Epicuro

Enquanto vivemos, a morte não existe; quando a morte passa a existir, nós já não existimos.

Foi o Plataformista quem escreveu esse axioma epicurista aqui, num comentário a um post perdido no tempo. É uma frase simplesmente brilhante.

7 thoughts on “Epicuro

  1. Simplesmente brilhante mesmo. Pena não conseguirmos viver segundo essas palavras. Afinal, a maioria passa a vida com a morte na cabeça. E quando a porcaria da morte chega, não temos mais cabeça para colocar a vida dentro.

  2. Mas por vezes a morte se mostra no outro que deixa de existir… Por isso….ela nunca será uma surpresa…apesar de não sabermos qdo…um dia todos morreremos!

  3. O diretor de futurologia da British Telecom, Ian Pearson, acredita que supercomputadores poderão fazer o download das informações contidas no cérebro humano a partir de 2050, também afirma que os computadores poderão sentir emoções a partir de 2020. E que, graças à possibilidade de download do cérebro humano, a morte será coisa do passado. Se esse futurologo(pra mim isso era coisa só de pai de santo) estiver certo esse axioma vai estar errado em 2005…O problema é que em 2050 em posso estar morto.

  4. Li a reportagem de Ian…não sei se é melhor estar vivo pra “viver roboticamente” ou morto para nao precisar ver o que vai acontecer..

    Viajando…se isso for possível, e se a tecnologia se popularizar a tal ponto ,no futuro a maioria das pessoas serao androides…pois ninguém vai querer “morrer”…

    Onde que a religiao vai parar , isso é mais dificil ainda de saber………

  5. felicidade……………..
    Éh-Ki Lí “brio”……….>
    de Epi(curo)tácio Sá(mos)

Leave a Reply

Your email address will not be published.