Como fazer um deputado idiota financiar sua boa vida

Do Ancelmo Góis de hoje:

A Comissão de Justiça da Assembléia do Rio aprovou ontem o projeto de lei 717/2003, do deputado Edno Fonseca, que agora irá a plenário.

O texto prevê “auxílio a quem voluntariamente sair da homossexualidade para a heterossexualidade”. A deputada Heloneida Studart, indignada, reagiu com um brado: “Ninguém merece!”

Se a tal ajuda — oferecida por um deputado do qual nunca ouvi falar mas que já sei preconceituoso e absolutamente imbecil — for em dinheiro, e a quantia for substanciosa o suficiente para ajudar este pobre diabo sem um tostão que vos escreve a cair nas mais desbragadas orgias, estou pensando seriamente em mudar de nome para Sharon Scarlet. E ele que prove que eu não sou gay.

A idiotice estonteante de alguns é a oportunidade de picaretagem de outros.

7 thoughts on “Como fazer um deputado idiota financiar sua boa vida

  1. Finalmente um nicho para a picaretagem louvável! Eu, que a partir de agora me chamo Robertão, vou logo enviar um e-mail para o tal deputado. Se bem que tem um problema: não sei falar o idioma das antas.

  2. uii, podem me chamar de scarllet jorhanson, virei gay e burro pq com certeza o nome ta errado, gostaria de saber de quanto é o auxilio???

  3. Hummm… suponho que isso vale pra garotas também? Ótimo. Será que ele me sustenta se eu disser que sou uma sapatona em franca recuperação? Vou me mudar para o Rio 8)

  4. Nunca vi um “ex” desta espécie…rs
    Portanto,só mesmo pessoas mal intencionadas sairão ganhando com isso.
    E difícil será provar a “voluntariedade” do fato.

Leave a Reply

Your email address will not be published.