O preço do Paraíso

O furor de evangelização tem chegado a pontos fantásticos. Como nesta pérola absolutamente impagável, retirada de um jornalzinho religioso.

DÍZIMO COMO PROPOSTA DE VIDA

Queridos irmãos e irmãs

Neste mês, somos convidados a aprofundar nossos conhecimentos sobre o Dízimo, pois, para muitos, ele se restringe a uma colaboração financeira (…). Veremos, porém, que a Sagrada Escritura, do Antigo ao Novo Testamento, nos convida a entender o Dízimo como uma proposta de vida.

A passagem “Honra o Senhor com teus haveres e com as primícias de todas as tuas colheitas” (Provérbios 3,9), nos mostra que participando da Vinha do Senhor com nosso tempo e com ajuda financeira, fruto do nosso trabalho, estaremos honrando a Deus com a própria vida.

Em 2Cor 9, 7-8, o Senhor nos diz: “Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza, nem contrangimento. Deus ama o que dá com alegria. Poderoso é Deus para cumular-vos com toda espécie de benefícios, para que tendo sempre em todas as coisas o necessário, vos sobre ainda muito para toda espécie de boas obras”.

Ainda em Malaquias 3,10, temos: “Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa. Fazei a experiência — diz o Senhor dos Exércitos — e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e se não derramo a minha bênção sobre vós, muito além do necessário”.

Nestas passagens bíblicas, encontramos as três dimensões do Dízimo:

  • Dimensão religiosa, que nos liberta de nosso egoísmo;
  • Dimensão social, que faz crescer no cristão um espírito comunitário;
  • Dimensão missionária, que nos faz sinal de salvação universal.

(…) Somente a partir da reflexão do texto de Malaquias 3,10 nos sentimos seduzidos a fazer a experiência pessoal e madura com Jesus Cristo Vivo, quenos convida a partilhar, com muita alegria, o nosso tempo e alguns recursos financeiros, para que o Reino de Deus aconteça.

Como o Senhor é fiel em suas promessas, temos recebido bênçãos sobre bênçãos.

Aleluia, irmão.

14 thoughts on “O preço do Paraíso

  1. Pelo visto andas frequentando a igreja!
    Será que isso consta no “manual” do “blogpracumemulé”??
    Alguma “ovelha” desgarrada por lá??

  2. É sabido que algumas “igrejas” cobram 10% da renda familiar do evangélico, mas em casos mais “universais” em toda sessão de exploração o pastor impõe:
    “Dê tudo o que tiver na carteira e nos bolsos, pois só assim conseguirá um lugar com Deus”
    E lá vai o leitinho das crianças sustentar os bispos biscateiros, que adoram festinhas com prostitutas em iates de luxo…
    Bem, eu fico injuriado com esse assunto, mas o livre arbítrio é de quem quer sustentar esses vagabundos.

  3. eu aceito mais que 10%…
    o número da minha conta tá lá no meu blog, do lado esquerdo…
    ajude, irmão!
    PELAMORDEDEUS!
    :>)

  4. ah, esses evangélicos são sofríveis.

    e o que mais me chateia é ver que as pessoas caem mesmo na história. tá cheio de gente querendo comprar terreno no céu e acreditando que isso é possível.

  5. Presenciei um debate entre evangélicos que discutia se o dízimo deveria ser
    sobre o salário líquido ou o bruto.
    Ele também é cobrado sobre qualquer transação como a venda de imóveis ou carros.

    Estava procurando blogs interessantes nos seus links quando, surpresa, vi o
    meu! Imagine o tamanho do meu sorriso! O danado já me linkou, pensei.
    Eu não poderia deixar de comentar…
    Thanks, gracias, merci, obrigada!

  6. Rafex, meu caro, vc deve saber que esta história é antiquíssima. Não é de hoje que se paga dízimo.

    Reflita comigo: entre pagar 10% para uma igreja que faz trabalho comunitário com pessoas carentes, ajuda drogados e participa ativamente da vida social e da reeducação de presidiários; você prefere entregar 13% do que vc ganha de forma compulsória para um governo que, além de corrupto, burrocrático e ineficiente, não constrói estradas, não investe em segurança, não investe em educação e não investe em saúde de forma correta??

    Pense bem e me diga!!!

  7. Viva, minha filha, não me compreenda mal, mas, assim, só pra nós, do que vc fala quando diz que dá pouco, mas com alegria??

    RSRSRS!

Leave a Reply

Your email address will not be published.