Os vãos e desvãos do amor livre, parte I

Rafael says:
E cadê seu namorado?

Fulana says:
Que namorado?

Rafael says:
Ué?
Já terminou?
Mesmo com toda aquela liberdade?

Fulana says:
Diz que não é namorado, é AMOR LIVRE
Embora que…
eu já te disse a minha teoria a respeito do amor livre?

Rafael says:
Qual é?

Fulana says:
1. O amor só é livre enquanto os alternativos agarram CATIROBAS
(Sim, porque toda mulher alternativa é feia de doer. a coitada sai do sistema porque não consegue ser aceita nele)

2. O amor só é livre quando a mulher NÃO QUER SER LIVRE, e por isso se mantém monogâmica enquanto ele come todo mundo

Fulana says:
No meu caso, que sou ajeitadinha e que botava era quente na LIBERDADE, num instante ele desistiu da IDEOLOGIA

Rafael says:
Ah, desistiu, foi?

Fulana says:
Meu filho
Foi engraçado, ó?
quer que eu te conte como foi EM DETALHES?

Rafael says:
Precisa perguntar?

Fulana says:
a lenda é que o contrato era de AMORLIVRE
Aí a gente estava num show do zé ramalho
o zé cantou uma música e ele comentou que ouviu essa música no dia que descobriu que uma namorada que ele teve o chifrou por 6 meses
Não 5, não 4, estou falando SEIS
Aí disse que mesmo assim, continuou com ela por mais de dois anos
Aí se virou pra mim e disse assim:
NÃO QUER DIZER QUE VOCÊ VÁ FAZER A MESMA COISA COMIGO
Aí eu pensei: COMO ASSIM????
Não falei nada
No dia seguinte perguntei: QUAL É O CONTRATO???
Ele veio com uma conversa MUITO TORTA
Que, em suma, caía na velha monogamia
e o pior…
ele acredita que aquele tempo todo que estavamos juntos eu nunca tinha ficado com ninguém…
Mais ou menos assim:
que ele era tão bom, tão bom, que realmente acreditava que eu não tinha ficado com ninguém

Rafael says:
E você ficou com quantas pessoas?

Fulana says:
só 8 🙂
Aí eu pensei: FUDEU!!!
Bem, espero que ele nunca me pergunte

10 thoughts on “Os vãos e desvãos do amor livre, parte I

  1. Amor livre é coisa de gente imatura – e não o contrário, como pode parecer aos incautos. O amor livre é tão utópico quanto o final feliz e a virgindade.

  2. “Fulana says: 1. toda mulher alternativa é feia de doer. a coitada sai do sistema porque não consegue ser aceita nele)
    2. O amor só é livre quando a mulher NÃO QUER SER LIVRE, e por isso se mantém monogâmica enquanto ele come todo mundo”.
    nossa. quer dizer que (2) um relacionamento aberto só funciona quando a mulher não fica com mais ninguém, e que (1), nesse mundo machista, toda mulher que não se adapta ao que quer que seja que a Fulana acha que é o sistema é “feia de doer”?

  3. Não existe amor livre ou seria sexo livre? Amor por si já te faz querer somente aquela pessoa e sexo poligâmico vira orgia quando envolve pessoas que não estão ligadas pela paixão. Beijus

  4. Pingback: Free demais « ~

Leave a Reply

Your email address will not be published.