Neo-nazistas, agora do outro lado

A. Hit.. Ops, SharonDurante as eleições americanas, quando alguns mais exaltados chamavam Bush de nazista, logo apareciam vozes gritando que não se podia fazer essa comparação, porque o nazismo era muito mais que isso, etc.

Essa sacralização do nazismo como algo único, impossível de ser repetido, sempre me pareceu um erro. Pressupõe a idéia imbecil de que foi uma excrescência histórica sem explicação, uma espécie de Anunciação do mal. Descarta todo o processo histórico que o criou.

A maioria dos nazistas não era louca, não era alucinada de ódio. Era gente perfeitamente normal, com preconceitos comuns em sua época e lugar que foram amplificados além do “aceitável” em um momento específico. Muitos eram só oportunistas. E o próprio Hitler mostrou que era extremamente racional em seu ódio: “Se os judeus não existissem precisariam ser inventados”, ou algo assim. Louco ou não, arcaico ou não, Hitler era um político, e um bom político. Sabia que o anti-semitismo era uma plataforma importante para o crescimento do partido nacional-socialista.

Erro grave, esse. Esquecer o contexto histórico em que algo se desenvolveu pode permitir que essas mesmas ações se repitam.

Este blog já comparou a ação de Israel às dos nazistas e levou porrada. Talvez por isso dê para imaginar a surpresa ao ver Yosef Lapid, que viveu no gueto de Budapeste durante a II Guerra, comparar a ação de Israel na Faixa de Gaza a ações nazistas semelhantes: “Vi na televisão uma senhora [palestina] procurando seus remédios numa casa destruída em Rafah, e ela me lembrou minha avó”. (A matéria completa, que fala sobre o declínio dos direitos humanos, é assinada por Silio Boccanera e está na Primeira Leitura deste mês).

Ainda assim Lapid seria só mais um sujeito a se indignar com o que Israel anda fazendo na Palestina, não fosse ele o ministro da Justiça do seu país. Agora, o Pedro Dória mostra o exército israelense tratando um violinista palestino da mesma forma que nazistas trataram judeus nos anos que precederam a II Guerra Mundial. A semelhança é impressionante. As imagens de judeus lavando o chão, cercados por soldados e transeuntes que riem de sua humilhação, deveriam ser mostradas a todos que menosprezam a maldade humana; e a essa imagens deveriam ser juntadas as do violinista Wissam Tayem.

Claro que se pode dizer que não há comparação, que Israel não construiu campos de morte como Auschwitz e Dachau. Mas por uma questão de metodologia, a Solução Final não define o nazismo. Define o Holocausto, o momento mais baixo da história da humanidade. O que realmente define o nazismo é a série de leis e, principalmente, de atitudes que o Reich empreendeu nos anos 30. O Holocausto não teria acontecido se, antes, o nazismo não fosse se fortalecendo através da perseguição e humilhação de milhões de judeus, se Chamberlain não deixasse esses pequenos detalhes passarem enquanto aceitava calado os gritos de Hitler em Munique.

Hoje, Israel é um Estado opressor. Prepara o genocídio de uma raça. Se torna progressivamente racista à medida que seu povo aprende, desde o berço, que palestino é perigoso. E se isso não o faz cada vez mais parecido com o regime que fez o seu povo sofrer como poucos outros na História, então eu não entendo mais nada.

11 thoughts on “Neo-nazistas, agora do outro lado

  1. Obrigada Rafael,
    Voce diz tudo – e muito bem – o que eu gostaria de dizer sobre essa questão. Obrigada mesmo.Vejo a Europa toda se calando sobre as atrocidades de Israel, em função da sua culpa histórica: ninguém se manifesta de forma contundente. Aliás, quase de forma nenhuma. E aí, lendo o seu outro post aí de cima- li só a 1. linha ainda nao terminei – Mídia do Cidadão, fica claro que é isso mesmo que você está fazendo, exatamente o que o título do post diz. Valeu,
    Felicia

  2. Excelente post mais uma vez (estou ficando “viciada” em vir aqui ler suas colocacoes sempre claras e contundentes).
    Israel eh o maior problema politico atual do Oriente Medio. A sensacao que eu tenho com a postura mundial perante as atrocidades que estao sendo cometidas na Palestina eh que “Israel pode porque eh cafeh-com-leite” (sabe aquelas brincadeiras de crianca?). Tadinhos, sofreram tanto no passado, nao? Mas de cafeh-com-leite eles nao tem nada. Estao mostrando que nao aprenderam a licao que lhes foi duramente ensinada. Alias, mostrando que nao respeitam os milhoes que morreram pelos campos de concentracao na 2a Guerra.

