Hospedagem

Os problema com servidores que enfrentei na virada do ano me ensinaram algumas coisas, e parecem ter desestimulado o Idelber a ter o seu próprio domínio.

Não acho que meus problemas devessem tirar do Idelber essa vontade — incontrolável em um bloguista –, mas essa deve ser uma daquelas regras universais imutáveis: você vai ter problemas com seu servidor de hospedagem, cedo ou tarde, grande ou pequeno. Não há como fugir dela. Por isso, se alguém vai escolher um provedor, a coisa mais importante a ser definida é a questão do suporte. É isso que realmente faz a diferença.

Como eu me viro com o básico, preferi escolher o provedor mais barato que oferecesse o mínimo de que eu precisava. No caso da Sunhost, o que parecia ser um bom atendimento se revelou deficiente na primeira consulta; no caso da AddAction, o atendimento superou minhas expectativas. No final das contas, não foram eles quem resolveram totalmente meu problema (relacionado a permissões: o Movable Type define o CHMOD do PHP como 666; alguns provedores, como a AddAction, exigem que seja 644. A mudança é feita no mt.cfg e é extremamente simples, mas como tudo que é simples neste mundo, me tomou 48 horas até descobrir), mas sem sua investigação e esforço eu não teria descoberto nunca. E outra coisa: enquanto o suporte da Sunhost era rápido em dizer que “não oferecemos suporte a Eudora, não oferecemos suporte a Movable Type”, a AddAction não vacilou em tentar resolver o problema.

Qualquer primeiranista de marketing sabe que, para o consumidor, mais importante que a solução é notar o empenho em oferecê-la.

(E nessas horas você fica grato à corporações americanas explorando seus funcionários durante o Ano Novo. O capitalismo predatório é sempre bom para quem paga.)

Mas se você não entende e não quer entender sequer desse mínimo, o mais recomendável é escolher um provedor que lhe ofereça um suporte de alto nível. Normalmente o preço é mais alto, mas vale a pena. Por exemplo, um desses bons provedores é o Vilago, do Cris Dias, especializado em hospedagem de blogs. A Mônica e o Guto hospedam três blogs lá, e não têm absolutamente nenhuma queixa — pelo contrário. Porque é isso que faz diferença, saber que tem alguém tentando resolver o seu problema quando você precisa.

3 thoughts on “Hospedagem

  1. rafa… num sei se eu devia aprender algo com vc, mas este é o tipo de post q , por mais q eu releia, nunca intendu bulhufas… sou uma infognorante…

  2. Hmmm… Eu fiquei um tempo no Vilago, mas saí após algumas ressalvas. Mas ainda assim, vale a pena. Atualmente, hospedo no BigHost.

Leave a Reply

Your email address will not be published.