Falando de sacanagem

Os melhores sites sobre sexo — não de sacanagem, sobre sexo — são americanos, em sua grande maioria.

Isso se explica pela sua história puritana, que fez do país um lugar onde falar de sexo é feio, e a moral sexual dominante é extremamente repressora. Don’t get aroused.

Mas puritanismo normalmente é hipocrisia. E o resultado é a histeria sexual em que o mundo vive, quando sexo passou a se tornar mais importante que respirar ou comer. Era por isso que, há uns dez anos, eu costumava ler a Playboy americana. Ao contrário da brasileira, que se pretendia um “guia do bon vivant“, a americana tem uma agenda política e uma postura combativa de choque com o puritanismo sexual. Obviamente cansei depois de algum tempo, à medida que discussões sobre sexo foram se tornando menos chatas apenas que discussões sobre a existência ou não de Deus.

O blog Amorous Propensities é um reflexo dessa sociedade em conflito, e tem posturas “libertárias” como as da velha e boa Playboy. É um dos mais interessantes que já vi, e olha que o que não falta nesta rede é nego soltando suas taras.

One thought on “Falando de sacanagem

  1. Ainda bem que há negos, negas, brancos, brancas, verdes, amarelos, azuis, vermelhos, isso sem falar no pessoal rosa-choque soltando suas taras por aí. Piores são aqueles que fingem ter taras quando têm, apenas, moralismos que se assemelham a nojentas escaras. A cor desses sofríveis e mal cheirosos indivíduos? Cor de burros fugidos. Burros fugidos enrustidos. E de capacidade de tolerância mal nutridos. Coitados desses pretensos santos, na verdade bandidos… (Assinado? Mônica, ou Mônico, ou Fernando, ou Laura, ou quem quer que queira se enxergar no que eu disse)

Leave a Reply

Your email address will not be published.