A única questão teológica que importa hoje

A única coisa que não consegui entender ainda em toda essa confusão católica é por que a Igreja considera mais aceitável que seus padres façam sexo com crianças do que com adultos.

27 thoughts on “A única questão teológica que importa hoje

  1. Essa é fácil: é porque eles são “à favor da vida”, definida por eles mesmos como algo que começa com a concepção e termina com o nascimento.

  2. Vale a pena ler o link inacreditável que o Paulo, que não segue os conselhos que dá e não pensa antes de falar, deixou aí em cima. Trecho escolhido:

    O problema, portanto, não foi ocasionado pelo celibato, mas por notável tolerância com o homossexualismo, sobretudo nos seminários dos anos 70, quando foram ordenados os predadores sexuais que sacudiram a credibilidade da Igreja.

    A culpa portanto não é da Igreja que, diante dos casos, acoberta e protege os padres pedófilos. É dos homossexuais.

    Esse Paulo é inacreditável.

  3. Alguns dias atrás eu vi uma camiseta com uma frase que lembrava a mesma ideia: ‘Na última vez em que um republicano se preocupou com meus direitos eu era um feto.’

  4. É muito simples meu incauto mancebo.

    Crianças não ficam grávidos e, portanto, não aumentam os custos das paróquias com as despesas de filhos indesejáveis. Você acha que o voto de castidade é para que? A igreja não pode, e não quer, ter despesa com famílias de padres nas paróquias. E olha que isso me foi esclarecido por um padre!

  5. bom questionamento. mas a resposta já deram aos montes aqui: criança não cobra pensão e, no caso de meninos, não engravidam. quanto a paulo, no comments.

  6. Rafael:

    Agora que eu respondi sua pergunta,pode m faszer o obséquio de responde uma minha?

    Porque nos desenhos animados, os personagens, mesmo quando são humanos, tem quatro dedos?

  7. A homosexualidade é um comportamento normal. A pedofilia é uma aberração sexual que pode atingir homo e heteros de ambos os sexos. Pela incapacidade de se defenderem pela própria idade, crianças de sete a dez anos, algumas até excepcionais, está caracterizado a patologia dos padres.

    Não entro no mérito de discutir se é uma doença ou um crime, ou os dois. Mas a impunidade e o acobertamento é um crime muito mais grave.

    Homoafetividade é um comportamento normal nos seres humanos, e até nos animais de ambos os sexos, e nada tem de imoral ou de criminoso.

    Vejam um texto do Paulo Ghiradelli: O Filósofo mostra como que o combate a “crimes hediondos” extrapola os limites da construção da sociedade liberal e a diferença entre uma relação sexual sadia e uma relação criminosa.
    http://ghiraldelli.pro.br/2009/09/pedofilia/

  8. pensão por morte para esposa e filhos de padres?
    inúmeras lides acerca de bens (padres têm bens pessoais?), dentre outras questões, sem fim para um Estado que tem várias “questões ” a pensar, tal qual seu lugar num mundo já não tão católico assim
    quero crer que não haveria rapina perpretada pela inquisição que bastasse para tantas questões daí decorrentes, às quais o vaticano, bobo que só ele, fixa na questão sexual, que ademais tem tbm seu fundamento
    aquele abrassssss

  9. Sério,

    não é um comentário indignado como os daí de cima, é só uma análise teológica da questão.

    A Igreja Romana baseia todo seu cristianismo no magistério e na autoridade da igreja, que ela deriva diretamente da autoridade divina. Está tão preocupada com isso que não é capaz sequer de dar os anéis para salvar os dedos.

    O sacerdote ordenado pela igreja é uma autoridade que tem que ser salva a qualquer custo – e acho que eles não estão calculando direito o custo na atual situação.

    Meio que o raciocínio teológico é o seguinte: por piores que sejam os pecados dos sacerdotes, a função sacerdotal precisa ser mantida intacta, como esteio da autoridade da igreja.

    De modo que a questão não é a aceitabilidade do sexo com crianças ou adultos. A questão é que a vida e a dignidade humanas são valores menores diante da única questão teológica que importa ao Vaticano: a autoridade espiritual da igreja.

  10. Quanta desonestidade intelectual, sr. Galvão… a coisa mais óbvia é que o senhor fecha os olhos à verdade: são homossexuais, sim, que agem e provocam os escândalos sexuais…engraçado, são sempre com jovens mancebos os acontecimentos…nunca com meninas…engraçado, né?….seja honesto, sr. Galvão…honesto…

  11. Natan,

    Quanta idiotice, sr. Pardinho… A coisa mais óbvia é que o senhor tenta mascarar a verdade diante dos seus olhos: o problema não é os padres serem homossexuais, o que não é nenhum problema. De certa forma, não é sequer os padres serem pedófilos, o que é um crime mas não é o mais importante aqui: é a atitude da Igreja ao acobertar esses crimes em vez de denunciá-los. Será que não dá para perceber algo tão óbvio?

    Seja honesto, sr. Pardinho. E um pouco mais inteligente.

  12. Sr. Galvão…

    certamente o senhor denunciaria seu filho à polícia caso fosse ele um pedófilo…sua moral maior indica tal atitude… e como o senhor é mais inteligente do que eu, citaria acobertamentos que estão sendo feitos destes crimes? e vamos falar de pedofilia, sim? desafio-o a indicar 3 casos recentes… e não seja como os jornalões, de forçar a amizade e dizer que rapagão de 20 anos é criança…ou buscar casos nos anos 50…ou afirmar que abusos físicos (o senhor é do tempo da palmatória) são “abusos”… e como o senhor é inteligente, não vai ser desonesto intelectualmente mais uma vez…seja honesto, sr. galvão….só dessa vez….

  13. sr. galvão…

    seu caso é aquele típico de ódio…talvez tenha surgido daquela esplendorosa fonte marxista, leninista, stalinista….que tal argumentar como fez naquele texto sobre como como incomodar os anti-comunistas?… honestidade, sr.galvão…honestidade…

  14. Desonesto está sendo você, Nathan. Parte para a mistificação e a tergiversação. Primeiro, dizendo que a culpa é de homossexuais. Agora, tentando passar aos outros o ônus da prova provas. Não basta o que você vê nos jornais? Não basta as indenizações bilionárias paga às vítimas em lugares como Boston? E para que argumetnar? Não estamos falando de idéias: estamos falando de crimes acobertados pela igreja.

    Quem deve ser honesta é a Igreja Católica. Deve afastar seus padres criminosos e doentes, assim como afasta aqueles que querem se casar.

    E ódio, Natan? Eu não ligo tanto assim para a igreja a ponto de odiá-la. Eu só achoq eu ela deve ser honesta. E, de preferência, sem acoitar padres pedófilos. Isso já ficou claro?

  15. Sr. Galvão…

    Como bem sabe, a velha mídia não é parâmetro para se ter uma noção sobre o real ou ao menos uma parte da verdade… fosse assim, pobre governo Lula…Veja, Folha são uma pequena amostra da mídia, hoje… e quando a mídia trata da Igreja católica, a coisa desanda a tal ponto que é impossível não perceber a desonestidade…ou o senhor acha, por exemplo, de tratar como pedofilia o caso de Arapiraca como verdadeiro?… não se trata de homossexualismo aquilo? mas como se trata de colocar no balaio da pedofilia, então é pedofilia e não homossexualismo… e o que senhor acha de requentar um caso dos anos 60 com o intuito de atacar o papa?…trata-se de honestidade intelectual?
    – o problema não é pedofilia, é de homossexualismo…mas como não é crime, procura-se dizer que é pedofilia, com o único intuito de distorcer e atacar a igreja… me responda, sr. Galvão…o relacionamento sexual entre um garoto de 15 anos e um homem maior, é crime?… gostaria que o senhor me apontasse apenas 3 casos de pedofilia (menores de 11 anos) envolvendo padres nestes últimos tempos… dificil, né? se pesquisar, descobrirá a polvora, sr. Galvão…descobrirá que é homossexualismo…e daí?…afirmará que são padres criminosos acobertados?…não, né…não ousará desafiar o lobby gay…
    – o senhor é uma pessoa com boas idéias, bom texto…não acredito que seja tão ingênuo a ponto de transformar a igreja em um amontoado de acobertadores e de criminosos…o senhor sabe diferenciar um comunista verdadeiro de um stalinista e não saberia diferenciar as coisas numa instituição tão antiga?…
    – as coisas não são tão simples, sr. Galvão…

  16. Como pode, como pode alguém ainda achar que esses crimes não são acobertados! Deve ser essa fé cega…só pode ser isso

Leave a Reply

Your email address will not be published.