  3. Caro Rafael, não sou bom em história mas pelo que me consta o Estado de Israel foi criado em 1948 por meio da Liga das Nações como uma forma de tentar recompensar o povo judeu por tudo o que sofreram na mão dos alemãs…

    Acontece que os paises ricos que pensaram nesta “brilhante solução” esqueceram do povo árabe que ocupava aquela região há séculos… Como o Estado de Israel é legítimo, ou seja, é reconhecido pelo resto do mundo como uma nação independente cabe a eles se defenderem da forma que acharem melhor.

    Não estou defendendo que os judeus devam fazer aos palestinos o que a Alemanha fez com eles.

    Mas tudo o que está ocorrendo hoje me parece um replay daquilo que ocorreu ao final da 1a guerra contra a Alemanha…

    O sentimento nacionalista cresceu na Alemanha depois da sua derrota na 1a guerra e a seguida humilhação que o resto da Europa lhe impôs por tantos anos até a eclosão da 2a guerra.

    Sendo assim, concordo plenamente com você quando você cita “Esquecer o contexto histórico em que algo se desenvolveu pode permitir que essas mesmas ações se repitam.”, pois é exatamente o que está acontecendo. Ninguém mais se lembra dos motivos que levaram àquele sentimento nacionalista da Alemanha, mas apenas suas conseqüências.

    Por outro lado, talvez o desinteresse pelos palestinos seja em função da sua “insignificância econômica” uma vez que não possuem dinheiro pra nada (se no lugar dos palestinos fossem os chineses a conversa seria outra…).

    Tenho a impressão que os palestinos estão para Israel da mesma forma que os traficantes do Rio de Janeiro estão para o Brasil (são apenas problemas domesticos)

    Um grande abraço e parabéns pelo site…

    Edvando Batageli (São Paulo/SP)

  4. Oi, xará,
    não sei se você lê comentários em posts “antigos”…

    Mas como assim levou porrada? Se você estiver falando de seu último post sobre o assunto, que eu me lembre fui o único a criticar, e acho que fui bem gentil. 🙂
    Seria muito estranho alguém “tomar porrada” no Brasil por falar mal de Israel. Aposto que quase todos os seus leitores concordam com você.

    O caso do violino não tem nada demais. Em aeroportos nos EUA e outros países, é comum pedirem que você ligue seu laptop, ou câmera, etc. E os jornais esquecem de citar o caso da guitarra explosiva. Há alguns anos, um palestino entrou em Israel com uma guitarra. Entrou num restaurante e explodiu 15 pessoas.

    Não há nada comparável às leis de Nuremberg em Israel. Os árabes israelenses podem votar, frequentar universidades, escolher a própria profissão e casar com judeus (ao contrário do que seu último post dizia).

  5. Rafael: importantíssimo post. Como estou totalmente de acordo, não vou me estender muito. Mas quero deixar para seus leitores um link ao grupo Gush Shalom, que é um corajoso grupo de israelenses que militam contra a ocupação da Palestina e contra o genocídio promovido pelo estado de Israel. Especialmente importante quando você encontra gente que confunde críticas ao estado de Israel com anti-semitismo (confusão habilmente manipulada pelos sionistas). Aqui vai o link:

    http://www.gush-shalom.org/english/index.html

    Abraço,

  6. “Hoje, Israel é um Estado opressor. Prepara o genocídio de uma raça. Se torna progressivamente racista à medida que seu povo aprende, desde o berço, que palestino é perigoso. E se isso não o faz cada vez mais parecido com o regime que fez o seu povo sofrer como poucos outros na História, então eu não entendo mais nada.”

