Se eu atendesse a conta da revista Cláudia

Comercial da revista Cláudia na rua. Eu faria uma versão levemente diferente.

***

Cliente: Ed. Abril
Campanha: Revista Cláudia
Peça: Filme
Tempo: 30″
Título: “Versão Rafaeliana”

A câmera abre numa cozinha moderna, bonita, iluminada. Em BG, música instrumental.

Uma mulher jovem está preparando o jantar e pica alguns legumes.

Pega um vidro de palmito e abre, normalmente. Imediatamente fecha o vidro novamente.

Corta para o marido na sala, com um laptop no colo. Ela se aproxima e, de maneira bem feminina, oferece o vidro para que ele abra. Sorrindo, ele abre o vidro.

OFF: Você já finge orgasmos. Finja que não consegue abrir um vidro de palmitos.

Corta para packshot da revista.

LET.: Cláudia. A revista da mulher moderna.

OFF: Cláudia. A revista da mulher (ui!) moderna.

10 thoughts on “Se eu atendesse a conta da revista Cláudia

  1. Ah, não conta pra todo mundo nosso segredo mais bem-guardado! Depois da invenção do vibrador, o vidro de palmito era única coisa que ainda fazia os homens se sentirem indispensáveis…

  2. Uma vez uma mulher me parou na rua me pedindo pra entrar na casa dela pra abrir uma lata de (nao era palmito) molho de tomate. Era já velhinha senão eu entenderia a coisa de outro jeito. Ou entendi mal de qualquer jeito?

  3. Fala ai Rafael.. BLz??
    Bom Brow, é o seguinte, to no 2º ano da facu de Pub… E com isso to fazendo uma espécie de TCC… O assunto abordado do meu semi-tcc é a relação de gênero na propaganda feminina, e um ponto interessante que nos focaliza neste contexto é justamente esta propaganda..
    Pois a revista leva consigo um slogan: “Independente sem deixar de ser mulher”, mas na propaganda a mulher se contradiz, mesmo ela abrindo o pote de palmito, ela fecha e leva para seu marido abrir. O que você tem dizer sobre isso? Por favor, se possivel responda no meu mail, pois sua opinião será levada em conta neste trabalho.
    Obs.: Para quem está lendo, por favor, se tem algo a dizer, mande um mail pra mim com o nome, cidade de onde mora e seu comentário. Desde já agradeço o espaço.

Leave a Reply

Your email address will not be published.