Festa estranha com gente esquisita

Artigo em nominimo mostra a brincadeira que é fazer política Brasil afora.

Parece haver um certo deboche em relação ao Nordeste: a maioria dos candidatos mencionados no artigo pertence a essa região. Não que eles não existam, claro, mas se não me engano Paulinho Vesgo é de Bagé, assim como vários outros cujos santinhos vêm sido distribuídos em um e-mail que está circulando a internet ultimamente. E pelo amor de Deus: o número de absurdos que vejo no Rio é de fazer inveja a qualquer manicômio.

Só um detalhe: o candidato Chico Buchinho — com o qual não tenho nenhuma relação além de cumprimentos educados e em quem, en passant, não votarei — é um político sério, com uma longa história de luta política e cultural, muito longe do folclore que parece mover candidatos como Shana, o já legendário Rôla e um que a reportagem esqueceu: Jabá.

One thought on “Festa estranha com gente esquisita

  1. Neste mundo virtual temos que ser rápidos. Eu vinha escrevendo algo neste tema (duas linhas a cada tempinho conseguido) e já vejo o assunto esvaziado. Pensando bem, o assunto não de todo novo não. Acho que vou bater na mesma tecla.

Leave a Reply

Your email address will not be published.