O aprendiz de guerrilheiro

Deixa ver por onde começo: o menino de 14 anos resolveu ser guerrilheiro das FARC colombianas para combater o capitalismo, e durante 3 meses economizou 1000 reais do dinheiro que papai e mamãe lhe davam para ir ao shopping e sair com os amigos. Fugiu mas “caiu” em Manaus, e voltou para casa onde foi recebido com beijos do papai e da mamãe e brigadeiro, seu doce predileto, da vovó.

Agora deixa eu colocar as coisas nos meus termos.

Segundo os depoimentos da família, o debilóide pirou depois que foi assaltado, há cerca de um ano. Devem ter dado uma coronhada na cabeça dele, sei lá. Só pode ser isso. É como posso explicar as ações desse babaca.

Algumas coisas me impressionaram nessa história. A decisão do retardado de se juntar às FARC demonstra uma ignorância profunda, sim, mas também uma burrice descomunal. Ignorância por não saber das ligações entre guerrilha e tráfico, e burrice porque há jeitos melhores de se combater a violência. O que esse mongolóide queria era ser herói, só isso. Pode ser um demente que não duraria 15 dias na selva, mas querer ser herói é direito de todos.

É curioso, e até irritante, que o idiota possa economizar mais de 300 reais por mês do dinheiro do seu lazer. É mais do que dezenas de milhões de brasileiros conseguem ganhar em um mês inteiro de trabalho duro. E é esse menino de classe média, talvez classe média alta, filho de um casal que aparentemente tem se dado bem no sistema, que resolveu “combater o capitalismo”, só porque foi assaltado e viu a violência de perto. Tem gente que tenta se suicidar para chamar a atenção; ele resolveu ser guerrilheiro.

Que me desculpem seus pais, mas esse menino é só um garoto mimado e voluntarioso. E burro, imensamente burro, burro até dizer chega. No lugar de seus pais, uma pessoa com juízo daria a ele algumas sessões num psicólogo, em vez de brigadeiros. Mas, antes, daria-lhe uma surra homérica.

6 thoughts on “O aprendiz de guerrilheiro

  1. É isso mesmo, Rafa. Surra nele e nos pais debilóides que criaram esse projeto (projeto nada… tá prontinho ) de imbecil. Se ele quer lutar contra o sistema, que vá ensinar a ler e escrever o montão de adultos analfabetos deste país. Que, como você disse, estão longe de ganhar essa “mesadinha” que as antas dos pais resolveram dar pra ele. Ô vontade de colocar um laxante bem violento nesse brigadeiro! E obrigar a família inteira a comer. E sem direito a vaso sanitário. Que façam nas calças mesmo!

  2. Eu acho q cada tem sua opniao sobre o assunto, mas eu sou guerrilheiro e gosto muito do q faço.
    Imbecil sao vcs q vivem sempre no mesmo mundo com os mesmos pricipios.
    Fui

Leave a Reply

Your email address will not be published.