Fast food chauvinista

A Dani reclamou das “mulheres industrializadas” do Big Brother.

Não assisto o programa, por não ter saco (mas tive a sorte de ver o final do primeiro, com o choro daquele retardado) e por estar pouco interessado na vida dos outros; parto do princípio de que são chatas como a minha.

Mas mulheres industrializadas devem ser legais.

A gente come, come, e quando acaba pode ir buscar outra igualzinha no supermercado.

4 thoughts on “Fast food chauvinista

  1. heheheh É por aí… feitas em produção em massa na fábrica! Cabelos, peitos e barrigas sintéticas. heheheheh

  2. No caso em questão não dá pra deixar de mencionar o problema de controle de qualidade do produto, bem como da eficiencia do SAC, pois imagine se o produto vem com defeito grave de fabricação do tipo que fala, fala sem parar , ou ainda do tipo que vc come, come e não sente diferença entre ela e uma boneca inflável, pois o mecanismo que a movimenta resolveu que não vai funcionar, pois é Sr. Rafael Galvão, todo produto industrializado tem seus prós e contras…

  3. ADOREI… PERFEITO… É TUDO O QUE EU QUERIA DIZER E NÃO SABIA
    OBRIGADO PELO DESLUMBRE

Leave a Reply

Your email address will not be published.