Notícias estranhas em um blog esquisito (XV)

Um pároco dinamarquês foi demitido por ter afirmado que Deus abdicou em favor em favor de seu filho.

A Igreja deve ter achado isso uma heresia sem tamanho.

Mas, pensando bem, já que Deus é onisciente e vê tudo o que se passa aqui embaixo, essa era a única coisa decente a fazer se Ele tem algum juízo.

***

Um professor primário foi preso depois de permitir que seus alunos vissem pornografia no computador da sala.

Pelo visto ele não podia alegar que se tratava de educação sexual.

Agora, o que mais um professor, rodeado por pequenos marginais ávidos de sangue, podia fazer?

***

Resolvida uma crise séria na União Européia: as pessoas vão poder levar seus animais de estimação consigo quando viajarem em férias, mesmo que elas não tenham passaporte, conforme exigido por lei.

Nunca mais tiro um passaporte na vida. É humilhação demais portar o mesmo documento que o porquinho de estimação dos outros.

***

Um terço dos coroas suecos diziam, uma semana atrás, que uma boa classificação de sua seleção de futebol iria influenciar sua performance sexual.

Eles estão, literalmente, confundindo as bolas.

É por isso que o Brasil é pentacampeão e a Suécia não é nada. Para nós, jogo é jogo, treino é treino e sacanagem é outra coisa.

***

Antes do jogo contra a Inglaterra pela Eurocopa, quinta-passada, os suíços apelaram para o vodu. Passaram horas alfinetando bonequinhos dos jogadores bretões.

Bobinhos.

Deviam ter pedido ajuda ao Brasil, e poderíamos mostrar a eles as delícias de um ebó para Exu numa encruzilhada à meia-noite.

De novo: é por isso que o Brasil é pentacampeão e a Suíça não é nada.

***

Huw Lobb entrou para a história ao se tornar o primeiro homem a vencer um cavalo na maratona desse tipo que se realiza todo ano na Inglaterra.

É preciso ser um povo muito esquisito para, todo ano, precisar medir forças com um cavalo. Já era tempo de terem dirimido suas dúvidas.

***

Uma bandeira alemã que um dia tremulou orgulhosamente nos mastros do Reichstag hoje cumpre seu papel em um bordel.

O que não dá para entender é o auê criado em torno desse pequeno fato desimportante. Afinal, um parlamentar não pode dar um presente à sua mãe?

***

Um policial holandês foi afastado ao descobrirem que ele plantava maconha em casa.

É nisso que dá essa cultura de liberalismo dos flamengos. Os policiais ingênuos ficam sem saber os fatos da vida.

Não fosse por isso, os policiais brasileiros poderiam ensinar a eles a fina arte de tirar sua comissão dos traficantes.

***

Um alemão de 81 anos, suspeito de vários estupros, conseguiu uma vitória nos tribunais ao ser dispensado de testes de potência sexual, exigidos porque ele alegou que não conseguia mais irrigar suficientemente seus corpos cavernosos.

Apesar de ter certeza de que o velhinho tarado é culpado, fica uma pequena dúvida: qual velhinho não ia ter orgulho de ser acusado de tamanho vigor sexual?

***

Imelda Marcos (alguém ainda lembra dela?) está tentando banir um documentário das Filipinas, alegando que ele transformou sua vida em piada. Talvez o título do documentário seja “Que melda, Imelda”, sei lá.

Mas ela tem razão. Não é preciso carregar nas tintas. Basta contar os fatos, como seus pares de sapatos e as atrocidades que ela e seu marido cometeram durante sua ditadura.

A vida de Imelda não é uma piada, é uma tragédia. Para os outros, bem entendido.

***

Bono Vox acaba de perder o meu respeito.

Ele pediu desculpas por acender um cigarro, um ato horrendo na Irlanda de hoje.

Quer dizer que encher a boca para falar do Terceiro Mundo pode, mas na hora de desafiar os absurdos de seu país é melhor ficar calado, né?

A sorte é que Keith Richards ainda está vivo. Não fosse por ele, o rock and roll já teria se tornado uma piada sem graça.

***

Um médico do Oregon vai passar 2 meses na cadeia por ter feito sexo com uma paciente, alegando que isso iria aliviar suas dores pélvicas, e ter tido a cara de pau de mandar a conta para o INSS deles.

Mas talvez a condenação tenha sido exgerada. Sabe-se lá se a mulher era horrorosa, o que justificaria a cobrança?

De qualquer forma, esse é o médico mais cara de pau de que já se teve notícia.

***

Emigrantes africanos clandestinos, depois de uma viagem fria e conturbada através do estreito de Gibraltar, aportaram numa praia de nudismo da Espanha.

Alguém já ouviu falar em exemplo mais claro e definitivo de uma viagem sem escalas do inferno para o céu?

***

O Canadá tem um Partido da Marijuana.Tem também uma candidata nas eleições do dia 28, Carol Taylor, que ganha a vida como dominatrix. Ela diz que fuma maconha para aguentar uma certa doença neurológica muito, muito dolorosa. Sei.

E depois ainda querem que o resto do mundo os levem a sério.

***

Um cemitério na Califórnia está oferecendo “enterros orgânicos“, banindo arranjos florais e o velho e bom formol. Espera aproveitar a onda naturalista e conquistar mais clientes.

Deve se tornar sonho de consumo para todos aqueles que levaram uma vida saudável, sem fumar, sem beber, sem comer, sem comer — e morreram do mesmo jeito.

***

Artigo da velha e boa Reuters oferece, sem querer, uma visão de como nascem as lendas.

Os habitantes de Marselha passaram as últimas três semanas procurando uma pantera negra que estava solta na cidade. Ela tinha sido avistada por vários moradores.

No fim das contas, era só um gato doméstico grande e gordo. Agora, todo mundo sabe disso. E assim, graças à ubiqüidade da informação nesses dias, o mundo se vê privado de mais uma lenda, a da “Pantera Negra de Marselha”. Mundo chato, este, em que não podemos mais criar lendas fantásticas como nossos antepassados, graças à objetividade fria dos meios de comunicação.

Do jeito que vão as coisas, talvez isso venha a provar um dia que o sasquatch, na verdade, é o Tony Ramos visto por um míope bêbado.

6 thoughts on “Notícias estranhas em um blog esquisito (XV)

  1. hauahuahuahauhauhauhauhauhauahuahauhauhauahuahauhauahuahauhuahuahuahauhauahuahauhauahuahuahuahauhau!!!!!!!
    desopilou meu figado depois de um dia entediante de trabalho!!!
    THANK YOU!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.