Daniel Boone

Durante uns 15 anos, ou mais, não ouvi ninguém falar daquele que tinha sido o meu seriado preferido na infância. Foi preciso que as pessoas começassem a fazer homepages compartilhando com o mundo seus gostos pessoais para que eu, finalmente, soubesse que não estava sozinho no universo. E por isso um dos posts que recebem comentários constantes ao longo dos anos, neste blog, é um sobre o seriado Daniel Boone.

“Daniel Boone” é uma paixão antiga. Foi o seriado de que mais gostei na infância. Eu queria ter um chapéu de guaxinim — melhor dizendo, de raccoon — e ser um pioneiro americano em eterno conflito com os índios. Em 1979 eu voltava da escola correndo para assistir ao seriado, que àquela época era exibido pela TV Aratu aí pelo meio-dia, meio-dia e meia.

Eu só não sabia que, para tantas outras crianças, “Daniel Boone” tinha sido tão importante. E há uma sensação de pertinência quando vejo comentários que, assim como eu, reconhecem em um seriado sobre um personagem histórico (e controverso) americano uma parte significativa de sua vida.

Mas há uma coisa que me incomoda, e não é o saudosismo generalizado nem aquela crença de que na minha época as coisas eram melhores, porque nem sempre eram. É a idéia de que “Daniel Boone” deveria ser reprisado.

Porque eu estou convencido de que reprisar “Daniel Boone” seria um fracasso fenomenal. Os tempos são outros. E o passado, para a tristeza da humanidade, não volta.

Assistir a um seriado antigo, daqueles que lhe empolgaram na infância, é sempre arriscado. Não se trata apenas do risco de ver que aquilo que você achava o máximo não era tão bom assim. É perceber que não é mais possível estabelecer aquela simbiose emocional com o filme. Não se pode voltar para casa, dizia Tom Wolfe, e há poucas sensações tão decepcionantes quanto rever algo ou alguém que foi muito querido, de que você sempre lembra, mas que hoje não lhe diz mais nada.

Bons seriados dos anos 60 e 70 caem nesse limbo. “Viagem ao Fundo do Mar”, por exemplo: parecia ser muito naquela época, mas envelheceu mal, e se revela pouco mais que propaganda tardia da guerra fria. “Túnel do Tempo”, fantástico naqueles tempos, pode se mostrar um seriado fraco, insuficiente, sem os elementos dramáticos necessários para contrabalançar os absurdos históricos (embora este não seja o meu caso).

Há também os que caem no ridículo. “Besouro Verde”, cujo único mérito é o de ter revelado Bruce Lee para o mundo, é quase demente: um super-herói que anda por aí com motorista. Outros, no entanto, crescem. Kojak, Baretta, Columbo eram bons seriados naqueles tempos e continuam sendo agora, mas principalmente por causa da linguagem utilizada. “Terra de Gigantes”, por sua vez, é um caso único. Eu não gostava quando era criança; hoje me empolgo com o tratamento dado à câmera e às vezes até com a temática.

“Daniel Boone”, infelizmente, não está em nenhum desses casos.

Eu fui criado assistindo a faroestes na Sessão da Tarde e a seriados como “Zorro” — Lone Ranger no original. A geração anterior à minha assistia a Bonanza, “O Homem de Virgínia”, Bat Masterson. Fomos todos criados perto da noção de transposição da mitologia medieval européia para o oeste dos Estados Unidos, com o pistoleiro solitário fazendo as vezes do cavaleiro errante. Minha geração ainda brincou com revólveres de espoleta. Porque víamos na TV o cinema dos anos 40 e 50, nós ainda estávamos próximos do século XIX. Isso já acabou, acabou nos anos 80, quando passamos a ver na TV os nossos próprios tempos.

Para mim, índio vai ser sempre bandido. Mexicano também, com os bigodões como agravante. O faroeste é uma invenção WASP e é assim que deve ser. A única modificação admissível a esse modelo é o western spaghetti — mas ali se perverte tudo, não apenas se inverte a ordem de mocinhos e bandidos. Não é a bobajada politicamente correta de, mais que corrigir a história, inverter tudo e colocar índios no lugar de colonos e negros no lugar de brancos, como em um filme idiota com Sidney Poitier chamado Caçada Brutal. Nada é tão falso, talvez tão falso como aqueles filmes americanos passados no Brasil em que todos falamos espanhol. A graça do western está na manutenção de estereótipos que necessariamente fazem parte da mitologia que os americanos criaram para si.

