Os melhores filmes do século

O Bia fez um post com os oito melhores filmes do século. Na verdade a conversa original era sobre cinco, mas o Bia é um exagerado. O curioso é que ele fica dizendo que eu defendo “A Noviça Rebelde” (o que é apenas uma meia verdade: acho o filme brilhante, só que é daqueles dos quais não se precisa falar muito), mas é ele quem elogia qualquer porcaria transposta para celulóide.

Agora é a minha vez.

Dogville
De longe, é o melhor, mais consistente e mais profundo filme deste século. E aqui tenho que dar o crédito que o Bia merece. Em um comentário bem antigo, ele anteviu perfeitamente a importância do filme, enquanto eu me recusava a assisti-lo por achar, imbecilmente, que era teatro filmado:

escuta: viste DOGVILLE? rapas, vi ontem e estou INACREDITÁVEL até agora! um dos mais importantes filmes da nossa ERA.

Era a época em que o Bia ainda tinha o Tiro e Queda e escrevia como o Cardoso. Isso foi há muito tempo, antes que o blog domasse o rapaz. Antes que ele casasse e antes que a Lia nascesse e antes que ele voltasse para a televisão.

Hoje o Bia elogia o Shyamalan.

Medos Privados em Lugares Públicos
Alain Resnais é o último dos grandes cineastas franceses, levando-se em consideração que Godard morreu há décadas e apenas esqueceu de deitar. O sujeito foi capaz de fazer Hiroshima, Mon Amour, e ainda hoje mostra que sabe o que faz. “Medos Privados em Lugares Públicos” é tudo o que Closer gostaria de ser.

O Labirinto do Fauno
Na verdade o filme que deu origem a esse conversa toda. É um filme brilhante, de uma sensibilidade e delicadeza asssustadores.

Sin City
Embora saudado como o grande filme derivado dos quadrinhos, ele é muito mais que isso. É a melhor releitura do film noir feita desde Blade Runner, e ainda mais radical.

Sobre Meninos e Lobos e Fale Com Ela
Não há nada demais em “Sobre Meninos e Lobos”, do ponto de vista formal. Mas é um exemplo perfeito de domínio da arte narrativa. Eastwood é hoje um dos principais diretores americanos.

Já Almodóvar tem uma carreira que, mesmo nos piores momentos, é brilhante. “Fale Com Ela” é o seu filme mais equilibrado, o mais delicado, em que os exageros que se vê, por exemplo, em “Ata-me” (certamente um de seus melhores filmes) estão maduros e totalmente sob controle.

22 thoughts on “Os melhores filmes do século

  1. Rafael:

    Creio que está lista se refere a este século, o 21; nesta lista poderia estar CIDADE DE DEUS. Não suporto filme brasileiro por causa do relaxo com que é feito, mas acredito que Cidade de Deus redimiu nosso cinema.

  2. O filme do século, para mim, também é do Lars Von Trier, mas não é o Dogville, e sim “Os Idiotas”, ainda da época do Dogma.

    Da sua lista, eu não vi e não gostei do Sin City. Eu posso estar sendo injusto, mas depois de “Era uma vez no México” (a gota d’água em uma sucessão de filmes ruins), eu tinha prometido que jamais veria outro filme do Robert Rodriguez.

    “Fale com ela” é muito bacana, mas eu acho “Carne trêmula” o ápice do Almodóvar.

  3. Estranho.. estava procurando por algo (que não era você) e te achei. Coincidência ou acaso, não acredito. Mas ressalto sobre isso, que gostei muito das coisas que li e estou lendo aqui. Estão me impedindo de retomar ao trabalho, já que a cada fim de um parágrafo me vejo lendo outro.

    Até mais!

  4. Rafael,

    apesar de reconhecer seu valor como diretor de cinema, não engulo Almodóvar. Tudo o que ele faz me passa uma mal disfarçada indisposição contra temas que me são muito caros. Ele tem algo de fútil, travestido de profundo. Mas ‘Fale com Ela’, sem dúvida, é seu melhor trabalho. Não por acaso, seu trabalho mais masculino.

    Também demorei a sacar a importância de ‘Dogville’. Acho que precisaria revê-lo muitas vezes. Mas é um grande filme sim.

