Mais drops de anis e comentários sobre o Oscar

Assim como o Inagaki, eu adoro Frank Capra. Divergimos apenas em termos de filmes preferidos: o Ina prefere Mr. Smith Goes to Washington, eu prefiro You Can’t Take it With You.

Sobre o título em português de Mr. Smith, eu falo amanhã.

***

Peter Bogdanovich (além do fato de ter sido casado com a minha musa de adolescência, Cybill Shepherd) daria um excelente professor de cinema. Em qualquer universidade do mundo.

***

Concordo que Bronson está bem em “Era Uma vez no Oeste”. Mas eu não consigo deixar de achar que aquele papel pertencia, desde o início dos tempos, a Clint Eastwood. O interessante é que, segundo a lenda, Leone pensou em colocar Eastwood entre os pistoleiros que morrem logo no início do filme. Seria uma idéia genial.

***

Mas discordo do Bia quanto a essa história de filme adiante do seu tempo. Não acho que “2001” estivesse à frente; pelo contrário. Estava mais que inserido em seu momento histórico, as vésperas da descida do homem na lua. É isso que faz um grande filme, captar o subconsciente coletivo de sua época. E cá para nós, em vários aspectos é um filme extremamete reacionário.

***

“Matrix” foi uma inovaçao visual, sim. Mas, comparativamente, “O Exterminador do Futuro II” foi uma inovaçao maior ainda. Estava vendo Paycheck ou outro desses filmes, e percebi uma coisa: em pouco tempo mal se vai conseguir distinguir um filme de um desenho animado, pela onipresença de CGI em todos os filmes.

***

Não, De Palma não inova.

***

Não li “Laranja Mecânica”. De Burgess só li “Enderby por Dentro”, um livro que começa maravilhosamente e termina de maneira tediosa.

***

“A Última Sessão de Cinema” não é sentimental. Pelo contrário. É um filme triste, amargo, cínico.

***

Star Wars é um dos roteiros mais bobos que conheço. Com exceção de Alec Guiness, é um bando de atores de segunda brincando com sabres fálicos de luz. mas é um dos filmes mais importantes da história. Foi um dos que redefiniram a indústria cinematográfica.

***

“A.I.” é um filme esquisito, não é? Eu não consigo ter certeza sobre ele. Tenho a sensação de que, se não fosse o final idiota e se fosse um pouco mais curto, ele poderia ser um belo filme.

***

Não assisti a Hotel Rwanda ou Kinsey, mas teria votado em Portman para atriz coadjuvante.

***

Se eu fosse mulher eu dava para o Pierce Brosnan.

***

Teria votado em Million Dollar Baby para roteiro adaptado. O trabalho foi maior, e o resultado muito melhor.

***

Um dia ainda entendo por que sou tão absolutamente fascinado por Al Pacino.

***

Nossinhora, como morreu gente ano passado.

***

Hillary Swank tem dois Oscars de melhor atriz. Quem diria. Eu apostava que ela ia ganhar um Oscar e sumir.

***

Downfall, pela cena que apareceu, parece ser muito interessante.

***

Dois negros ganhando o Oscar de ator e ator coadjuvante. Isso é bom. Mas Morgan Freeman continua sendo sacaneado.

***

A melhor coisa do Oscar ainda são as expressões dos perdedores.

***

Parir fez muito bem a Julia Roberts.

***

Eu teria dado o Oscar de melhor diretor a Martin Scorsese.

***

A elegância de Morgan Freeman é uma coisa absurda.

***

O José Wilker acha que Million Dollar Baby é um amontoado de clichês bem dirigido. Nao acho que seja só isso. Acho que é um determinado grupo de clichês até certo ponto, e depois muda para outro amontoado. É a junção dos dois que faz o filme excelente.

***

Chris Rock é um bosta.

18 thoughts on “Mais drops de anis e comentários sobre o Oscar

  1. Idem comentário do Paulo. O domingo foi punk, estou cansada, cansada. Em um outro post, com mais fôlego, a gente fala mais de cinema. Bjs.

  2. Million Dollar Baby é o filme! Mereceu .. Só não entendi até agora a tradução do nome do filme para Menina de Ouro. De quem foi a idéia de girico? O sentido é outro! Pelo título eu não teria assistido o filme, pois fica parecendo que é sobre a trajetória de uma menininha meiga, boazinha e indefesa, abandonada pelo papai noel. Coisa mais chata!

  3. A.I. era um projeto que o perfeccionismo do Kubrick não deixou ele terminar antes de morrer, e foi “herdado” pelo Spielberg. Eu imagino que se tivesse sido terminado por Kubrick seria um puta filme. Mas virou conto de fadas. De qualquer forma, é um filme que chegou antes do tempo _ algumas questões ali serão relevantes daqui a uns cem anos.

