O mundo de cabeça para baixo

Na Veja Online de ontem:

Para FHC, Lula “manchou a própria história” com o objetivo de manter-se no poder. “Transformou-se em político corrupto. Ele fez isso pra ganhar a eleição”.

Deixa eu ver se entendi: Fernando Henrique foi o autor de uma das decisões políticas mais nocivas para o país em toda a história, a criação do instituto da reeleição, inédita no Brasil mas adequada às suas pretensões principescas. Para isso, comprou parlamentares de maneira descarada, caindo no mais baixo fisiologismo — aquele que hoje, com todo o cinismo do mundo, finge desconhecer.

Este é o mundo em que eu vivo. Um mundo em que ACM Neto ameaça bater no presidente, dizendo-se “indignado” por uma suspeita de grampo telefônico — ele, o neto de ACM, o sujeito que grampeou a Bahia inteiro por causa de uma amante –, e não é sequer processado. (Mesmo assim falam do “autoritarismo do governo Lula”.)

Um mundo em que as vestais prostituídas do PSDB falam soberbamente dos sanguessugas, quando 70% das ambulâncias superfaturadas da Planam foram liberadas durante as gestões Serra e Barjas Negri no Ministério da Saúde de FHC.

Um mundo em que Geraldo Alckmin se sente com autoridade para falar em segurança — ele, o homem que com sua incompetência no governo do São Paulo possibilitou o terrorismo do PCC em maio deste ano, e cuja única medida “efetiva” para o combate ao crime foi a tentativa de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos.

Agora é Fernando Henrique Cardoso, presidente que quase destruiu seu governo para garantir a própria reeeleição e cujo homem forte foi o modelo de honestidade ACM, que se sente com autoridade ética e moral para falar de sustentação no poder. Sem a mínima vergonha.

Eu não entendo mais nada.

17 thoughts on “O mundo de cabeça para baixo

  1. Pra uma pessoa que odeia links até que de vez em quando eu acerto (ao menos na hora de enviá-los)… rs
    Primoroso, como sempre.
    Beijos!

  2. Voltou em grande forma.

    Eu achei lindo o Fernando Henrique dizer hoje que não é contra privatizar a Petrobrás e o BB. Conheço poucas pessoas tão desonestas e desleais quanto ele. Fico feliz que o Chuchu esteja provando do remédio.

  3. Perfeito. É notável como algumas pessoas e revistas têm se comportado. A Veja, no passado, informava com bastante clareza sobre o Sivam e agora isto.

    E saiba que utilizei seu nome num Quiz publicado ontem… É notávelo comportamento de algumas pessoas!

  4. Uma pena isso não ter terminado logo no primeiro turno – sinal de que a Imprensa ainda consegue manipular as coisas. Quase acreditei que não, mas parece que agora vai! Que esse segundo tempo dê espaço à discussão de propostas, efetivamente (se é que o Chuchu tem alguma…)

  5. pra mim, isso tem apenas uma expressão para definir: faça o que eu digo, não o que eu faço.

  6. Sou péssimo com links, então vai uma transcrição de um post de ontem do blog do Mino Carta, tratando do complô para divulgar as fotos do dinheiro do dossiê, complô esse desmascarado pela última edição da Carta Capital:

    “Paulo Henrique Amorim divulga em seu blog, no iG, a transcrição da gravação da conversa do delegado Bruno com os repórteres da Globo, Folha, Estadão, O Globo e Jovem Pan. Naquela fatídica véspera do primeiro turno, quando o Jornal Nacional divulgou a foto do dinheiro do dossiê, antecipando a imagem à noticia do acidente com o avião da Gol. Ali morreram 154 pessoas, mas a turma do plim-plim achou a foto da lavra do próprio Bruno mais importante. Aqui vai outra informação das mais representativas dos comportamentos globais. No dia 28 de setembro, o infatigável delegado entregou as fotos ao repórter da Globo que atende pelo sobrenome de Tralli, o qual, solerte, as entregou aos superiores. Logo a emissora tomou a decisão de evitar ser acusada de repetir a ação golpista perpetrada contra Lula em 1989, na vergonhosa manipulação do debate com Collor. Donde, sugeriu ao Bruno que chamasse os repórteres de outros jornais e emissoras, e que repartisse o tesouro entre eles. Diligente, o delegado atendeu a sugestão no dia seguinte.”

    É dose …

  7. Rafa vc não acha que a Veja publicava matérias mornas durante a gestão FHC?
    Hoje qualquer noticia vira um carnaval …
    Parabens pelo artigo !

  8. Concordo totalmente: A merda que estamos passando hoje é resultado dessa infame prerrogativa criada pelo FHC, que é a reeleição, seja de que governo for; porque se FHC foi uma porcaria, o Lula está sendo outra, e o Alckmin seria ainda pior.

  9. Penso que as pessoas criticam muito mas não participam.
    Onde estao os homens de bem deste país, dispostos a batalhar pelo bem estar do povo? Na atual circunstância, temos que escolher entre os piores o melhor e torcer para que traga mais beneficios do que estrago ao país. Lula está sendo o estrago, apesar de se fazer, usando o e o programa de governo de FHC. Lula deveria ser, pelo menos, honesto em admitir que não tinha rumos quando assumiu a presidência, prova é que logo que pegou o governo, desesperado, catou uns ministros a laço e ordenou que cada um apresentasse um plano para suas respectivas pastas em trinta dias. Eles, sairam feito barata tontas e pegaram os planos dos ministros de FHC. Agora agora deveria ter a humildade de admitir que se fez às custa do antecessor.
    Por isso, se vai continuar a copia o melhor é ficar com o original. Alckmin nele.

  10. Hoje assisti ao programa eleitoral do PT e deu saudades quando eram programas criativos e instigantes. Depois veio o programa do PSDB. Aí deu vontade de vomitar. Tá dificil, caro Rafael. Mas suas colocações são inteiramente pertinentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published.