Teoria rafaeliana sobre a hegemonia do futebol brasileiro

Uma das teorias rafaelianas reza que o segredo para a hegemonia do futebol brasileiro é a exportação dos nossos maiores craques.

Como todas as teorias rafaelianas, essa tem lógica, e nada mais que isso.

Preste atenção ao campeonato italiano ou ao espanhol. São os melhores campeonatos de futebol do mundo. Os melhores jogadores estão lá, dão um espetáculo mais bonito de se ver que o campeonato brasileiro ou sua versão de segunda, a Copa do Brasil.

Agora veja os desempenhos desses mesmos países nas Copas do Mundo. São pífios, sempre. Da Itália tricampeã do mundo só resta o amor imorredouro à retranca. A Espanha tem melhorado, mas isso não quer dizer muita coisa.

Estou convencido de que a razão é a profusão de jogadores estrangeiros nos times desses países. Na hora em que são obrigados a se apoiar apenas nos seus compatriotas, o resultado é que precisam se resignar a jogadores de segunda, porque seus times não tiveram tempo ou vontade de desenvolver talentos: os lugares já estão ocupados por estrangeiros, mais rentáveis.

Sempre que vejo alguém reclamar do êxodo de brasileiros para o futebol internacional, fico pensando como eles não conseguem perceber a maravilha que é isso para o futebol brasileiro. Nossos Kakás, Cafus, Roberto Carlos, Ronaldinhos são a nossa vanguarda de ataque. Insidiosamente minamos a estrutura de renovação do futebol desses países, damos a eles o circo enquanto tiramos o seu pão.

Chegaria a desconfiar que se trata de uma estratégia maquiavélica da CBF, se não soubesse que tudo em que eles conseguem pensar é em quanto vão receber esse mês, da forma que for.

Se Zico não tivesse voltado de Udine, Márcio, do Bangu, não teria estourado seu joelho. E ainda que não fôssemos campeões em 1986 (no máximo adiaríamos a derrota para a final com a Argentina, ou semi-final, já não lembro), a história da seleção brasileira teria sido outra.

Eu não reclamo dos “estrangeiros”. Nunca. São eles que fazem do futebol brasileiro o melhor do mundo.

4 thoughts on “Teoria rafaeliana sobre a hegemonia do futebol brasileiro

  1. sem muito entender de futebol, gosto de tudo que voê escreve e admiradora que sou deixo o meu abraço aqui do DF… 😉

  2. Bem dito Rafael. E o plano do maquavélico Dr. Rick é invadir todo o mundo. Agora estamos exportando até os nossos pernas-de-pau para a Coréia, Rússia, Turquia… Breve teremos direito a uma segunda vaga na copa. Quem viver verá.
    PS: 1-obrigado pelo link em teu site. O Rafael Galvão também já está listado no Singrando. 2-Tomei a liberdade de fazer um texto recorrente ao teu texto sobre Jayson Blair. Devo publicar hoje. Abraços.

Leave a Reply

Your email address will not be published.