A Revolução dos Bichos

A lista dos melhores livros do século do Liberal Libertário Libertino já deu uma surpresa. “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, foi incluído entre os 30 mais.

Nada demais nisso, se o livro não fosse uma droga.

Li aos 11 anos. Reli alguns anos depois. Mais uma vez, agora em inglês para ver se a tradução não tinha deixado nada passar.

E em qualquer língua, em qualquer tempo, o livro continua uma droga.

É só uma alegoria óbvia e boba. Como literatura, é lixo. É o tipo de coisa que qualquer idiota pode escrever, daria um bom esquete de TV, uma sacada legal de um roteirista competente — “que tal transformar Lênin e Stálin em porcos?” — mas nunca um livro, nem mesmo um bem curto como aquele.

No entanto, em época de guerra fria, entende-se que as pessoas pegassem um comunista arrependido como Orwell e alçassem seu livro à categoria de obra-prima. Que me perdoem todos os fãs da obra, mas aquilo é só propaganda. Só isso, não tem grandes méritos além desse.

Sua virtude é ser anti-comunista, só isso. E ser curto. Se alguém quer uma boa crítica de esquerda — ou seja, trotskista — ao stalinismo, que leiam “Memórias de um Revolucionário”, belíssima crônica da Revolução Russa travestida de autobiografia de Victor Serge. De direita? É só pegar um livro qualquer do Soljenitsin. Mas todos esses dão trabalho, são longos; melhor, no caso, ficar com a maior parte da crítica feita à Revolução Russa, boba e rasteira, mas perfeitamente aceitável em um mundo que comemora incessantemente a vitória do capitalismo, às vezes de maneira impensada e irracional.

O que eu não entendo é que, 15 depois da queda do Muro de Berlim, quando as pessoas deveriam ter mais o que fazer além de repetir os clichês com as quais cresceram, elas continuem repetindo que aquele livro é uma obra-prima.

24 thoughts on “A Revolução dos Bichos

  1. Não acredito que vou cair nessa armadilha novamente. Passei anos ouvindo falar super bem desse livro. “Uma grande obra revolucionaria e tal…”. Nunca me interessei… agora, bastou vc falar mal do dito e lá estou eu colocando-o na minha lista!!! Oh raio… essa história de propaganda contraria!!!

  2. Taí! Sempre achei que A Revolução dos Bichos tivesse contribuido de alguma maneira na forma utilizada por Art Spiegelman em Maus, numa clara demonstração da superação do aluno em relação ao mestre. Creio que esse tipo de contribuição que o livro ofereceu não o coloca em posição de pertencer a nenhuma lista. Deve ser apenas uma referência, num conjunto de idéias pobres e mal aproveitadas pelo Orwell. O tal do “bom senso” faz mais estragos do que se imagina. Basta ver a quantidade de pessoas que o vêem (o livro) como obra-prima.
    Ciao

  3. Não sei se o acho um livro tão ruim assim.Quando o li ,confesso que achei mto interessante(já tinha lido 1984, livro com o qual me entusiasmei mto mais).Acho curioso o sentimento de desigualdade que parece inerente a qualquer ser vivo, mas também sinto q há algumas fraquezas no livro.Atualmente não sei mais se gosto ou desgosto.Sei que existem mtos livros melhores e por isso exultá-lo talvez não seja a melhor coisa.Ah, esqueci de te desejar Feliz Natal então, te desejo um Feliz e Próspero Ano Novo, mtas felicidades pra vc!

  4. Aff comcordo plenamente…Ok…Gosto é gosto mais minha pRoF. mandou nos lermos eSSa poRRa…ki HiStoria mais sem NeXo..!

  5. Talvez sua alma não estava(ou nunca estará),disposta a entender a sintonia das palavras,e assim o contexto hitórico e cultural,nele presentes.Mas sou de total opinião de que cada um tem o direito de expressar seu ponto de vista,sobre determinado assunto.E é isso que fiz!