    Eu citaria ainda ‘De Olhos Bem Fechados’, do Kubrick, como um filme que me desgostou da primeira vez, mas que depois me arrebatou completamente. ‘Magnólia’ também poderia estar na lista dos mais importantes.

    ‘O Labirinto do Fauno’ é, sem dúvida, o meu preferido. Profundamente metafórico, poético, triste, mágico e atemporal, ainda há de merecer comentários mais atentos. É um de meus filmes de cabeceira.

    Abraços!

  5. agora virou MODA falar que eu sou EXAGERADO.
    :>/
    acho que chamei a atenção do rafa para O LABIRINTO também, vai dizer?
    :>)
    bom, 3 desses cinco filmes estão na minha lista, né? bom, minha lista é maior, tá certo… mas tem um almodóvar aí, o que nos aproxima.

    mas o que me diferencia do rafa é isso, ele acha esses filmões como A NOVIÇA REBELDE brilhantes e prefere RESNAIS a CHABROL – eu prefiro chabrol, com tudo que ele tem de TITUBEIO.
    ;>)
    agora… o que não me conformo é um camarada dizer que NÃO VAI MAIS ASSISTIR A UM FILME DE UM DIRETOR só pq não gostou do último. afe.
    :>/

  6. Desses aí eu só não suportei mesmo o Sin City. O Labirinto do Fauno eu precisei comprar, precisava tê-lo pra mim.

    Sobre Meninos e Lobos e Dogville são mesmo fodas.

    Abraço.

  7. na minha opinião, shyamalan cagou no pau com “a dama da água”. em primeiro lugar, ele saiu da sua postura normalmente en passant, quase que imperceptível, das pontas que fazia no próprio filme, para assumir uma postura deturpada de agente ativo na história. quebrou o encanto.

    segundo, o filme é a maior prova da raiva não-superada que ele sente dos críticos de cinema, que com razão caíram de pau nele depois de “a vila”. ao invés de se superar, fazer autocrítica e produzir algo decente, shyamalan resolveu pensar com o fígado. deu no que deu.

  8. Biajoni, você deve ter razão. Filmes nascem ao acaso, não é? O cara que faz meia dúzia de porcarias em série pode perfeitamente se transformar em gênio e criar um clássico (“do século”), não é?

    Não sei se você percebeu, mas o seu argumento é capaz de deixar qualquer um roendo as unhas à espera do próximo filme do Uwe Boll.

    “Grande Hotel” é um lixo. “Um drink no inferno” é um lixo. “Pequenos espiões” é um lixo. “Era uma vez no México” é uma porcaria sem nexo. Por que eu deveria continuar perdendo meu tempo com ele? Só porque ele fez um filme bacana no início da carreira?

    Alguém que tenha muito tempo e dinheiro para ver todos os filmes que passam, talvez ache indispensável conferir cada um dos hypes que aparecem. Mas eu não tenho e não acho.

  9. Gostei da lista, não que eu concorde 100%, mas gostei…
    um filme que merecia entrar é O Grande Truque, um dos melhores filmes já feitos sobre a arte (e a magia) de fazer cinema, perfeito em sua estrutura e narrativa…

  10. Assisti “O Labirinto do Fauno”.
    Fiquei chapado pela beleza e a violência do filme.
    Acho que vou ter que assistir mais umas duas vezes…

  11. Dogville eu assisti muito mal, então a unica coisa q posso dizer é q é longo… Medos Privados em Lugares Públicos eu n assistir, embora esteja ultrajada pela sua audásia em falar mal de closer ¬¬ O labirinto do fauno é perfeito, mas tem uma coisinha… o filme, ao menos da minha perspectiva, foi anunciado como sendo infantil, oq n é de forma alguma, se eu tivesse filhos n os deixaria assistir… Sin City é ótimo, mas é n colocaria entre os melhores… e os outros dois eu também n assisti.

  12. André Pessoa:

    Não sei onde eu disse que filmes nascem ao acaso, mas eu creio sim que alguém que fez filmes ruins pode fazer um grande filme. sim. acredito nisso. é difícil? pode ser. bom, veja o que aconteceu com o cronenberg…

    meu argumento não é capaz de deixar qualquer pessoas roendo as unhas pelo próximo filme do uwe boll, embora tenha MUITA gente que roa as unhas aguardando o novo boll. eu tenho um outro blog que pretende falar de alguns bons filmes B, tem muita gente que gosta de filme ruim.
    :>)

    não gosto do rodriguez, mas vou dizer pq assisti a SIN CITY e tive uma PUTA surpresa: pq li o rafael falando bem, li um artigo no jornal falando bem, um outro amigo disse que era bom e eu… achei que não devia ficar BATENDO O PÉZINHO e… VER!