  4. Rafael, você que vai mandar um e-mail pro Bia dizendo: “QUERO SEXO ANAL”, porque não se revela de vez e dá pro 007 mesmo sem ser mulher?*** Dos últimos anos, esse foi o resultado de oscar que mais gostei. Claro, eu queria mais indicações pra Brilho Eterno e Diários de Motocicleta, queria Javier Barden(e provavelmente Liam Neesom também) indicado pra melhor ator, queria…e por aí vai. Mas, contando só os indicados, achei bom o resultado*** Vamos ver se Scorsese pára de implorar o oscar(não tá dando certo mesmo) e volta a fazer filmes interessantes.***Me passou pela cabeça que eles iam dar roteiro original pra
    O Aviador.Mas eles não foram tão doidos assim, afinal Kaffman é “O” cara, e merecia ser premiado
    desde 2000 com Quero Ser John Malkovich.***Alguém
    esperava alguma coisa de Chris Rock?***Eu daria roteiro adaptado pro Diários, mas Sideways tudo bem. Se fosse Menina de Ouro eu tinha ficado puto!!!

  5. O Al Pacino me cansa com aquela voz rouca e aqueles cabelos espetados. Nao posso dizer muita coisa sobre o resultado, porque nao vi quase nenhum dos filmes premiados, exceto os Diarios e o Hotel Rwanda. A cerimônia tava chatésima, a Beyoncé me fez desligar a tv duas vezes e o vestido da Hilary Swank tava um arraso. Beijos

  6. A maior diversão da academia é todo ano sacanear alguém; Scorcese era o favoritão e vingou. Não devo falar sobre o que não assisti, mas tenho a impressão de que garota de ouro é daqueles filmes que esqueceremos em dois ou três anos. Pronto, falei.

  7. adorei o comentário do smart shade, mas AI é ótimo… escrevi um texto no lançamento do filme:
    http://proteus.limeira.com.br/noticia.php?nnot=4054

    rafa… fechamos nessa história de “à frente do seu tempo”… vc toca no assunto? hein, seu materialista dialético? e agora tá dando uma de junguiano de araque? “subconsciente” coletivo???

    de palma não inova? de quem são os maiores travellings do cinema? só isso já é inovação, baby.

    tanto o livro como o filme LARANJA MECÂNICA são geniais. o kubrick inventa o videoclipe. o casamento música imagem é fantástico. curiosidade: o compositor walter carlos foi uma das primeiras pessoas que fez mudança de sexo: virou wendy carlos.

    star wars tem roteiro bobo? eles pegaram TODAS as histórias da mitologia mundial e juntaram numa só. só isso!

    Chris Rock é melhor que a OOOPS GOLDBERG!

    eu PAREÇO o pierce brosnan! ;>)

  8. Acabei de ler o texto do Bia sobre A.I. Não achei lugar pra comentar lá e como aqui é blog de outra pessoa me limito a um comentário: PUTA TEXTO, Bia. Quem não leu, dê uma passada lá.

  9. obrigado ismael… aquele texto tem 4 anos, foi sob encomenda pro site net limeira e é impressionante que ainda esteja disponível…

  10. Não sei como você me ama se eu adoro Star Wars e Agatha Christie… hehehe.
    Eu também daria pro Pierce Brosnan. Pro Al Pacino, não.
    Torci pra Portman, pq foi o único que eu vi desses todos que concorreram até agora.

  11. Concordo, AI é idiota por causa do final. O filme acaba quando o garoto cai na água com a nave. O resto do filme é que Spielberg nunca resiste ao melodrama barato e precisa de finais lacrimosos. O robot se ferra, adeus. Era assim que tinha que terminar.

    “”A Última Sessão de Cinema” não é sentimental. Pelo contrário. É um filme triste, amargo, cínico. ”
    Darling, então. É para fazer a platéia chorar. Não suporto, acho emoção barata.

    Eu também achava que nunca mais veríamos Hillary Swank. E acho que chegamos perto disso, porque ela ganhou o oscar a primeira vez e passou anos sem ser vista. Na ocasião achei que o papel e o filme pelo qual ela ganhou a estatueta tinham marcado demais como atriz e que a indústria não sabia o que fazer com ela. Ainda penso isso, mas Clint Eastwood é um dos diretores menos establishment de Hollywood.

    Também acho que Scorcese merecia levar, mas Hollywood não parece gostar muito dele.

    Sim, Morgan Freeman é um gentleman. Mas com o histórico de racismo xiita que os USA têm, qual o negro que “chegou lá” que não aprende a ser um gentleman? Questão de sobrevivência.

    Pierce Brosnan não é essa coca-cola toda. E eu pessoalmente acho que essa coca é fanta. Para o Al Pacino eu dava.

    José Wilker me divertiu mais que os comentaristas usuais do Oscar, mas eu ainda acho o Ewald mais divertido. E ao menos ele sabe muito sobre filmes, sabe comentar alguma coisa que preste. Ninguém tira do Jabor o troféu Mala do Oscar, entretanto. Imbatível em comentários estúpidos.

    Cá entre nós, não tem um zé que apresente o oscar direito. As piadinhas são sempre de amargar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.