Por que este blog sumiu

Os últimos dias foram difíceis para este blog.

Aí pelo dia 29, o provedor onde ele estava hospedado, Sunhost, saiu do ar.

Quando eu estava pensando em abandonar o Blogger, pesquisei uma série de provedores de hospedagem. Sabia o que precisava e sabia o quanto estava disposto a pagar.

A perspectiva de um provedor brasileiro era mais interessante por uma razão: suporte. O que a Sunhost oferecia era adequado para mim: 2,5 GB de transferência, 500 MB de espaço (depois foram aumentados para 3 GB e 1 GB, respectivamente). Na época, eu não usava sequer 300 MB de largura de banda por dia. E ainda hoje não uso mais de 100 MB de espaço em disco.

O que me impressionou foi a promessa de atendimento. Bastou ir até a página deles para ser atendido por instant messaging. Achei interessante; sabia que depois que assinasse isso ia mudar, mas o começo era promissor e deixava a esperança que a mudança não fosse tão grave assim.

Ledo engano.

Meu primeiro pedido de suporte foi sobre o Eudora, que eu não estava conseguindo configurar. Expliquei o caso, enviei screenshots. A resposta foi que eles não ofereciam suporte ao Eudora. O problema, no fim das contas, era uma bobagem relacionada a autenticação, coisa que qualquer idiota deveria entender. Acabei resolvendo sozinho.

Ainda fiz algumas perguntas que não tiveram respostas, relativas a sub-domínios, etc. Minha indignação chegou ao limite quando eles começaram a nem sequer responder os tickets de suporte — especificamente um sobre cron jobs, que ao que tudo indicava não funcionavam. Como no Movable Type estava tudo aparentemente certo, eu tinha quase certeza de que o problema era lá; no entanto, eles sequer disseram: “olha, o problema não é aqui”. Simplesmente não responderam. Foi quando descobri que nem telefone para suporte eles tinham. Você tinha que mandar um e-mail e rezar para eles responderem.

A essa altura eu já tinha começado a procurar novos provedores. Foi nessa época que o Reginaldo estava procurando um provedor para o Singrando; eu já comecei a falar mal da Sunhost aí. Mas as coisas ainda iam piorar.

Para que se tenha uma idéia, eu tinha transferido meu domínio para uma das empresas deles. Quando transferi novamente, agora para a GoDaddy (sempre em busca de um registrar mais barato), mandei um e-mail para eles solicitando o código de autorização. Nada. Eu tive que achar o registrar primário deles para conseguir o tal código. Quase uma semana depois de já ter transferido o domínio e ter esquecido do caso a Superdomínios, a tal empresa deles, me mandou o código. Piada. Quase tão grande quanto o fato de eles, desde o início, anunciarem um “painel de controle” que nunca instalaram.

Mais: comecei pagando por cartão de crédito, que eles debitariam automaticamente. Depois que passei a pagar por transferência bancária, a coisa degringolou um pouco. Acredite: eu nunca soube exatamente o dia de vencimento, nem eles se incomodavam em cobrar. Apenas cortavam o acesso depois de vencido.

Ultimamente minhas necessidades aumentaram. Estava quase chegando ao limite de transferência. E aquilo, de repente, se tornou caro para o que me oferecia — sem a vantagem do suporte.

A gota d’água foram as constantes quedas do serviço nos últimos dias. Outras coisas já vinham me irritando, como o Awstats deixando de rodar (e o que seria das “Alegrias do Google” sem o Awstats?), mas o que realmente me tirou a paciência foram as várias vezes que tentei acessar o blog — e principalmente meu e-mail — e ele estava fora do ar.

No dia 29 o provedor deu um revertério enorme. Ficou 24 horas fora do ar. Dessa vez eles resolveram o problema, embora não com a presteza que seria necessária. Mas tubo bem. Foi nesse intervalo que mudei para a AddAction.

Tive muitos problemas para colocar o PHP para funcionar, já que a AddAction tem uma configuração diferente, mas o que me impressionou foi o suporte deles. Mesmo no Ano Novo (vim para cá de madrugada, tentar resolver o problema), tinha gente trabalhando e tentando resolver o problema, na mesma hora em que abri um ticket de suporte.

Só fui resolver agora, mas sei que posso contar com o suporte deles. Isso é reconfortante.

E feliz 2005 para todo mundo.

10 thoughts on “Por que este blog sumiu

  1. Que complicação e eu não entendo nada disso, mas que bom que agora deu tudo certo, até pensei que eu tinha colocado o link errado, como já falei não entendo muito mesmo.
    E Feliz 2005 pra você também!

  2. Putz, bem na hora em que estou querendo arrumar um domínio meu você vem com essa história complicada… Penso, logo desisto! Axé babá nesse 2005, Rafael.

  3. Pô Rafael, tô puto comigo. Na hora que você precisou de uma ajuda eu simplesmente desapareci! Sei que eu ia atrapalhar mais que ajudar, mas queria ter participado. Mas final de ano, feriado longo, três dias de festa, ressacas homéricas… Não adianta, nenhuma desculpa é válida! De repente você precisa perguntar, Reginaldo como é mesmo aquela tag de quebra de linha? E eu não tava lá. Que sacana sou eu!

  4. oi rafael,

    procurando topicos sobre a sunhost descobri que vc, assim como eu tb teve serios problemas com eles. Vc chegou a descobrir um telefone ou endereço deles?
    obrigado
    fred

Leave a Reply

Your email address will not be published.