A maravilha da vida em derredor

Nem sempre concordo com aquele trotskista vingativo, mas os posts e a discussão sobre racismo e cotas que estão se desenrolando n’O Biscoito Fino e a Massa são uma das melhores coisas que o Idelber já publicou.

Este blog já bordejou o assunto algumas vezes. Mas nunca com a concisão, categoria, correção acadêmica e contundência do que se está vendo no Biscoito.

Ali está a blogosfera que faz diferença, que discute o país. E que mostra que o que realmente faz um blog são os seus comentários.

***

O NemoNox acabou de lançar um projeto brilhante: A Casa das Mil Portas é um projeto literário contendo microcontos (ou seja, contos com no máximo 50 letras) de uma infinidade de autores.

O resultado é fascinante. E vale a pena participar.

Um exemplo de microconto — e para mim, o maior conto que Hemingway não precisou escrever — é esse:

For sale. Baby shoes. Never worn.

***

O André Kenji montou uma lista de discussão por e-mail, a blogprog, para juntar o pessoal que ainda não consegue ver o fim da história. Até agora, fazemos parte eu, ele, o Idelber, o Smart Shade of Blue.

Se você quer participar, deixa um comentário aqui.

31 thoughts on “A maravilha da vida em derredor

  1. O meu predileto na casa das mil portas:

    “Buscou por amor no Google. Nenhuma página foi encontrada.” (Alexandre Inagaki)

    Minha cara, vai dizer?
    Beijos!

  2. O trotskista vingativo, lisonjeado, agradece!

    Sugestões minhas para o listserve progressista: Tata, Daniela do Idiossincrassia, Ana Lucia do Arte, Rei Açúcar, Pedro Doria, Leila do Stuck in Sac, Inagaki, Tiagón, Gejfin, Milton Ribeiro e todo o pessoal do Verbeat, Marcus Pessoa, Guto do NCC, Emerson d’Um Olhar Crônico. São os nomes que me vêm à cabeça agora. Por favor que ninguém se sinta excluído; é só uma lista construída na minha cabeça, ao léu. Falta muita gente.

    Para ser aceito como “progressista” na nossa lista, você tem que defender:

    1)direito ao aborto

    2)direito que os professores universitários brasileiros no exterior tenham acesso a profusas quantidades de financiamento público para tomar cervejinha com giló no mercado de BH.

    3)o ponto de vista de que a Revolução Russa foi esmagada entre 1927 e 1929 e assassinada definitivamente em 1940.

    Se concorda com tudo isso, pode entrar na lista!

  3. e a Lucia Malla e o Luiz Biajoni, muito importantes!

    Agora sério: seria legal se os mencionados aqui tomassem esse comentário meu como um convite mesmo, e comunicassem ao Rafa ou ao André se topam juntar-se. E que os progressistas dos quais eu me esqueci também se juntassem. Eu tenho me abstido de escrever na lista, mas André e Rafael tem escrito coisas excelentes. Abraços,

  4. tem que PAGAR alguma coisa?
    é o tipo de coisa pra ARRECADAR dinheiro pro RAFA?
    dá para RETARDADOS VIRTUAIS como eu (que não é capaz de fazer um blog, coisa que crianças de 6 anos faz) participar?
    alguém pega na minha mão pra ATRAVESSAR a rua?
    então beleza!
    ;>)

  5. Meu deus, escrevi “jiló” com g e a conjugação de terceira pessoal do plural do verbo “ter” sem o circunflexo: além de trotskista e vingativo, analfabeto.

  6. Rafael, só um toque, é errado escrever n’O Biscoito Fino e a Massa, teria que ser no O Biscoito Fino e a Massa.

    Abraços.

  7. Rafa, desculpe o quarto comentário seguido mas Túlio: o uso de apóstrofe para eliminar a repetição de artigos definidos antes de um título como O Biscoito Fino e a Massa não só é correto como é elegantíssimo. Desde priscas eras. Seu “toque” está equivocado.

  8. O Alex Castro também falou sobre a casa das mil portas; vou dar uma passada lá quando tiver com mais tempo. Sobre a lista: minha formação política é de forte influência stalinista, então,
    a priori, discordo do 3º ponto que o Idelber falou. Mas apesar de trotskista, vingativo e analfabeto, o Idelber é gente boa, né? Ele me deixa participar. Quando começo a receber e-mail da discussão?

  9. Microcontos ou uma frase?

    “Ela olhou para o céu. E sorriu”

    “Ela estava com dor de barriga, e cagou”

    “Biajoni é guei”

    “I like your shoes, wanna fuck?”

    “Chovia lá fora. Peguei um resfriado. Atchim”

    “Ai. Meu dedo dói. Merda”

  10. Oi Rafael, Oi Idelber, obrigada por sugerir meu nome, eu sou 100% blogprog!!! Outras pessoas que eu gostaria de ver na lista: Fernando Ferrante do Número 12, e o Ivson Alves do Coleguinhas, Uni-vos.

    Idelber, só não sei quanto ao jiló, nunca provei (achava que era comida pra passarinho).

  11. Tem uma vaguinha na lista para mim também? Aceita eu, aceita, aceita… hehehe

    Outra: adorei esse projeto, A Casa das Mil Portas. Vou visitar. 😉

  12. Moniquets, desculpe ter esquecido o seu nome!

    Gutão: feliz aniversário! O negócio é o seguinte: é uma idéia do André de um listserve com gente progressista, à esquerda do centro, como seja a definição. É uma lista para se conversar. A agenda, pelo que sei, está aberta. André e Rafael têm (agora com circunflexo) escrito coisas muito boas sobre o mundo blog. Podemos transformar a lista no que quisermos. Mecanismo de mobilização, reflexão, o que for. Por enquanto, pelo que sei, a agenda está em aberto.

    Leila: jiló fritinho na chapa é o máximo!

    (PS: prometo não voltar a postar nesta caixa, Rafa)

  13. Ops, muito legal a idéia. Vou entrar na página do yahoogroupspra entrar na lista. Uma pena que de início eu só vou poder ficar nela mais como “espectador” – o computador lá de casa anda tão imprestável que fica difícil escrever alguma coisa. Aí só tenho tempo pra ler e-mails e blogs legais no trabalho…

    É por causa de tudo isso, aliás, que o meu blog anda tão abandonado. Devo escrever mais um ou dois posts encerrando o Dentro da Noite Insone na próxima semana, e quando consertar meu computador (vai demorar, tem que compra uma placa-mãe nova…) começo um blog novo, em que eu pretendo ser menos subjetivo e falar mais sobre política. E então fazer umas contribuições pro blogprog também.

Leave a Reply

Your email address will not be published.