Mas a conquista do oeste americano não faz mais parte do imaginário popular. É história apenas, tão antiga quanto a queima de bruxas em Salem ou a Noite de São Bartolomeu. “Daniel Boone” faz parte dessa história, que não tem mais apelo em época de Lost. E por isso não deveria ser reprisado, porque um seriado tão bom não merece ser sujeito à humilhação pública.

***

No Natal de 2006 ganhei o primeiro volume da reedição em DVD do seriado. São 15 episódios da segunda temporada, a primeira em cores, em quatro DVDs lançados pela Focus.

Do ponto de vista crítico, essa edição é um fracasso e um desrespeito. A Focus editou a temporada de maneira porca, sem respeitar a cronologia (provavelmente porque isso a forçaria a começar com uma primeira temporada em preto e branco). Mais grave ainda, lançou apenas o áudio dublado em português. Cometeu até o pecadilho de transformar os créditos de encerramento em uma seqüência de slides, provavelmente para economizar espaço em disco e poder incluir trailers de outros lançamentos seus. A edição feita pela Focus chega a ser vergonhosa.

Mas do ponto de vista de um saudosista, isso não importa. Porque era assim que a Globo exibia o seriado, completamente fora de ordem e com a dublagem em português. Por exemplo, originalmente a família Boone consistia em Daniel, Rebecca e Jemima. Depois introduziram outro filho, Israel. E mais tarde Jemima desapareceria do seriado sem dar aviso. Mas eu, depois de anos acostumado a ver apenas Israel como filho de Boone, me vi diante de uma filha mais velha, que apareceu sem explicação.

Mais importante ainda, o seriado traz a dublagem original, e isso é fundamental para a recriação da experiência de infância. “A Fox Filmes do Brasil apresenta…” é uma daquelas frases cuja entonação é inesquecível. Rever “Daniel Boone” sem a dublagem original seria uma experiência incompleta.

(Talvez a Focus use esse argumento de fã para se justificar. Mas não pretendo comprar os volumes seguintes, porque um volume basta para satisfazer essa nostalgia. Se eu quisesse rever todos os episódios de Daniel, preferia comprar a versão americana, à venda na Amazon.)

45 thoughts on “Daniel Boone

  1. Genial seu post. Eu assistia Daniel Boone e era meio apaixonada por ele. Mas eu fui apaixonada pelo Ultraseven, então não conta.
    Eu morro de saudade desses seriados super antigos e tenho até medo de assistir de novo e me decepcionar.
    Já aconteceu com Mulher Maravilha que eu gostava tanto e agora passa no TCN. Como eu podia gostar daquilo?????

  2. Ah, esqueci de comentar. Você chegou a assistir o seriado com o Israel já adulto? Acho que foi um spin off fracassado porque não vejo ninguém comentar.
    Ou isso ou minha mente naquela época já estava criando as primeiras fanfics 😀

  3. Galvão:

    Você tem toda razão. Velhos seriados da nossa infância jamais poderiam ser vistos quando somos adultos. O que você falou do Besouro Verde, por exemplo, é uma coisa que eu passei. O seriado é muito tosco. Nem o Bruce Lee, que eu sempre adorei, ajuda a engolir a coisa. Mas, mesmo Jornada nas Estrelas, a série original, minha preferida, não escapa do ranço. Realmente a idade tira nossa ligação emocional com aquele passado e consequentemente, com a magia que nos deslumbrava. Paciência!

  4. Eu assistia Daniel Boone, mas acho que não gostava muito não, já que nem me lembro direito dele.

    Entre os seriados antigos que eu suponho que continuam interessantes para o público em geral, estão Perdidos no Espaço, Jeannie é um Gênio e A Feiticeira.

  5. Assisti Daniel Boone já sem muito tempo, eu era da geração de “Bonanza”, “O Homem de Virgínia” e “Bat Masterson”. Mas me recordo bem de um outro seriado – que não lembro o nome – que me chamava a atenção pelo fato de ter o Richard Boone (filho do Daniel Boone) como ator. Era feio, com um narigão e mau ator. O que me fazia pensar que o tal Daniel deveria ser bem diferente do galã que o interpretava.