    Israel é um estado opressor por tentar combater o terrorismo de todos os jeitos que puder, passando dos limites considerados aceitáveis para poder impedir que inocentes do seu lado morram porque algum maluco decidiu encontrar Alá mais cedo de forma que mais alguns encontrem, e, sua familia seja paga para isso.

    Voce está generalizando ao falar que desde que a criança sai da barriga da mãe já é ensinada a odiar Palestinos ou o contrário (Palestinos nascendo já com ódio de Israelenses).

    Até onde eu sei, genocídio significa “extermínio de grupos humanos”. É simplismente inaceitável voce comparar o que Israel está fazendo com que o fizeram com os judeus na europa antes e durante a Segunda Guerra Mundial. A partir do momento que voce fala “Claro que se pode dizer que não há comparação, que Israel não construiu campos de morte como Auschwitz e Dachau.” não existe genocídio, ok?

    Agora, compre uma passagem e viaje para Israel e conheça um pouco o único país democrático no Oriente Médio.

  7. Ministério da “justiça” Departamento de Estrangeiros

    JAN NAZOREK , Topógrafo-Projetista,nascido em 03/03/46 na cidade de BRAUWELLER – ALEMANHA , filho de JULIAN NAZOREK de nacionalidade POLONESA e MARIA UDOWICZENKO KARDASZ NAZOREK , de nacionalidade UCRANIANA , ambos PRÊSOS DE GUERRA DAS FÕRÇAS NAZISTAS , presos em 1939 e libertados em 1945 por soldados INGLÊSES DAS FÕRÇAS ALIADAS . Casaram-se ainda na ALEMANHA no mesmo ano da libertação (1945).
    Informados de que seus PAÍSES ESTAVAM SOB DOMINIO DE COMUNISTAS , que segundo comentários de minha MÃE ; OS COMUNISTAS SÂO 100% MAIS CRUEIS E SANGUINARIOS DO QUE OS NAZISTAS. Não mais poderiam voltar para suas casas e seus familiares,poderiam permanecer na ALEMANHA ou sair para a AUSTRALIA , CANADÁ , ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA E BRASIL . Optaram pelo BRASIL , talvez pela bela PROPAGANDA ENGANOSA que oferecia 1001
    vantagens,tal como DOAÇÃO DE TERRAS , SALÁRIOS JUSTOS , ÓTIMA ASSISTÊNCIA MÉDICA E UMA SUPER EDUCAÇÃO PARA OS FILHOS ETC …. E BLÁ BLÁ BLÁ …………………..
    Na minha opinião hoje O GOVERNO BRASILEIRO APLICOU O FAMOSO GOLPE DO 171 neste povo valente, guerreiro e vitorioso mas que ficara sem PÁTRIA . Então encheram um navio dessas pessoas e partiram alto mar do porto de GÊNOVA NA ITÁLIA em abril de 1949 rumo ao BRASIL e após três meses de navegação em alto mar aportaram no RIO DE JÁNEIRO em 26 de julho de 1949 conforme registro em minha carteira de IDENTIDADE PARA ESTRANGEIRO PERMANENTE RG 493.287 RE 07.588 PF/PR. Após 40 dias de isolamento em uma ilha próxima ao RIO DE JANEIRO nos levaram para CURITIBA no PARANÁ , muitos destes imigrantes que ao serem misturados aos habitantes locais adquiriram doenças,pestes e vírus mortal até então desconhecidos pelos mesmos,muitos sucumbiram por falta de assistência médica. Em CURITIBA apesar da fome e da miséria consegui concluir o ensino básico em escola pública,também neste período ganhei mais três irmãos. Aos doze anos idade já estava torto de tanto trabalhar e assim foi até completar 18 anos,então fui convidado por um Engenheiro Civil de origem POLONÊSA para trabalhar na área de Topografia e Agrimensura . Março de 1964 meu aniversário de 18 anos,também o inicio de uma DITADURA MILITAR NO BRASIL , Lembro que meus genitores PULARAM