    “não vou ver esse filme, não gostei dos últimos” é criancice.

    você escreveu:
    “Alguém que tenha muito tempo e dinheiro para ver todos os filmes que passam, talvez ache indispensável conferir cada um dos hypes que aparecem.”

    se você tiver tempo e dinheiro para ver TODOS os filmes, vai acabar vendo os hypes. se, como eu, vc não tem tempo nem dinheiro para ver TODOS os filmes, PODE ver ou não todos os hypes (que não são muitos)…

    maaaaaas… se vc se interessa por cinema e tem gente que vc respeita falando bem do filme, simplesmente NÃO ASSISTIR é só BIRRINHA.

    DÁ UMA CHANCE AO FILME, RAPAZ. aí diga que é uma MERDA, mas diga com ORGULHO!

    :>)

  13. olha só: não sou fã do gus van sant, achei um saco os últimos filmes e não ia ver o PARANOID PARK. mas li a resenha do inácio araújo na folha e achei interessante. assim que sair em vídeo, vou procurar e ver.
    :>)

  14. coloquei vc no link do meu blog ok? o ano passado fiz uma entrevista (q inclusive está no site!!) e fez muito sucesso…rs…mas só vale ressaltar q dá pra compara-lo ao meu ok?….. ainda..rs..
    bjo!

  15. Eu só não assisti Medos privados em lugares públicos (mas vou ver depois dessa indicação), todos os outros eu gosto muito. Adoro Fale com ela e Meninos e Lobos (acho o Eastwood um mestre na arte). Eu nunca consigo escolher só 5 ou 8 filmes, mas colocaria “Brilho eterno de uma mente sem lembranças” na lista.

  16. Oi Rafito. How long, hein?

    Então, partilho de seu gosto por filmes, já que não o faço com a música (rsrsrs)

    Apesar de Lars Von Trier SEMPRE, sempre, always, toujours, me deprimir até a morte…eu sou uma masoquista e adoro sua ótica diferenciada sobre os assuntos e o modo como ele aborda e mostra os tais.

    Incrível.

    Tenho saudades.

    besos

  17. filmes:

    Blade Runner
    Asas do Desejo,filme alemão
    Amistad
    Seven Os Sete Crimes Capitais
    A lista de Schindler
    Syriana
    O Senhor das Armas
    O Último Rei da Escócia
    Conan ( O Bárbaro e o Destruidor)
    Coração Valente
    Advogado do Diabo
    Constantine
    À Procura da felicidade( Will Smith)
    Senhor dos Anéis( trilogia)
    Star Wars
    Beleza Americana
    Crash
    X-Man,trilogia.
    Tropa de Elite
    Cidade de Deus
    Irreversível,filme francês
    O AUTO DA COMPADECIDA.
    Central do Brasil
    A Vida é Bela
    Zuzu Angel
    Os Infiltrados
    Trilogia do Bourne,identidade,ultimato e
    O Pianista
    Oldboy
    Silêncio dos Inocentes
    A Espera de Um Milagre
    Power,Energia Pura
    O Labirinto do Fauno
    Drácula,de Bram Stoker
    Entrevista com Vampiro
    Um lobisomen Americano em Londres
    A Bruxa de Blair
    “O Iluminado”
    “A Profecia”
    “Alien – O Oitavo Passageiro
    “O Enigma do Outro Mundo”
    “Hellraiser, Renascido do Inferno”
    Pulp Fiction
    Taxi Driver
    A Queda! – As Últimas Horas de Hitler

  18. Também comentei no Biajoni que Dogville é o melhor da década porque o cenário brechtiano proposto é totalmente compatível com a crítica de Lars Von Trier.

    Sem falar que Nicole Kindmann arrebenta na interpretação! Assisti este filme umas quatro vezes e assistiria mais 10.

    Incrível!

Leave a Reply

Your email address will not be published.