  6. O engraçado é que se Daniel Boone fosse passado hoje, seria considerado politicamente incorreto em alguns aspectos, ao começar pelo indefectível chapéu de guaxinim que certamente despertaria a ira de um bocado de ongs ambientalistas dirigidas por pessoas mal humoradas e mal comidas. Mas como vc mesmo escreveu os tempos são outros. Em relação ao sentimento que pode ser despertado com uma reprise, para mim, ninguém descreveu melhor este sentimento do que Aníbal Machado em seu conto ‘Viagem ao seio de Duília’ que conta como um homem atravessa toda sua vida no Rio de Janeiro e depois de longos anos, buscando algum sentido para esta merda toda, volta para a sua cidade natal no interior de Minas para encontrar com o seu grande e inesquecível amor: Duília. No caminho sob o lombo de um burro vai recordando os detalhes da infância e início da adolescência e dos sentimentos que lhe enchiam o peito. Quando finalmente a encontrou, levou um choque. Tinha se esquecido de colocar na variável da sua viagem mental o item tempo. Nem ele, nem sua cidade e muito menos Duília eram mais nada daquilo. Bom, pelo menos hoje com o orkut haveria a possibilidade dele ter se prevenido e nem ter investido seu tempo nesta aventura. Ainda bem que não tinha, senão, talvez, Aníbal Machado nem teria achado interessante o tema e a humanidade estaria um pouco mais pobre em sua literatura. Também assisti muito Daniel Boone, o mocinho amigo dos índios, dos fracos e oprimidos e inimigo dos opressores. Mas o seriado que eu gostaria mesmo de ver reprisado ou que fosse colocado a venda é ‘O Bem Amado’. Puta que pariu, como eu gostava. Personagens como Odorico Paraguassú e seu cinismo e populismo brejeiro, mas nada ingênuo. Tão atual. Zeca Diabo, Dirceu Borboleta, as irmãs Cajazeiras, com seus falsos moralismos de dadeiras enrustidas. Muito bom. Estaria aí os meus verdadeiros seios de Duília.

    Um abraço a todos.

    Neto

  7. OLá Rafael, tudo bem?
    Eu assisti a muito episódios de Daniel Boone. Achava meio sinistro aquele cara todo vestido com couro e usando um boné com rabo de rato rajado e peludo ( na verdade raccoon é um canídeo), e morando numa casa de madeira no meio do nada. Coisas de criança paulistana.
    Porém gostava do índio Mingo. Achava o cara boa praça.
    Por íncrivel que pareça eu tive um boné igual ao dele. Presente de um amiguinho americano , este sim fã absoluto, que com o presente pensava estar me convencendo a também ser um fã. Coisas de americanos solitários eh eh he.
    Gostava muito de Terra de gigantes, Além da imaginação, Nacional Kid, James West, Agente da UNCLE. Mas meus dois seriado preferido eram: Agente 86, e acima de tudo, Jornada nas estrelas, que quando no início de cada capítulo, ‘a voz’ dizia;
    O espaço, a fronteira final… Era foda.
    Mas também acho que a película de vidro que recobre as felicidades da infância (Serão somente essas?) não resiste a qualquer revisatação.
    É aquela história do ‘O rei e a omelete’ que nos conta Walter Benjamin.

    Abraços

  8. “E o passado, para a tristeza da humanidade, não volta.”
    “…e há poucas sensações tão decepcionantes quanto rever algo ou alguém que foi muito querido, de que você sempre lembra, mas que hoje não lhe diz mais nada.”
    Obrigado, cara… por eu ouvir isso agora.

  9. O que vc sente quando escuta “A Fox Filmes do Brasil apresenta”…
    é o que sinto quando escuto ” a long, long time ago…”
    Bjos

  10. Bem, eu nasci no final da década de 80, então já assisti a alguns seriados na reprise.
    Eu lembro muito bem de assistir à Jeannie é um Gênio escondida, porque passava muito tarde na TV.
    Mas já tinha a qualidade da imagem comprometida, e não fazia lá grandes sucesoa com a minha geração.
    Mas para mim foi marcante. Eu queria ser a Jeannie, a Mulher maravilha… rs
    Um beijão

  11. Morro de saudades dos episodios de Daniel Boone. Procuro o episódio que, me parece, deu origem ao seriado. VIAGEM A…. PARTE 1 E 2…DANIEL conduz uma CARAVANA ao Oeste, quando conhece a Rebeca e o indio MINGO.