  6. Particularmente, eu achei o livro uma droga, mas gostei muito do geito que orwell fez a crítica!!

  7. O livro é obra ideal para que professoras contem historinhas nas aulas com fantoches no presinho….

  8. literatura de rica interpretação(mútua, entre a forma em q o autor escreve e a interpretação que o leitos faz) o que o torba a obra muito apreciada, e que com certeza alem de inriquecer nossa cultura, faz-nos pensar na “política e seus fralderios”…grata..e excelente materia, parabens..bjos

  9. São muito pertinentes seus argumentos, porém o livro não deixa de ser maravilhoso, crítico e com sentido, se você não gostou do livro pode ser porque quando criança você teve que fazer um trabalho sobre ele e se deu mal, e você tem todo o direito do mundo de achar o livro péssimo, mas antes disso tente superar o autor escrevendo um livro sobre a corrupção em que estamos vivendo.
    Quem sabe seu livro não fica entre os 30 melhores?!

  10. Não podemos esquecer que Orwell escreveu isso há meio século atrás. Muita gente aqui no Brasil só começou a entender o regime stalinista à época da Perestroyka. Hoje é fácil dizer que o livro é óbvio. Ao contrário, como nas Viagens de Gulliver, de Swift, Orwell se utiliza da alegoria política magistralmente. O que talvez incomode é o fato de que, em época de PT, o livro faça ainda mais sentido.

  11. Achei o livro muito bom, pq a história pode prendenos a atençao. Mas é preciso ler as entrelinhas, coisas que alguns idiotas não sabe fazer.Hoje vivemos num sistema capitalista ditadorial. Onde os mais inteligentes comandam, fazem as leis para benefício próprio, e usam os que tem poder de persuasão para manter a massa (nós que somos a maioria e podemos dar a volta por cima) quieta, conformada. Tudo isso porque? Assim como aqueles animais, não temos educação escolar, cultura pra poder enxergar as atrocidades que fazem com nossa dignidade, com nossos direitos. E por que não temos educação e cultura? Simplesmente por manipulação do poder, que nos ensinam a ser uns alfabetizados analfabetos, fomos alfabetizados a não pensar, criticar, reclamar nossos direitos.

  12. eu li revolucao dos bichos e tenho opiniao contraria da sua rafael.gostei muito, e acho que nao é qualquer um q consegue escrever um livro desse com tanto significado e importancia!ele realmente merece estar na lista dos maiores livros pois suas criticas sao muito procedentes e verdadeiras”todos sao iguais mas alguns sao mais iguais que os outros ”d+

  13. Meu caro chara! Vôcê diz que acha o livro uma droga, mas por quê você o leu tantas vezes(aos 11, na adolescência e depois qundo adulto em outra língua).Continue tentando, pois talves, um dia, quem sabe, aos 84 anos você consiga compreendê-lo.

  14. Eu achei o livro muito bom, com partes engraçadas e outras que me fizeram refletir em alguns pontos.
    Certo que o livro é infantil mas isso facilitou o entendimento do leitor.
    Achei bastante criativo e me auxiliou bastante para que eu entendesse melhor sobre a Revolução Russa.

  15. eu achei esse livro um pouco monotomo, eu acho que esse livro é pra velho dormir!!
    não para crianças lerem!!

  16. hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

  17. fala da revoluçao russa mais a historia eh na inglaterra.

    UMA DROGA.

    O LIVRO DEVERIA SER UM POUCO INTELIGENTE.

  18. Bom,achei o livro legal, interessante,divertido,pessoal eu acho que o livro é muito bom,e concordo com alguns que eles tao sem cultura que nao leram u lerao mas nao etenderam nada do livro.

    raquel m bolda

  19. O livro é interessantíssimo, faz refletir, e ajuda a compreender melhor a revolução russa.
    A história parece infantil, e o autor faz isso consciente de que poucos terão a capacidade de entender porque o livro se apresenta dessa forma.

  20. Estava eu procurando por “Revolução dos Bichos” na internet e qual página o oráculo me mostra? O sempre excelente Blog do Rafael Galvão.
    Gostei do post, e da forma como explicou por que não gostou do livro.

    Quando eu li, eu não sabia do que se tratava. Não esperava ler um manifesto anti-isso ou anti-aquilo. Li como quem não quer nada. E nunca mais parei de ler.

    O livro é bom demais. Um dos meus preferidos, justamente por ser óbvio. Gostei porque fala da nossas características mais óbvias. Por incrivel que pareça, muitas vezes o óbvio passa despercebido. Justamente por que está ali, na nossa cara.

Leave a Reply

Your email address will not be published.