Esprit d'escalier

Mal acordo e me ligam do meu banco. Um desses funcionários de call center, com a cartilha diante dos olhos, tenta me convencer a ingressar num desses planos de capitalização, ou seja lá como chamam esses esquemas de 171 legalizados.

Declino da oferta e tento desligar, mas ele insiste. Continuo dizendo que não, mas ele insiste. Pergunto se por acaso viu meu saldo humilhante para ter o desplante de me oferecer algo assim, mas ele insiste — agora com novos argumentos: “o que você faria com 25 mil reais?” Repito que não quero, e já perdi as contas de quantos “nãos” disse. Finalmente ele aceita desligar o telefone sem que eu tenha que ser mal-educado.

Os franceses têm uma expressão para aquela boa frase que só vem à sua cabeça depois que tudo acabou. Chamam de esprit d’escalier, espírito de escada. É a resposta espirituosa que só aparece quando você já está saindo.

E só na escada é que fui pensar no que faria com os 25 mil reais: “Amigo, com esse dinheiro eu contrataria uns 10 pistoleiros para acabar com todos os funcionários chatos de telemarketing do país”.

5 thoughts on “Esprit d'escalier

  1. Meu tio processou 2 operadoras de cartões de crédito que ligaram sem que ele pedisse. O danado tem gravador de conversas e identificador de chamadas. Ele queria saber como é que ficaram sabendo dos dados dele e as empresas não quiseram informar. Está correndo na justiça e acho que ele tem boas chances. Rasti, não adianta declinar da oferta. Diga que não e mande a PQP por terem te acordado. :c) hehehe

  2. Rafa, e o tamanho da burrice desse povo? Esses “operadores de call center” não sabem ouvir, não sabem dar resposta a perguntas para as quais não foram programados.

  3. Basta detectar que se trata de telemarketing, perco a paciência instantaneamente, bem como a educação. 🙂

  4. os telemarketings realmente incomodam, mas vamos analisar por iutro angulo.
    quantos trabalhadores essas empresas empregam umas dezena, umas centena, ou alguns milhares.
    não são alguns milhoes.
    bem para quem e chateado?
    para vcs ou para eles?
    bem no meu modo de ver as coisas, sempre tratei bem as pessoas ate as que não conheço. porque não trataria bem um profisional que esta tentando ganhar o seu pão.
    se não vou comprar nada pelos menos educação se traz de casa.

Leave a Reply

Your email address will not be published.