    AJUDE-ME A ENCONTRAR…

    ABRAÇOS

    NILTON SANTOS

  12. Fui fã incondicional de Daniel Boone, também corria desesperado depois da aula para ver. Que nostalgia gostosa, doce lembrança da infância.
    Ganhei três episódios de presente de um irmão, entre eles, o que provavelmetne deu origem à série, em que Daniel comanda a Caravana e conhece Rebecca.
    Só com a abertura do filme, a música e ele atira a machadinha, me emocionei.
    Mostrei, com todo entusiasmo para meus filhos que questionaram como que eu poderia ter gostado daquilo, falaram que é um filme “paia”. Não quiz criar polêmica, disfarcei, mas me magoou. Porém entendi. Realmente são outros tempos. Fui levado pela nostagia, pela doce lembrança da infância em que vivia em fámília ainda com meus pais vivos. Acho que é isso também. E, quando quero viajar no tempo, com doces lembraças, vejo sozinho no meu quarto. Obrigado e um abraço.

  13. Eu não gostava de Daniel Boone. Aliás, só fui gostar de faroeste bem mais velho. Quando jovem eu era um nerd aferrado à ficção científica.
    Inexplicavelmente, porém, tenho um chapéu de guaxinim. 🙂
    O Sales Neto pegou um bom ponto. Outro dia estava vendo no Canal Brasil um velho filme de Zé Trindade, chamado “Marido de Mulher Boa”. Lá pelas tantas rola uma muzquinha (sim, é um musical, e olhe que é de 1960) que fala sobre as preferências mulherísticas de Zé Trindade. Segundo a música, não escapam as louras, as morenas, e NEM MESMO as negrinhas. Ia dar um sururu dos bons.
    Mas não é preciso ir tão longe; comprei o DVD do TV Pirata e acho que algumas das piadas daquela época iam ser muito mal interpretadas hoje em dia.

  14. Eu tenho 51 anos e adorava Daniel Boone, como a maioria das pessaos de 50 anos. Infelizmente ficou para trás. Daquela época a melhor coisa é o AGENTE 86. Continua atualíssimo e muito engraçado. Ainda bem que está saindo em DVD. Outra série que ainda é atual é JORNADA NAS ESTRELAS – A SERIE ORIGINAL, mesmo com os recursos toscos de produção. Os enredos são fantásticos. E avida era muito mais simples e inocente. Bons tempos que MACONHA e COMUNISTA eram as piores coisas do mundo!!!!!

  15. Caro Rafel, sou um apaixonado por séries antigas e coleciono todas as que estão no mercado. Se possível e se for do seu conhecimento, gostaria de conhecer a lista com todos os episódios da série Daniel Boone, obviamente na ordem cronológica. Um abraço !

  16. Para os fãs de Daniel Boone, o site http://www.rbtv.com.br, passa nos seguintes dias e horários: 3a feira às 19 horas; sábado às 18:10 horas; domingo às 17:15 horas. Neste site, que é um canal de UHF, passam outras tantas séries antigas também. Ele está sediado em são Paulo. Você pode ver pela televisão também!

  17. Hey there, Eu sou Paulista morando fora do pais a 20 anos ! Primeiro in England, ultimamente no USA, Nashville.
    Tambem gostava muito dos mesmo seriados. Gostava tanto do Daniel Boone, que uma realizacao de um sonho antigo foi uma viajem de moto que fiz de Nashville a Kentucky para visitar o tumulo do Daniel Boone. E ele foi uma pessoa real, visitei um park dedicado a ele em KY and depois fui para a capital de KY para visitar-lo. Posso mandar photos e mais detalhes da viajem se alguem estiver interesado.
    Mas mudando de um heroi para o outro. Aguem sabe onde posso comprar, etc o seriado do Ultraseven, dublado em Portugues!?
    Se alguem puder me ajudar com isso, pode pedir qualque coisa que eu possa de mandar em troca daqui do US>
    Thanks a lot!!
    David Moulin
    Nashville, TN Moulin6801@yahoo.com

