Minimalistas

O AlterEgo fez um comentário interessante sobre o meu blog preferido, o Dullest.

Lendo o comentário lembrei de um autor francês chamado Emmanuel Bove. Resguardadas as diferenças de mídia e estilo, seus livros são bem parecidos com o Dullest: vidas chatas compostas de pormenores insignificantes, narradas em estilo minimalista e desconcertantemente direto.

3 thoughts on “Minimalistas

  1. Será que ao tirar a insignificância da vida e colocá-la no papel na forma de palavras ela fica mais significativa? E, se fica, qual será o motivo? Credo… Acho que, se ficar pensando nisso, vou acabar pirando. As minhas sinapses dos meus neurônios vão dar nó umas nas outras e vou ficar mais confusa do que já sou.

Leave a Reply

Your email address will not be published.