O comentário de uma tal de Nina

Em novembro, publiquei este post no blog antigo:

Rápida declaração de racismo
Não gosto de negros. Não gosto de brancos. Não gosto de amarelos. Não gosto de vermelhos. E se inventarem um verde, eu também não vou gostar.

Uma tal de Nina, pessoa inteligente e que enche de orgulho todos os movimentos raciais do país, deixou ontem estes comentários estupidamente brilhantes:

RACISTA NOJENTO FILHO DA PUTA LAZARENTO
Nina | Email | 27.03.04 – 2:51 pm | #

Infelizmente, como fazem todos os bobos deste mundo, ela não deixou um endereço de e-mail para que eu possa responder a ela (deixou apenas um tal de thebets.zip.net, que não leva a lugar nenhum).

Portanto, na esperança de que ela volte para ver o quanto me magoou, deixo aqui o e-mail que mandaria a ela:

Nina,

Depois de ler o seu belo poeminha deixado para mim, com rimas tão bonitas e escrito em linguagem tão bela e delicada, como deve ser próprio da sua personalidade fascinante, cheguei a uma conclusão triste.

Puta que pariu, além de mal educada você é burra pra caralho, hein?

Benza Deus.

Um beijo,
Rafael

O IP da moça, a quem interessar possa, é 200.98.58.201.

O QI da moça, a quem interessar possa, é 0.

2 thoughts on “O comentário de uma tal de Nina

  1. E além disso,o que a sua mãe teria a ver com isso???
    Acho que ela deve ser “verde”! rs

  2. Rafa,
    querido é como eu sempre digo : Burrice é um dos piores defeitos no ser humano. Eu admito que a pessoa tenha dificuldades de entendimento em quaisquer assunto mas definitivamente a burrice eu nao tolero.
    Talvez por ter sido criada ouvindo a célebre frase: Mulher burra é muito triste !
    That´s all !
    Tolerancia para nós, e um beijo bem grande pra vc .
    Nathalia

Leave a Reply

Your email address will not be published.