  18. Assiatia muito este seriado, comprei os dois volumes e assistimos sempre, é minha relíqua!!! hehehe!!!

  19. eu gostava muito de existir daniel boone, nas tarde quando chegava do colégio, tinha também na mesma época tarzan com o ator(ron Ely) muito bom também de existir, eu estou querendo adquirir esta filme antigo, se tiver auguém para me informar aonde eu consigo, para comprar, por favor me der a dica,quero comprar a colisão do tarzan com ator(Ron Ely) e do daniel boone,bruce lee também se tiver, me passar o preço para eu pedir, obrigado

  20. QUANTOS FILMES ,BONANZA,CIMARRON,QUEM NAO SE LEMBRA DO NATIONAL KID,UTRAMEN,BOMBA ,KISCO KID,ERA EPOCA DE OURO EM NOSSAS VIDAS,SOU FA ATE HOJE DE TODOS FILMES,,MAS QUANDO COMENTO AQUI EM CASA SO TOMO LAMBADA DOS FILHOS.

  21. A primeira tv na minha casa chegou em 1974. Eu não tinha muito acesso a séries de TV, por então lia. Li de tudo: Júlio Verne, Mark Twain, Joseph Conrad, Robert Louis Stevenson, Alexandre Dumas, etc… O que vocês falam quanto a reação dos filhos em relação aos seriados e filmes, eu enfrento com os meus em relação aos livros. Há algum tempo encontrei a Ilha do Tesouro e entreguei para que eles lessem, lembrando de como devorei o livro. Nem ligaram. Se não tem super-poderes, magia ou algum outro “efeito especial”, a gurizada nem toma conhecimento.

  22. Christiano

    Como todos os seriados americanos, na epoca, Daniel Bonne e Os Waltons jamais serão esquecidos, foram eternizados em nossas mentes, ingenuas, sonhadoras e nos reportavam a formas mais leve de encarar a vida.

  23. chorrei muito ao verer o video da serie
    pena que meus filhos nao viram
    sou fa inconticional da serie

  24. TENHO 50 ANOS, FUI AGRACIADO POR VIVER A ÉPOCA DOS BELÍSSIMOS FILMES E SERIADOS, A EXEMPLO DE DANIEL BOONE, QUE EU NÃO PERDIA POR NADA. HA ALGUNS ANOS ATRÁZ, ENVIEI VÁRIOS E-MAILS PARA A REDE TV, SOLICITANDO A TRANSMISSÃO DESSE SERIADO, PORÉM NUNCA TIVE RETORNO. FIQUEI BASTANTE TRISTE COM O FALECIMENTO DE FESS PARKER.

  25. COMPREI A ÚNICA TEMPORADA DE DANIEL BONE QUE SAIU NO BRASIL. A 2ª TEMPORADA, PELA ‘FOCUS’. GOSTARIA DE TER, PELO MENOS, A 1ª TEMPORADA, QUE É EM BRANCO E PRETO. SERÁ QUE NINGUÉM AQUI, NO BRASIL, TEM A 1ª TEMPORADA, COMPLETA, PARA ME VENDER? OU EU TENHO MESMO QUE IMPORTAR DOS ESTADOS UNDIDOS, PELA ‘AMAZON’? MAS, DAÍ, NÃO HÁ LEGENDA EM NENHUM IDIOMA, E APENAS FALADO EM INGLÊS, NÃO É? GRATO.

  26. Igualmente ao David J Gomes , tenho a coleçao que saiu no Brasil ,sao 8 dvd´s , também gostaria de adquirir todos os 165 epsódios , sera que os discos americanos sao dublado ou legendado em portugues ? ou pelo menos em espanhol ? Alguem poderia informar ? Alguem sabe onde tem p/vender ? Grato (oliver.2003@hotmail.com)
    Oliver

  27. oi, hoje ao visitar a minha mae lembrei destes filmes que assistia na infancia, fiquei emocionada ao ouvir a musica da abertura, indiferente de nao entender bem se nao seria uma boa assistir nos dias de hoje a saudades e tanta que com certeza nao perderia um so, todos sabemos que as nossas lembranças ninguem nos tiram mas relembrar e sempre bom e nos remete a boas recordações, alguem tambem assistia o planeta dos macacos, era muito legal, obrigada por este estou muito contente por compartilhar com voces essas lembranças, abraços cheila!

