Don Rosa

Há alguns meses, em um comentário, o Inagaki falou que comprava a Tio Patinhas por causa das histórias de um sujeito chamado Don Rosa.

Dia desses fui fazer um lanche na Select e, como sempre faço quando como sozinho, peguei uma revista para ler. Uma Pato Donald qualquer. A Select tem essa vanagem, cobra caro mas em compensação lhe deixa ler revista de graça.

Eu tinha abandonado de vez as revistas Disney quando os italianos tomaram conta de tudo. Só consigo definir suas histórias como histéricas. Eles sequer conseguiam fechar corretamente uma história, seus finais pareciam forçados, esquisitos.

Nesse meio tempo elas mudaram muito. Agora têm os créditos de artistas e roteiristas. Levando-se em consideração o espírito industrial dos Estúdios Disney, é um avanço e tanto.

Enquanto mastigava meu salgadinho vi, pela primeira vez sabendo disso, uma história de Don Rosa, aquele que faz o Inagaki comprar a Tio Patinhas todo mês.

E quando alguém é um gênio, mesmo, basta ler uma só história para perceber isso.

A arte de Don Rosa não é exatamente brilhante, porque é extremamente derivada da de Carl Barks. Há diferenças, claro, principalmente no que se refere ao que eu achei ser um toque quase dark; mas a tentativa de resgate do estilo de Barks é evidente — no que faz muito bem, porque jamais houve estilo melhor –, ainda que, como qualquer bom artista, ele consiga dar seu toque pessoal.

Mas a minha primeira impressão é a de que a sua verdadeira força está nos roteiros. Suas histórias finalmente têm o nível de qualidade que barks estabeleceu, e em muitos aspectos o ultrapassa. Na história que li Donald vai fazer um exame oftalmológico, e no final o oftalmologista fica procurando a secretária na janela. É um senso de humor mais refinado do que o que vinha sendo usual nas histórias da Disney. E mais inteligente.

Eu achava que os quadrinhos Disney não tinham mais jeito. Eu estava redondamente, rabelaisianamente errado.

2 thoughts on “Don Rosa

  1. Quando eu era criança adorava os gibis da Disney. Atualmente meu filho não gosta de ler. Prefere Maurício de Souza. Nem sei qual é o melhor uma vez que não tenho paciência nem tempo pra ler gibis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *