Essa tal ética protestante do trabalho

Fulana says:
Eu não sou uma pessoa que fica de braços cruzados olhando outra trabalhar, vc sabe disso

Rafael says:
Eu também não.

Rafael says:
Acho esse negócio de cruzar os braços um desrespeito ao trabalho dos outros

Rafael says:
É por isso que eu boto os braços atrás da cabeça, deito no sofá e relaxo.

Fulana says:
Cachorro

Rafael says:
Au, au.

13 thoughts on “Essa tal ética protestante do trabalho

  1. Não, vc só coloca uma mão atrás da cabeça, a outra vc faz o esforço de segurar algum livro, pq afinal de contas vc não é de todo ruim… é um cachorro, mas um cachorro culto!
    Bjs

  2. cara sem imaginação …
    vc pode deixá-los destendidos, e folhear um gibi ou jornal (não vale “leitura” strictu sensu)
    coçar alguma parte do corpo tbm vale, como por exemplo, o pé 😉
    pode-se tbm tirar meleca do nariz ou cutucar carnegões …
    games tbm são válidos
    enfim, as possibilidades são inúmeras, exceto se mexer pra ajudar, senão avacalha
    boas tardes

  3. eu sou pernambucano, você sabe. então, mais do que os paulistas, eu tenho licença pra fazer troça de baiano. não é politicamente correto, mas como você mesmo disse em outra ocasião, “só se vive uma vez”.

    então lá vai: preguiçoooooooooooooosoooooooooooooooooo…

  4. Eu te entendo. E recomendo: levante os pés do chão, também. Assim o outro pode varrer embaixo 🙂
    Segundo as sábias palavras de minha mãe: “muito ajuda quem não atrapalha” …

Leave a Reply

Your email address will not be published.