  28. Cecília Oliveira

    Oi, Rafael!gostei muito do filme Daniel Bone e eu quero o volume4 da segunda temporada.
    o que vc pode fazer?

  29. Antonia R.nascimento Junho 24th,2010at 13:38

    Na decada de 70,eu tinha 11 anos vi pela primeira vez a serie Daniel Boone,me apaixonei pelo índio é pelo Daniel. Olha Rafael eu gostaria de ganhar os 165 episódio da série, oqu você pode fazer por min? mesmo com Fess Parker morto eu continuo apaixonada por ele.

  30. ola amigos a onde posso encontrar esses filmes.
    Por favor se alguem souber me avise.
    Marcou muito a minha infancia.
    Abraços.

  31. Amarildo

    htt://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_ss_i_3_12?url=search-alias%3ddaps&field-keywords=daniel+boone+dvd&sprefix=danielboone

    este e o site da amazon,onde você pode coprar todus os dvds.

  32. Galera , O seriado Daniel Boone é algo que nos deixava emocionados , por ser inocente , sem as maldades que hoje vivemos, esse seriados deveriam ser regravados e com a tecnologia de hoje e efeitos especiais ,sucesso certo . ( terra de gigantes , e outros seriados ) eram otimos.

  33. concordo com você antonio dias pos atecnologia de hoje e um sucesso.
    foi passar as ferias na fazenda do meu pai e levei so dvds de Daniel Boobe,nossa como a piãozada gostou dos filmes,nunca tinham asistido.
    Passei um mês tomando leite e comendo queijo de graça en troca fazer as copias dos dvds p/eles.Fiquei muito comtente. Beijos.
    tonia_parke@hotmil.com

  34. Vocês todos aqui falando que assistiam quando criança na tv e eu só babando.
    Nasci em 1994 e também tenho recordações muito boas de seriados da minha infância, mas me apaixonei por Daniel Boone no primeiro vídeo que eu vi.
    Tenho os 5 Dvd’s e como podem imaginar, todos os meus amigos e parentes me acham louco (afinal, eu curto ouvir The Animals, The Doors e Led Zeppelin também).
    Nasci na época errada.

  35. O DURO MESMO É SABER QUE A FOX TEM 2 OU 3 CANAIS DELA, CANAIS PAGOS, QUE A FOX NOS ANOS 60 FEZ SERIADOS MARAVILHOSOS COMO ‘NÓS E O FANTASMA’, ‘DANIEL BOONE’, ‘JÚLIA’, E OS SERIADOS DE IRWIN ALLEN, E NENHUM, MAS NENHUM DELES MESMO, PASSA EM NENHUM DESSES CANAIS. AO CONTRÁRIO: ELES PASSAM SERIADOS QUE NEM MESMO FORAM PRODUZIDOS PELA FOX! QUANDO EU ALUGUEI TV A CABO PELA 1ª VEZ, EM 1996, ALGUNS DESSES SERIADOS, BEM COMO DESENHOS ANIMADOS DE HANNA-BARBERA, E FILMES ANTIGÕES AINDA PASSAVAM NOS CANAIS PAGOS. MAS, AGORA, QUASE NADA. ELES ACABARAM COM O VELHO CANAL DE DESENHOS ‘BOOMERANG’, QUE ERA ÓTIMO, ACABARAM COM O ‘TELECINE CLASSIC’ E AGORA, ESTÃO ACABANDO COM O ‘TCM’, QUE PASSA, HOJE EM DIA, ATÉ SHOWS DE ROCK E FILMES DOS ANOS 90! UM ABSURDO. VAI CHEGAR UM MOMENTO EM QUE NENHUM CANAL VAI PASSAR ABSOLUTAMENTE NADA DE SERIADOS, FILMES E DESENHOS CLÁSSICOS, QUE FIZERAM A FELICIDADE DE QUEM TEM MAIS DE 50, E QUE DAVAM BONS EXEMPLOS DE DIGNIDADE HUMANA E DE AMOR AO PRÓXIMO, BEM DIFERENTE DOS PROGRAMAS E SERIADOS DE HOJE EM DIA.

