Candangos

Foi o homem-baile Ricardo Montero quem descobriu:

Netinho também defende a raça. No programa dele, elegeu a mais bela negra do Brasil, belíssima, diga-se de passagem. Mas tá na cara que ali não é a área dele, e essa frescura contida pode explicar esse caso típico de violência doméstica. Netinho é um doce lá, com as negas dele. Mas com a branca (que coisa mais previsível), é porrada mesmo.

***

Antes de tudo, é preciso que se diga: Julia Roberts embarangou legal, pesado. Quando sorri, ainda mantém uma certa fleuma daquela puta de Pretty Woman, mas de boca fechada parece que engoliu um cadeado. Que porra é aquela? A mulher engoliu o limpa-trilho da Mad Maria! A menina novinha, a stripper, até que tenta mostrar o mexilhão, mas o diretor do filme cismou em colocar sempre um mané na frente. Filme cabeça não tem peito nem xavasca, normalmente porque o diretor é viado, mas isso não vem ao caso.

***

Vai malhar uma moça no tapete da sala do apê? Prende a porra do cachorro. Todo mundo que tem cachorro em apartamento sabe dessa merda: na hora que o sujeito está metendo, o bicho vem ali fuçar. Ali no rabo, ali no mexilhão, que seja na planta do pé. Vou dizer, vou dizer. Uma lambida na planta do pé na hora da meteção é uma experiência desagradabilíssima. É um choque, um anti-clímax. Caralho do céu, pirocante em Vênus! O que é isso! O cabra ali, no auge da função, e me vem um puto de um cachorro, que deveria estar roendo osso na putaqueopariu, e lambe a pele tosca do pisante. Dá um nervo, dá um nervo da porra. Aí você lembra, “porra, deixei o cachorro solto”. E projeta em seguida: “esse merda vai vir lamber meu cu”.

***

É derrota, foi minha vez de insistir. Tem que pegar os sinais. Por exemplo: a mulher começou a cantar a letra de “Can’t take my eyes of you” na cara do cabra, toda sorrisos, o peitinho encostando no braço estufado do ex-estivador. Eu sei, é foda acreditar que uma mulher, qualquer uma, prefira um brucutu a nós mesmos, os caras descolados que não gostam de musculação. Vá entender essas vagabas. Tomara que levem uma bifa no meio da função.

Brasília, Eu Vi

9 thoughts on “Candangos

  1. Quando eu lia o Homem Baile, o rapaz era comportado, só postava contos e outras historinhas fictícias, um adendo pessoal aqui e ali pra variar.

    Agora ele desandou.

    Agora sim ficou bom.

  2. O cara é bom mesmo. Vou ser leitor assíduo. Inagaki: tava fazendo o que no 2 Explícitos? Tudo bem, tudo bem, não precisa explicar, a gente entende…

  3. O cara é um novo Guimarães Rosa, simplesmente. Eu comi mosca, não vi o link lá no blog do Ina. Só vi agora. O post do cara sobre o Severino é de antologia, é prá emoldurar.

  4. Brigatti, eu estava no 2 Explícitos pela mesma razão que me faz comprar a Playboy de vez em quando: a entrevista (principalmente aquela do pôster central). =)

Leave a Reply

Your email address will not be published.