Rafael Galvão, o imbecível

Deve haver algo de profundamente interessante em mim.

Comentário bloqueado a este post, de autoria de uma moça que se intitula, simplesmente, defensora. Não fosse o palavreado e eu imaginaria uma das boas senhoras de Copacabana, acompanhada de seu indefectível Yorkshire e sua lingüinha mágica, revoltada contra mim:

Cara,vc realmente é um imbecível,vou te chutar e ver nao sente dor…caras como vc nao merecem viver…merecem o fim da vida,pois kem ker dar fim a vida de um animal q nao lhe fez nd é pq nao tem amor a vida…deve ser um carente de pai e mae..por isso essa revolta contra um ser indefeso!!

E eu não vou falar nada, porque não tem como escrever algo melhor que isso, não tem. Se eu tentasse, eu seria redículo.

23 thoughts on “Rafael Galvão, o imbecível

  1. HAHAHAHAHAHAHA

    A safra de imbecis só cresce, liga não rafa. Só não consigo entender como essas pessoas conseguem se comunicar com alguém dessa maneira.

  2. Os extremos sempre serão perigosos. Duvido que essa “senhora” deixe de usar o creme à base de DEMAE ou qualquer outro fino cosméticos que já não tenha sido testado em animais mesmo porque, usamos produtos que nem sonhamos que tenham sido testados nos bichinhos. Não sou a favor da crueldade com animais — incrível como quando em TPM rezo por todo cachorro vadio que vejo na rua a ponto de chorar — entretanto, se é para o bem da humanidade e não há outro mecanismo os testes são realmente necessários.

  3. e olha que eu gosto de animais, mas nao do tipo dessa moçoila… tenho algumas amigas assim, mas quem vive no olimpo, como elas, nao sabem a realidade do verdadeiro hades…

  4. Everybody hate’s Rafael…uahuahua. Não entendi…vc qria matar o cachorrinho dela, uahua? Conta aí.
    Vou enviar um comentário te xingando pra virar post tbém. Hum, será que é por isso que tantos xingam? Vai ver esse povo te ama e quer virar post, ué.

  5. Não Rafa, você errou. Com esse português ela deve ser a empregada da madame que tem esse cachorrinho Yorkshire aí. Não, desculpe, fui preconceituosa ou generalizei demais as coisas, até pq a mulher do meu ex chefe era uma comedora de calangos, não sabia escrever mas tinha um puta par de peitos e do dia para a noite deu uma chave de coxas nele e ficou milionária, burra e milionária, então saber escrever e dinheiro não são coisas que precisam estar ligadas. Ops, fui preconceituosa de novo. É melhor esquecer, deixa prá lá, fiquei confusa…agora até eu vou ser xingada nesse blog!!!

  6. Parei no “imbecível”. Ainda não li o resto do post. Não quero estragar essa sensação de ter finalmente encontrado o sublime, o inapreensível.

  7. Impressionante como ela se revoltou e manifestou a revolta – ok, porcamente – sem sequer entender o que leu. Haha, analfabetos funcionais são tão divertidos… not.

  8. É o que falta naqueles que se auto-intitulam “protetores/defensores dos animais”. Eu sou loucamente apaixonada por animais, mas vivo batendo boca com eles. Exatamente pq não concordo com a maneira passional e irracional que eles adotam para defender suas causas.

    Mais apropriado seria te dizer que deve-se buscar uma outra forma de testar produtos e que muitos desses testes se mostram ineficazes e desnecessários. Cabelos, peles, unhas, órgãos internos e por aí vai, humanos não se comportam exatamente como os de coelhos, ratos, gatos, cachorros, cavalos e por aí vai de novo. Só pra você ter uma idéia, o ph da água que você usa pra tomar banho altera o resultado do produto que você vai usar.

    Pessoalmente eu sou a favor do teste em humanos, por algumas centenas de dinheiros eu forneceria sem problemas uma área de pele para testar cosméticos. Mas fazer esses testes nos animais eu acho sacanagem. Primeiro porque eles não têm opção (como um ser humano teria, por exemplo), segundo porque o produto nem é pra eles, terceiro porque os laboratórios chutam o balde. Sendo cobaias, sem voz, sem direitos, sem nada, eles acabam expondo os animais a tratamentos e testes absurdos e cruéis do tipo “logo podemos concluir que passar ácido sulfúrico em quantidades brutais e doses diárias nas costas do coelhinho faz com que a pele toda caia, não é coelhinho-em-carne-viva? ;)”

    Tá, não carece né?

  9. Kra, tipu assim, n vem dzer q vc n fikow boladu kom o textu… vc eh mauw mesmu. Maz ainda eh meu miguxo.

    Bjos, mIgUxXxO!!

  10. Fico pensando no significado dessa nova palavra…
    E o que seria um “imbecível”? Um imbecil invencível? Um imbecil incrível? Oh, Deus, é muita metalinguagem na veia. =)

Leave a Reply

Your email address will not be published.