  36. E É UMA VERGONHA ESSA FOCUS TER LANÇADO APENAS UMA TEMPORADA DE ‘DANIEL BOONE’. JUSTAMENTE UM SERIADO TÃO BOM E QUE TEVE, NO TOTAL, 6 TEMPORADAS. E AINDA POR CIMA DIZER QUE SE TRATAVA DA 1ª TEMPORADA, QUANDO, NA VERDADE, ERA A 2ª TEMPORADA QUE ESTAVAM LANÇANDO. FIZERAM ISSO COM MEDO DE QUE, LANÇANDO A VERDADEIRA 1ª TEMPORADA, QUE ERA EM PRETO E BRANCO, NÃO VENDEREM BEM, JUSTAMENTE POR NÃO SER EM CORES. E, AGORA, O POVO, AQUI NO BRASIL ,FICA VENDENDO, ESSA 2ª TEMPORADA, DIZENDO (E ACHANDO REALMENTE) QUE ESTÃO VENDENDO A 1ª TEMPORADA DE DANIEL BOONE. E A FOX É VERGONHOSA, TAMBÉM: EXCETUANDO ‘PERDIDOS NO ESPAÇO’, ELES NÃO LANÇAM NENHUM SERIADO DELES, DOS ANOS 60, EM DVD. TÍNHAMOS QUE BRIGAR CONTRA ESSE ESTADO DE COISAS, E EXIGIR OS LANÇAMENTOS DE TANTOS SERIADOS ANTIGOS, E, QUANDO LANÇAR UM SERIADO, LANÇAR TODAS AS SUA TEMPORADAS, E NÃO APENAS UMA OU DUAS.

  37. OI, OLIVER,
    NO ‘AMAZON.COM’, VOCÊ ACHA TODOS OS BOX DE TODAS AS 6 TEMPORADAS DE ‘DANIEL BOONE’. SÓ QUE OS EPISÓDIOS TEM ÁUDIO APENAS EM INGLÊS, E, ALGUNS DELES, EM ESPANHOL TAMBÉM. NÃO HÁ, INFELIZMENTE, LEGENDAS EM NENHUM IDIOMA. EU, PESSOALMENTE, CONSEGUI A 1ª TEMPORADA, COMPLETA, QUE É A RARIDADE DAS RARIDADES AQUI NO BRASIL, E COM A IMAGEM BOA, DE UM DOS MAIORES COLECIONADORES DE SERIADOS DO BRASIL, QUE MORA EM CURITIBA. ELE É HONESTO E TRABALHA MUITO BEM, MS NÃO É BARATEIRO, NÃO, JÁ QUE ELE POSSUI VERDADEIRAS RARIDADES EM SERIADOS, EM TERMOS DE BRASIL. PORÉM, ESSA MINHA 1ª TEMPORADA, É DUBLADA EM ESPANHOL, E SEM NENHUMA LEGENDA. NEM SEMPRE É FÁCIL ENTENDER OS DIÁLOGOS, RÁPIDOS, NA DUBLAGEM DE ÉPOCA , EM ESPANHOL.

  38. PARA ACHAR AS 6 TEMPORADAS COMPLETAS DE ‘DANIEL BOONE’, VAI NO ‘AMAZON.COM’. IMAGEM BOA, MAS SEM LEGENDAS, E COM ÁUDIO APENAS EM INGLÊS, E, EM ALGUMAS TEMPORADAS, ÁUDIO TAMBÉM EM ESPANHOL. A ‘VÍDEO SÉRIES’, AQUI NO BRASIL, LANÇOU, ATÉ O MOMENTO (FEVEREIRO DE 2012) NOVE EPISÓDIOS, ESPARSOS, DA 3ª TEMPORADA, COM IMAGEM AMERICANA E DUBLAGEM BRASILEIRA ORIGINAL INSERIDA. EM TEMPO: A ‘VÍDEO SÉRIES’ LANÇOU TODAS AS TEMPORADAS DE ‘VIAGEM AO FUNDO DO MAR’, ‘TERRA DE GIGANTES’, E ‘TÚNEL DO TEMPO’ POR AQUI, COM A IMAGEM AMERICANA, E AS DUBLAGENS BRASILEIRAS ORIGINAIS INSERIDAS. MUITO LEGAL.
    davidjgomes@gmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *