De volta para casa

Uso o Mozilla Firefox desde as versões 0.qualquer.coisa. É, disparado, o melhor browser disponível no mercado, apesar de alguns problemas — principalmente o jeito como manipula a memória.

Mas demorei a migrar para o cliente de e-mail da Mozilla, o Thunderbird. A razão era simples e tinha um nome: Eudora.

Desde 1996, aquele foi o único programa de e-mail que usei. Foi instalado no meu computador pelo Maurício Vivas, junto com outras peças paleontológicas como o Secret Agent. Free Agent e alguns outros.

O Eudora era um programa fantástico. E para mim, seu grande atributo era a maneira como manipulava arquivos anexados às mensagens. Basicamente, ele separava automaticamente os anexos e os salvava em um diretório qualquer. Assim, mensagens e arquivos eram tratados de forma diferente. Você podia salvar uma mensagem e apagar o anexo, por exemplo.

Isso era muito útil para quem, como eu, costuma guardar suas mensagens e prefere os anexos em outro lugar, eventualmente. Só o Eudora possibilitava essa flexibilidade.

No entanto, ele foi piorando com o tempo. Passou a usar o Internet Explorer para visualizar mensagens em HTML, o que é sempre uma temeridade. E, o mais importante, era um programa comercial. No entanto, ele era tão bom que valia a pena perder algum tempo procurando cracks para ele.

Só mudei para o Thunderbird, em 2004, quando surgiram as soluções para os meus problemas: uma maneira (complicadíssima) de converter meu arquivo de e-mails para o programa da Mozilla e o TB Attachment Tools, que possibilita a separação de arquivos e mensagens e que ainda hoje é muito superior à ferramenta semelhante incluída recentemente no TB.

Não me arrependo. O TB é excelente. E em muitos aspectos, é imensamente superior ao Eudora.

Parece que mais gente foi abandonando o Eudora, assim como eu. Nos últimos anos ele vinha sendo sangrado pelo TB e, principalmente, por aquela gambiarra chamada Outlook Express. Recentemente, também pelo Gmail, provavelmente o melhor webmail já feito até hoje. No fim das contas, as pessoas não tinham mais motivos para continuar pagando pelo Eudora.

E então, no mês passado, a Qualcomm, a dona do Eudora anunciou uma decisão importante.

Ela fez o mais lógico. Cansada de participar de um mercado que provavelmente lhe dava prejuízo e no qual jamais teria alguma chance, pela simples razão de a concorrência ser imbatível porque é gratuita, a Qualcomm abriu o código fonte do Eudora e o passou para a Mozilla, que deve lançar uma nova versão, gratuita e livre, em fevereiro de 2007.

E assim os órfãos do Eudora podem esperar tempos de maravilhas pela frente.

Não é insensato imaginar um Mozilla Eudora que tenha tudo o que as versões anteriores tinham, além de melhorias como arquivos mais facilmente exportáveis e nenhuma sombra do IE. E tudo isso de graça.

Eu sou fã do Thunderbird. É o programa que uso atualmente e recomendo a todos. Mas mesmo assim, eu tenho uma certeza: se o novo Eudora foi minimamente bom, eu vou abandonar o TB. Sem pensar duas vezes.

Eu estou voltando para casa.

12 thoughts on “De volta para casa

  1. Rafael, seria muito trabalho enumerar alguma vantagem do Mozilla sobre o I.Explorer?
    Algumas pessoas que conheço usam o Mozilla por questões meramente ideológicas. Eu gostaria de saber se há razões técnicas ou práticas que realmente façam diferença.
    Outra coisa que não ficou muito clara para mim: O Gmail tem ou não o recurso de separar os attachments?

  2. Conheci o Firefox este ano… Quanto tempo perdido com o IE! Agora, esses gerenciadores de e-mail não conheço. Mas vou dar uma xeretada por aí.

    Beijos

  3. Firefox é caminho sem volta.
    Já o Eudora é complicado. Também era usuária fiel até conhecer o Gmail.
    Fica complicadíssimo migrar de webmail para o Eudora de novo.

  4. Certa vez usei o Incredimail para experimentar. Aqueles notificadores pareciam fazer bem seu papel, avisando sempre que um novo e-mail chegava. No entanto, o programa se mostrou bastante pesado e enjoativo. Como usava o firefox, resolvi usar também seu cliente de e-mail, Thunderbird. Achei maravilhoso, muito prático, rápido e seguro. Mesmo assim, alguns recursos incorporados ao webmail do gmail fizeram com que abandonasse o TB para checar meus e-mails pelo próprio webmail.

    Parabéns pelo post.

  5. Enquanto eu não souber a real vantagem de ter um programa de e-mail ao invés de simplesmente entrar na url do Gmail, todo esse texto vai continuar não fazendo sentido algum pra mim…

  6. Rafa, desculpe “arrumar barraco” aqui, mas a dica do Firefox eu já tinha passado para a D. Yvonne. Só porque você falou, ela vai mudar!

    Mulheres, hhuummmppppfffff.

  7. Em termos de desempenho, o melhor browser é o Opera. Mas eu sou usuário do FF (FireFox) desde sempre. O que o torna a melhor escolha é o equilíbrio entre um desempenho regular e as enormes vantagens oferecidas pela comunidade FF no que toca ao desenvolvimento, correção e implementação — as extensões são uma das melhores coisas, se não a melhor, do FF.

Leave a Reply

Your email address will not be published.