Por que o positivismo é uma grande bobagem

O dixieland, meio cansativo, levou a Louis Armstrong e depois a Miles Davis.

A polca, essa coisa chata, levou ao que é melódica e harmonicamente o mais sofisticado ritmo brasileiro, o chorinho.

O rock and roll de três acordes em doze compassos evoluiu até a complexidade dos Beatles.

O forró deu Luiz Gonzaga, um gênio absoluto. Que maravilha pode vir depois dele?, eu ficava pensando.

Tolinho.

2 thoughts on “Por que o positivismo é uma grande bobagem

  1. Complexidade dos Beatles?? É porque você nunca escutou Dream Theater, Pain of Salvation, Opeth… vixi, tem tantas bandas…

Leave a Reply

Your email address will not be published.