Pornografia

No Culture Kitchen Liza Sabater define por que não gosta de pornografia: ela acha, além de feio de se assistir, falso.

É a definição perfeita. Tudo aquilo parece falso. Eu, pessoalmente, não consigo assistir a um filme sem imaginar o diretor fazendo seus comentários: “Levanta essa porra!”, “Abre as pernas, caralho!”, “Você não sabe gemer não, é?”, “A luz tá errada, cacete!”, “Bota a câmera lááááá…”.

Mas acho que isso é apenas desculpa. Vai ver eu não gosto porque é sempre uma humilhação e um golpe na auto-estima ver John Holmes em serviço.

(O post da Sabater tem alguns links para sites interessantes que falam não sobre pornografia, mas sobre o métier. São uma delícia.)

One thought on “Pornografia

  1. Eu já fico pensando na pobre vida dos atores…
    E o que tem de “ator” e “atriz” por aí,atuando de graça.

Leave a Reply

Your email address will not be published.