DE ALEGRIA pois sabiam do PERIGO DE REGIME COMUNISTA EM UMA NAÇÃO . Como Topógrafo trabalhei nas maiores empresas do Brasil em obras por todo país,fui convidado para trabalhar na AFRICA e no IRAQUE e só não fui porque receberia meus salários com dinheiro podre do Brasil,mas a empreiteira receberia em DOLARES ! No início de 1989 com a paralisação de obras no sul do país , parti para o recém criado estado do Tocantins. No inicio tinha muito trabalho,mas sem registro em carteira de trabalho e baixos salários,trabalho escravo,MÁFIAS se formaram e se organizaram tão bem que nem a CPI do NARCOTRÁFICO conseguiu aqui entrar. Por não aceitar propinas para alterar medições, por exigir direitos trabalhistas fiquei na lista negra da MÁFIA sem poder trabalhar, fiquei na merda mas não morto ! Consegui sobreviver fazendo medições para fazendeiros! No ano de 2000 fui ao estado do PARÁ para trabalhar num projeto de beneficiário da SUDAN, então descobri como funcionava o esquema fraudulento da extinta SUDAN e acabei sendo testemunha desta fraude, testemunhei também contra a MÁFIA do TOCANTINS NA OPERAÇAÕ DIAMANTE, que noTocantins resultou em fracasso pois o SUPERINTENDENTE DA POLICIA FEDERAL ERA MEMBRO DA MÁFIA ! Depoimentos sigilosos vazaram e não me eliminaram porque corri para BRASILIA E ME ACORRENTEI NO MASTRO DA BANDEIRA NACIONAL DO MINISTÉRIO DA “JUSTIÇA” então alguém ligou para a MÁFIA TOCANTINENSE e deu ordens para não mexerem comigo, pois a ACNUR um órgão das NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS também fora AVISADA! O PROCURADOR DA REPÚBLICA MARIO LUCIO AVELAR não teve a mesma sorte, ameaçado de MORTE teve que fazer uma retirada estratégica do TOCANTINS ! Em 2004 bateram no meu portão dois AGENTES DA POLICIA FEDERAL, disseram que eu fora denunciado por estar ilegal no país, também de como era bom e generoso o governo do Tocantins, com muitos empregos , muitas obras etc……. No dia seguinte FUI ATÉ A POLICIA FEDERAL e me exigiram aproximadamente R$ 200,00 para fazer o recadastramento de ESTRANGEIRO, repliquei que se tivesse esta quantia imediatamente compraria alimentos para minhas crianças e que enquanto eu estivesse desempregado jamais daria um tostão para quem quer que fosse ! Em 2005 ligaram da POLICIA FEDERAL para minha família dizendo que eu seria DEPORTADO e que eu fora DELETADO DO SISTEMA, quem atendeu foi minha filha menor de idade que chocada chamou a mãe e novamente o POLICIAL FEDERAL AMEAÇOU ; NOS VAMOS DEPORTAR SEU MARIDO, então ela respondeu “RAPAZ DEPORTA LOGO E DEIXE DE NOS PERTURBAR E AMEAÇAR’ e desligou o telefone na cara do CORNO MANSO ! Fui no novo PROCURADOR DA REPUBLICA que simplesmente disse que NÃO SABE O QUE FAZER NO MEU CASO ! Tenho minhas dúvidas e suspeitas em relação a este novo PROCURADOR DA REPUBLICA pois denunciei a redução aproximadamente pela metade dos rendimentos do PIS no ano de ELEIÇÕES DE 2004, e repetiu não sei o que fazer nesse caso ! Repliquei é obvio que algum POLITICO VAGABUNDO CORRUPTO TRAVESTIDO DE TRABALHADOR METEU A MÃO NESTE DIREITO QUE O GOVÊRNO MILITAR NOS CONCEDEU ! Resumindo ; a ‘JUSTIÇA’ nega-se a me fornecer 2º VIA DE IDENTIDADE , sem documento , NÃO POSSO TRABALHAR E NEM TENHO O DIREITO DE IR E VIR ! Estou Pior do que meus genitores quando estavam presos nos CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO NAZISTAS, pois ao menos eles tinham um numero de identidade no uniforme e ainda eram bem alimentados! AO MINISTÉRIO DA ‘JUSTIÇA’ DIGO; VOCÊS VÃO ACHACAR OUTRO VELHO OTÁRIO QUE TRABALHOU A VIDA INTEIRA PARA SUSTENTAR PARASITAS EM SUNTUOSOS PALÁCIOS COM AR CONDICIONADO, AGUA MINERAL, CAFEZINHO E UMA BELA VAGABUNDA COMO SECRETÁRIA, OU APRENDAM A TRABALHAR TAL COMO EU TRABALHEI E ME VIRO ATÉ HOJE ! Quanto a minha DEPORTAÇÃO, vocês não vão nem gastar com passagem, pois tenho alguns fundos de GARANTIA POR TEMPO DE SERVIÇO e também o capital do PIS-PASEP, ainda vai sobrar dinheiro e sei que alguém vai meter a mão, como é de costume neste país ! As organizações de DIREITOS HUMANOS, A ONU peço que me ajudem a sair desta REPUBLIQUETA TUPYNIQUIM AGORA SOB O COMANDO DA BATUTA DE MOSCOU, tenho dó do POVO que aqui vai ficar, pois eles não sabem o que é REGIME COMUNISTA ! Com certeza vai haver uma convulsão social como nunca houve neste país, primeiros sinais dos COMUNISTAS foi tentar CALAR A IMPRENSA, desarmar a POPULAÇÃO TRABALHADORA,DINHEIRO DE CUBA E DE OUTROS PAÍSES COMUNISTAS,desvio de verbas públicas etc… Mas acredito que nas FORÇAS ARMADAS O COMANDO DE CAÇA AOS COMUNAS ESTÁ DE PRONTIDÃO, temos também FORÇAS ARMADAS DOS ESTADOS UNIDOS QUE JÁ ESTÃO INSTALADAS NO VIZINHO PARAGUAI, e acredito que muito breve TOMARÃO ESTA REPUBLICA CORRUPTA TAL QUAL O FIZERAM NO IRAQUE ! Agora eu sei porque os cidadãos AMERICANOS MOSTRAM AQUELE DEDÃO MAIOR PARA AS OTORRIDADES BRASILEIRAS, quando trabalhei na construção da HIDROELETRICA DE ITAIPÚ, um colega Topógrafo brasileiro foi tirar uma casquinha do colega Topógrafo PARAGUAIO perguntando; porque vocês tem o MINISTÉRIO DA MARINHA se suas fronteiras não tem UM METRO DE MAR ? O Topógrafo PARAGUAIO de pronto respondeu; E USTEDES BRASILENHO NO TIENES EM SU TIERRA EL MINISTÉRIO DEL JUSTICIA ? Mais tarde parabenizei o colega Paraguaio e fiz questão de informa-lo que eu não era Brasileiro e sim GERMANO-POLONÊS, ganhei um grande amigo e já naquela época discutíamos sobre as MAZELAS DA AMÉRICA LATINA ! Nos próximos capitulos vamos falar sobre o BRAÇO DIREITO DO DIABO………………. E essa corja de vagabundos ainda querem uma cadeira permanente no conselho das NAÇOES UNIDAS o secretário geral mandou o recado numa parábola; a fome acaba quando se combate a corrupção, eu entendi assim deixem; de ser LADROÊS e a tal cadeira poderá ser concedida !… Jan Nazorek.
    15 de novembro de 2005

  8. Rafael, boa tarde!
    Não sei o que você conhece da palavra, biblia , torá, enfim todo o conhecimento que o PAI nos deixou. O que em 1947 foi dado a ISRAEL não foi gratidão, mas aquela é a terra que foi prometida pelo PAI ao seu povo, então a luta é por defesa daquilo que sempre foi e de direito é, apenas fomos humildes e plantamos nossas raizes em um pequeno trecho dessa terra abençoada. A todos que amam ISRAEL…SHALON

  9. O Jan Nazorek some daqui, se o pais nào serve pra voce, vai pros quintos dos infernos, vaza, rapa fora.

  10. Marco de quê ? Os covardes,os corruptos,os assassinos,os comunas afeminados jamais se identificam…Com certeza esse tal de marco é descendente dos criminosos que foram tirados das cadeias de portugal para colonizar essa santa terrinha tupyniquin…

Leave a Reply

Your email address will not be published.