Os fatos da vida

Eu já tinha cansado de publicar listinhas de searchphrases que trazem pessoas a este blog.

(A propósito, as frases que mais trouxeram gente até aqui em abril foram “Rafael Galvão”, “A Normalista”, “Astronomia para amadores”, “Cabo Anselmo”, “Pílula do dia seguinte” e “Desmatamento Caatinga”. Nem parece o velho blog, aonde só iam os pervertidos de praxe.)

Mas essa é curiosa demais para que eu possa resistir — e eu não sou bom em resistir a tentações:

fotos ensinando como se masturbar

Há algo errado nesse mundo moderno. Antigamente as pessoas buscavam informações apenas antes de iniciar suas vidas sexuais acompanhadas. As mulheres mais sensatas se dirigiam a um ginecologista. Homens, numa variação da atitude que mais tarde os fará se perderem constantemente por considerarem indigno pedir informações a um transeunte, perguntavam aos mais velhos, que davam um conselho simples: “vá lá, coma a vagabunda e não me desaponte, que a família tem um nome a zelar”.

Este mundo está muito mudado.

2 thoughts on “Os fatos da vida

  1. Será que essa criatura vai sobreviver nesse mundo? Além do mais é uma coisa que quando chega o tempo se aprende sozinho. A mão parece até que é ensinada, a danadinha.

Leave a Reply

Your email address will not be published.