Não recomendo que ninguém perca seu tempo tentando provar que isso não é verdade. De teorias desse tipo o mundo já está cheio, por que vão escolher logo a minha para esculhambar? É tão boba criativa e cientificamente embasada quanto as outras. Todas as outras.

Mais fácil é mostrar que algum outro bobo já pensou nisso antes. Mais fácil e mais humilhante: não ser original, infelizmente, me dói mais que não ser verdadeiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published.